Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Presépio esculpido de areia e os 12 Apóstolos de Cristo do Santuário de Aparecida

Foi em 2011 que o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, para celebrar o Natal de Cristo, encomendou ao artista plástico Alexandre Morais a montagem do tradicional presépio, que nesse ano, foi esculpido de areia.

Instalado no acesso ao Santuário pelo estacionamento de veículos, o bom trabalho do artista impressionava pela riqueza de detalhes que contou com a coordenação do missionário redentorista Padre Ronoaldo Pelaquin.

Publicação e fotografias de/photos by Rogério P D Luz

O trabalho de Alexandre de Morais no Santuário de Nossa Senhora Aparecida

O artista Alexandre Lima de Morais, referido pelo Jornal O Lince, de Aparecida, no seu artigo de 2014, como um jovem escultor nascido em Araruama, na região dos lagos do Rio de Janeiro. E assim contou o seu trabalho no Morro do Presépio, a modelação de esculturas dos 12 Apóstolos de Cristo e a modelagem por três anos consecutivos dos presépios de Natal de 2010, 2011 e 2012:

Mãos que esculpem o divino

Sua chegada ao Santuário Mariano, no final de 2002, foi ensejada pela intenção dos administradores da Basílica Nacional de construir um presépio que unisse, em uma só cena, os elementos tradicionais universalizados pela igreja a partir da criação de São Francisco de Assis, no século XIII, com os elementos de fé popular ligados ao divulgado encontro de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, nas águas do rio Paraíba do Sul.

Durante quase quatro anos, Alexandre Morais, orientado por Padre Ronoaldo Pelaquin, modelou mais de 70 peças que formaram um presépio permanente e a céu aberto intensamente visitado pelos romeiros que ali se veem representados por personagens da miscigenada cultura brasileira. O nascimento de Jesus e o encontro da imagem Aparecida são os episódios destacados deste criativo cenário.

Enquanto concluía, em 2006, as últimas peças que comporiam o “presépio dos romeiros”, Alexandre Morais já se ocupava de um novo projeto: modelar esculturas monumentais dos doze apóstolos a serem colocadas na colunata adrede preparada para adornar a praça diante da tribuna Bento XVI.

Além do “presépio dos romeiros”, Alexandre Morais foi o responsável pela modelagem, por três anos consecutivos, por ocasião dos festejos natalinos, de um presépio de sucata (2010), outro de areia (2011) e um terceiro de fuxico (2012). Sua versatilidade com sempre igual qualidade impressionam e fazem dele um promissor nome da estatuária popular. (Texto do Jornal O Lince em artigo de julho de 2014)

O presépio de 2011 esculpido de areia por Alexandre Morais

A instalação do Presépio de Areia encontrava-se no piso inferior do centro deste setor do Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Os 12 Apóstolos de Cristo por Alexandre Morais

Com a bênção do então Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, hoje Cardeal, as imagens dos apóstolos foram inauguradas em outubro de 2011, no mesmo ano em que foi montado o Presépio de Areia.

As peças confeccionadas pelo artista plástico Alexandre Morais foram feitas em cimento, com aplicação de pintura em cobre. Têm quatro metros de altura e pesam quatro toneladas.

  • Textos explícitos das legendas das fotos extraídos do Portal A12 do Santuário.
São Paulo, representado com uma espada, simbolizando a forma pela qual foi morto. Ele tem ainda um livro nas mãos, recordando os seus diversos ensinamentos
Santo André está com a cruz em formato de X, símbolo do seu martírio
São Pedro está com uma chave nas mãos, simbolizando a autoridade que recebeu do próprio Jesus Cristo, que lhe disse: “Eu te darei as chaves do Reino dos Céus”. Foto do Portal A12, do Santuário Nossa Senhora Aparecida.
São Bartolomeu segura com a mão esquerda sua própria pele, esfolada no ato do seu martírio
São Filipe é representado pisando em uma cobra, remetendo a um dos seus milagres
A imagem de São João é representada com uma águia, simbolizando seu pensamento elevado
São Judas Tadeu é representado segurando um machado, uma clava e uma espada, por sua morte ter ocorrido por uma dessas armas
São Mateus traz nas mãos um livro, símbolo do evangelho que ele escreveu.
São Tiago Maior, por sua atuação como evangelizador, é conhecido como apóstolo peregrino, por isso é representado segurando um cajado
São Tiago Menor é representando com um livro nas mãos, por seu empenho no anúncio do evangelho
São Tomé
São Simão traz uma serra nas mãos, recordando o seu martírio – segundo a tradição, ele foi serrado ao meio.

Esculturas do Morro do Presépio por Alexandre Morais

O Morro do Presépio inaugurado em dezembro de 2006, está localizado no pátio de estacionamento de veículos do Santuário Nacional, e possui mais de 70 esculturas que representam o nascimento de Jesus, o encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba do Sul e atrações como gruta, cascatas, lago e mirante.

As esculturas em tamanho natural, feitas em cimento, são obras do escultor Alexandre de Morais, orientado pelo missionário redentorista Padre Ronoaldo Pelaquin.

O Morro do Presépio
Santuário de Nossa Senhora Aparecida em 2011

Comentário do escultor Alexandre Morais

Primeiramente eu gostaria de agradecer por todo o artigo que, minuciosamente descreveu corretamente tudo sobre mim, eu estava navegando pela internet em busca de fotos dos meus trabalhos, porque estou preparando para abrir meu Ateliê e foi quando encontrei o seu blog. Sinceramente, fiquei lisonjeado com tudo. As fotos estão belas, todo artigo escrito, esse que, confirmo aqui cada palavra descrita nele. Nada é mais inspirador do que ser reconhecido. Obrigado mesmo de coração. Atenciosamente, Alexandre Morais – Escultor

2 comentários em “Presépio esculpido de areia e os 12 Apóstolos de Cristo do Santuário de Aparecida

  1. Olá, boa noite.
    Primeiramente eu gostaria de agradecer por todo o artigo que, minuciosamente descreveu corretamente tudo sobre mim, eu estava navegando pela internet em busca de fotos dos meus trabalhos, porque estou preparando para abrir meu Ateliê e foi quando encontrei o seu blog. Sinceramente, fiquei lisonjeado com tudo. As fotos estão belas, todo artigo escrito, esse que, confirmo aqui cada palavra descrita nele. Nada é mais inspirador do que ser reconhecido. Obrigado mesmo de coração.
    Atenciosamente,
    Alexandre Morais – Escultor

    • Olá Alexandre,
      Agradeço a sua mensagem positiva e confirmando as informações contidas na postagem. Meus parabéns pelos belos trabalhos no Santuário que sempre admiro quando lá vou em romaria. Fique à vontade para utilizar alguma foto que te convém. Sucesso no seu ateliê. Abraços, Rogério P D Luz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.410.215 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Macau: Bons tempos do Teatro Dom Pedro V recordados por Jorge Eduardo (Giga) Robarts

Macau: Bons tempos do Teatro Dom Pedro V recordados por Jorge Eduardo (Giga) Robarts

1 Aqueles bons tempos de Macau, que já não voltam mais, de peças teatrais com participação de macaenses, são recordadas por Jorge Eduardo (Giga) Robarts na sua página no Facebook. Com autorização do Giga, as imagens foram copiadas e editadas, inclusive seus textos. Fazem parte do seu acervo, bem como, partilhadas por seus amigos dessa […]

Duas histórias de Macau por Manuel V. Basílio: ‘A 1ª viagem portuguesa no sul da China’ e ‘O 1º acordo sino-português’

Duas histórias de Macau por Manuel V. Basílio: ‘A 1ª viagem portuguesa no sul da China’ e ‘O 1º acordo sino-português’

Nesta postagem, divulgamos duas histórias de Macau de autoria do Manuel V. Basílio, publicadas no Jornal Tribuna de Macau-JTM e que foram extraídas dos seus livros: A primeira viagem portuguesa no sul da China O primeiro acordo sino-português Nos artigos abaixo com os textos com ligação direta no JTM , clique em “continue reading” (continue […]

Macau em 1997 – entrevista com Anabela Ritchie sobre a transição da soberania em 1999

Macau em 1997 – entrevista com Anabela Ritchie sobre a transição da soberania em 1999

A recordar os tempos que antecederam a transição da soberania de Macau para a República Popular da China que ocorreu em 20 de Dezembro de 1999, transcrevemos em três postagens, as entrevistas concedidas ao Diário de Notícias em 1997 e que foram publicadas no antigo website A-Ma Gau – Ecos de Macau. Nesta postagem, a […]

%d blogueiros gostam disto: