Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Comunidade Macaense, notícias e informações

– 1 –

John “Bijú” dos Santos Hetherland, macaense de Toronto, Canadá, no seu e-mail informa que criou uma página musical no site My Audio Cast (China), na qual você pode ouvir 160 músicas por ele executadas.  O Bijú é um típico “one man band” (banda de uma pessoa só), e pelo visto dedica-se a fazer gravações de músicas utilizando-se de teclados, guitarra etc.  O sistema funciona com a gravação principal de uma música e depois vai mixando ou acrescentando à original instrumentos como contra-baixo, bandolim, guitarra, bateria etc.  Para quem sabe bem fazer isto, é deveras divertido além de ser um trabalho construtivo que deve dar uma enorme satisfação pessoal.  Parabéns ao Bijú.  Clique no link abaixo para ouvir as músicas gravadas pelo Bijú e veja o seu talento musical:

http://www.myaudiocast.com/bokchoitia/

– 2 –

A Ysabelle Capitulé que como o Henrique Manhão bem a intitula “macaense talentosa de Califórnia“, também é conhecida no seu meio de dança Hip Hop como Lil’ BIGZ.  Apresentou-se nos eventos do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2010, e está a fazer sucesso nos EUA, e fora, com as suas habilidades no género.

Nos e-mails retransmitidos pelo Henrique de Joe e Tony Capitulé, trazem a foto acima da Ysabelle como garota-propaganda da URBAN EMPIRE “HIP HOP” PANTS (calças), e um vídeo de Fashion Show Tech Rehearsal (ensaio) – Hip Hop Dance Kids, que foi realizado para o the Sketchers Shoe Fashion show no mês passado em Los Angeles. Vejam abaixo, e parabéns aos pais pelo sucesso contínuo e evolutivo da filha:

– 3 – 

A última vem da SHIP, de Portugal cujo e-mail é transcrito integralmente abaixo e fala, entre outras, das atividades relacionadas a duas macaenses residentes no País. Leiam, e parabéns a todos pelo sucesso:

A Direcção da Sociedade Histórica da Independência de Portugal vem, por este meio, associar-se na divulgação de dois eventos promovidos pelo Instituto Internacional de Macau, que irão ocorrer já na próxima semana. A saber:

No dia 11 de Julho, às 18h00, o lançamento dos livros “FILHOS DA TERRA – A COMUNIDADE MACAENSE ONTEM E HOJE”, de Alexandra Sofia Rangel e “O LIVRO DE RECEITAS DA MINHA TIA/MÃE ALBERTINA”, de Cíntia Conceição Serro. As obras serão apresentadas pelo Dr. Rui Simões e pelo Dr. Jorge Rangel (Local: Salão Nobre do Palácio da Independência).

No dia 12 de Julho, às 18h00, a apresentação do livro “A HORA DO DRAGÃO: POLÍTICA EXTERNA DA CHINA”, de Luís Cunha. A apresentação da obra estará a cargo do Professor Adriano Moreira (Local: Auditório do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas).

Aproveitamos para lembrar que, amanhã, dia 5 de Julho, às 17h00, , a Biblioteca da Sociedade Histórica da Independência de Portugal promove uma palestra proferida pelo Presidente do Conselho Supremo da SHIP, Dr. Eugénio Ribeiro Rosa, que tem como título “CUMPRIR A RESTAURAÇÃO”. (Local: Biblioteca do Palácio da Independência). 

Com os melhores cumprimentos,

Ana Maria Proserpio

Serviços Culturais da Sociedade Histórica da Independência de Portugal

Palácio da Independência

Largo de São Domingos, n.º 11

1150-320 LISBOA

Tel. 213241470  Fax 213460754

E-mail: ship.actividadesculturais@ship.pt

Para mais esclarecimentos sobre os eventos poderão utilizar este e-mail (clique em responder) solicitando informação mais pormenorizada (horários, conteúdos programáticos, etc..), ou telefonar para os nossos serviços (213241470) ou ainda consultar o nosso site na internet (www.ship.pt), clicando no link que se encontra à esquerda “Eventos/iniciativas”.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.281.314 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: