Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Um poema de Camillo Pessanha de 1895

Um desenho de Carlos Marreiros traz um poema escrito pelo poeta Camillo Pessanha em Macau, no ano de 1895. Foi mantida a escrita da época: Meus Olhos Apagados Meus olhos … Continuar lendo

21/06/2015 · Deixe um comentário

As poesias de Eugénio de Andrade e os desenhos de Carlos Marreiros

As poesias de Eugénio de Andrade e os desenhos de Carlos Marreiros “Pequeno Caderno do Oriente” Encarte da Revista de Cultura nº 18 de 1994, uma edição do Instituto Cultural … Continuar lendo

12/05/2013 · Deixe um comentário

LILAU, um texto de Cecília Jorge, Macau

Vejam o belo texto da macaense Cecília Jorge sobre Lilau, escrito em 1988 e publicado na edição de Outubro de 1996 da Revista Macau.  Fala daquele antigo Lilau que foi … Continuar lendo

31/03/2012 · Deixe um comentário

Cruzeiro marítimo: a solidão do mar, poesia em imagem

Nos cruzeiros marítimos que fiz pelos navios MSC Armonia e Costa Victoria nos Natais de 2010 e 2011, produzi várias fotos que procuravam transmitir a imagem da solidão, que o … Continuar lendo

14/03/2012 · Deixe um comentário

Poesias de Camilo Pessanha

Camilo Pessanha tirou o curso de direito em Coimbra. Procurador Régio em Mirandela (1892), advogado em Óbidos, em 1894, transfere-se para Macau, onde, durante três anos, foi professor de Filosofia Elementar … Continuar lendo

12/02/2012 · Deixe um comentário

Coronel Mesquita – episódio 2 – além de tudo, um poeta

Talvez não saibam, o coronel Vicente Nicolau de Mesquita era um poeta, tal como descreve Pedro Dá Mesquita na Revista Macau de Julho de 1995: O SONETO DA MINHA VIDA … Continuar lendo

27/11/2011 · Deixe um comentário

Poesia e pintura chinesa

POESIA E PINTURA NA ESTÉTICA CHINESA CLÁSSICA Os fragmentos de verdade que perseguimos são como borboletas: ao aprisioná-las acabamos por as matar. Ao contrário da poesia ocidental, construída em tomo … Continuar lendo

05/11/2011 · Deixe um comentário

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Anúncios

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 972.180 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Concurso de Cozinha Macaense no Encontro das Comunidades de 2019 repete iniciativa da edição de 2004

Após 15 anos, o Concurso de Cozinha Macaense do Encontro das Comunidades Macaenses de 2019, a ser realizado entre 23 a 29 de Novembro, repete iniciativa da edição de 2004. Na época a dupla vencedora foi da Casa de Macau de São Paulo, formada por Isabel Pedruco e Isabel Airosa. A cerimónia de entrega dos […]

Em Macau, a Procissão da Morte de Cristo é novamente realizada em 2019

Em Macau, a Procissão da Morte de Cristo é novamente realizada em 2019

PROCISSÃO DA MORTE DE CRISTO EM MACAU – 2019 Texto e fotos de Manuel V. Basílio (Macau) Integrado no programa religioso da Semana Santa, realizou-se na sexta-feira do passado dia 19 de Abril, a Procissão da Morte de Cristo, também designada por Procissão do Enterro do Senhor.  Naquele dia, o tempo estava instável, com períodos […]

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

‘A promoção do ‘Dia do Patuá’ é um esforço para preservar o dialecto na Comunidade Macaense da Califórnia, nos Estados Unidos da América do Norte’ é o que define Henrique Manhão da Casa de Macau dos EUA. Diz, conciliando com o pensamento de outros membros da comunidade presente, ‘enquanto houver apoio de Macau, o patuá não […]