Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

O Projecto Memória Macaense vai para o Encontro 2010

Seguindo uma tradição de já há vários Encontros, o Projecto Memória Macaense (PMM) viaja para Macau para participar e cobrir o Encontro das Comunidades Macaenses de 2010.  O PMM, no caso, é representado pelo seu autor Rogério P.D. Luz, e também autor deste blog.

Fundado em Junho de 2003, o PMM cobriu como website, os Encontros de 2004 e 2007.  Noutras vezes, viajei como participante da comitiva de São Paulo, desde o início do Encontro em 1994.  Apenas não participei do Encontro de 2001, o 1º após a transição, quando reinava aquela dúvida sobre a continuidade deste evento. Naquela edição, fora do presidente e o vice da Casa de São Paulo, não houve nenhuma comitiva apenas alguns poucos particulares viajando por conta própria.  O subsídio era mínimo na época, se não me engano, algo em torno de US$ 100, mesmo pouco mas valia pela perspectiva de continuidade.  Além do que, a moeda brasileira estava muito desvalorizada em relação ao dólar americano, inviabilizando a viagem para todos, já que o custo do Brasil para Macau é muito alto, se levarmos em consideração os bilhetes aéreos, hotel, gastos pessoais etc. Afinal de contas, estamos no outro lado do mundo em relação a Macau.  Ainda é muito difícil para muitos locais viajarem para Macau, mesmo com o bom subsídio que foi concedido para as Casas e Clubes similares, que até surpreendeu a muitos.  Uma surpresa agradável que julgo, fará a edição de 2010 ter  um número recorde de participantes. Obviamente que o valor final que cada um dos participantes receberá do subsídio, dependerá do nº de pessoas que viajarão.  Em São Paulo, mais de 60 pessoas confirmaram a viagem, o que reduz razoavelmente o valor do subsídio atribuído para cada um.  Só pelo coral viajam pouco mais de 20 pessoas.

Como já se tornou uma tradição nos Encontros, representantes da comunidade de São Paulo farão suas apresentações musicais.  O Charlie Santos, nome artítico de Carlos Alberto da Silva Santos, também conhecido por Canicha, e autor da alegre canção Casa de Macau, muito cantada nos Encontros, finalmente vai estar lá.  Digo finalmente, pois em 2007, quase que ele ia, mas acabou transferindo a sua presença para este ano.  Charlie bem que gostaria de levar a sua banda profissional  com músicos de 1a. linha.  Em 2007 até ensaiou isso nos seus cálculos do quanto custaria.  Os números assustaram!  Então neste ano, viaja com seu playback e a sua família.  Cedeu à sua vontade de estar lá junto à malta, afinal de contas ele detém um número recorde de CDs produzidos, e bem produzidos, diga-se de passagem, tudo financiado do seu bolso, que ainda bem ele dispõe de recursos fruto do seu trabalho profissional.  O Charlie é daqueles sujeitos que não medem esforços para investir no que gosta.  Espero que ele seja bem sucedido diante uma platéia de mais de mil pessoas, o que tenho certeza que será!!!

O Pau Pau ou Fred Ritchie é outra atração de São Paulo, embora ele divida a estadia aqui e em Macau.  É um dos homens mais viajados que conheço!  Ele já se apresentou em 2007 e noutros Encontros.  É um show man!!! Adora o que faz e faz bem, e tente tirar o Pau Pau do palco …. huummmm, xiça … ele, se o deixarem, canta a noite toda até o dia seguinte.  Tem um fôlego que não é brincadeira!  Mas quando ele dá início ao show, pode perceber que sai todo mundo para dançar.  O Pau Pau é daqueles que se o convidarem para uma festa, ele leva a viola como seu acompanhante e sempre ensaia umas canções, e agrada toda a gente.  Ele canta com a banda do seu filho, que é de 1a. categoria.  Em 2007, até levou uns músicos brasileiros. Profissionais!

E outra atração local, é o coral com 19 integrantes que se apresentou no Encontro de 2007.  Desta vez viajam com um novo maestro, que profissionalmente actua num conjunto cover de Bee Gees, ele nos teclados.  Dizem que levam um repertório pronto com cerca de 20 músicas, e com bastante novidades.  Trocaram de nome e agora chamam-se Vozes de Macau, e investiram num novo uniforme.  Andam a ensaiar todos os fins de semanas já há tempos para uma boa apresentação em Macau.

Sinto pessoalmente por algumas ausências e atrações.  Uma delas, posso comentar, que é a ausência do patuá de São Paulo.  No fundo, esperava que pelo menos uma ou duas peças, curtas, de Mariazinha Carvalho, que é a nossa 1a. dama do patuá pudessem fazer muita gente rir em Macau.  Uma delas, a encenação musical que ela produziu e escreveu, The Chop Stick Sisters, protagonizada por Clemente “Neco” Badaraco e Armando Ritchie, é de matar de rir, e uma outra … ah, são tantas que ela me conta … umas procuram mostrar a convivência do macaense com o “gnau sôc”, que praticamente revivem situações hilariantes tais às que vivemos outrora em Macau.  Infelizmente, Mariazinha é uma das vítimas do alto custo de uma viagem para Macau o que praticamente inviabilizou a sua participação, bem como do Clemente Badaraco, do elenco da divertida Chop Stick Sisters.  Aliás pensei que talvez houvesse algo planeado para o patuá, mas no domingo passado, em conversa com ela, vi que não havia planos.  Mariazinha é autora de inúmeras peças teatrais em patuá, frutos da sua rica imaginação e o amor por coisas macaenses e de Macau. Ela, na maioria das vezes, encena as suas obras.  Várias vezes tentei convencê-la a colocar tudo num livro, que penso até que poderia haver patrocínio de Macau, de tal importância que o patuá representa para a cultura macaense.  Em 1994, salvo erro, uma das suas peças foi apresentada em Macau.  Em São Paulo já há anos rimos das suas peças, tal como, o Passaporte, Romeu e Julieta etc etc.  Uma pena que Macau não poderá ver o patuá de São Paulo. O patuá é a nossa cultura que precisa ser valorizada, preservada e divulgada!

O PMM já abriu uma página-guia que conduz e conduzirá a outras para falar desta edição de 2010, comprometendo-se a manter as páginas e todas as publicações enquanto o website existir.  Tal como está sendo para as edições de 2004 e 2007.  Assim, a comunidade macaense poderá sempre consultar o site,  para matar saudades, relembrar ou ver o que aconteceu nos Encontros passados. E que venha a edição de 2013.  Temos que acreditar!

Visite o PMM renovado e com novo visual neste endereço: – http://www.memoriamacaense.org/projectomemoriamacaense/

1a. foto: Mariazinha em trajes da peça em patuá O Passaporte / 2a. a peça O Passaporte (damas macaenses e o “gnau sôk” funcionário público) / 3a. a apresentação musical The Chop Stick Sisters (da esquerda: Armando Ritchie e Clemente “Neco” Badaraco) – clicar nas fotos para aumentar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 25/10/2010 por em Encontro-Macau-2010, Projecto-Memória-Macaense.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.186.398 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Festival de Gastronomia de Macau

Festival de Gastronomia de Macau

Todos os anos, no mês de Novembro, o Festival de Gastronomia de Macau (Macau Food Festival) que é realizado na Praça do Lago Sai Van, bem ao lado da Torre de Macau (Macau Tower). atrai multidões, tanto residentes como turistas, como foi o nosso caso em 2019, pela variedade de comida chinesa, asiática, como a […]

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

A primeira atividade oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 ocorreu no dia 23 de Novembro de 2019, num sábado, nas dependências do Jardim Infância D. José da Costa Nunes, como já vem acontecendo nos Encontros anteriores. No último Encontro que participei em 2010, o evento foi mais descontraído com apresentação de músicos tanto […]

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Em 2007, visitei o Museu do Grande Prémio de Macau e lá fiz várias fotos. Nesta postagem, o assunto é o piloto Rodolfo Ávila. Venha conhecê-lo melhor. Publicação e fotografias de/photos by Rogério P D Luz Texto extraído da enciclopédia livre – Wikipédia Rodolfo Freitas Silvério de Abreu Ávila nasceu em Lisboa no dia 19 […]

%d blogueiros gostam disto: