Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Igreja de S.Francisco de Assis

A Igreja de São Francisco de Assis localizada na cidade histórica de Ouro Preto, Brasil, Patrimônio Mundial pela UNESCO, é uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa do Mundo, classificação recebida em 2009.  Revi-a 30 anos depois na minha viagem no início deste mês de Agosto de 2012.  É uma obra prima do barroco brasileiro com inovações arquitetônicas de Aleijadinho e pinturas do Mestre Athayde.  Vejamos o que a enciclopédia virtual Wikipédia descreve a respeito da igreja:

(fotografias de Rogério P.D. Luz, salvo as da parte interna da Igreja com atribuição de autoria específica para cada uma – clicar para aumentar)

A Igreja de São Francisco de Assis, é uma igreja da cidade de Ouro Preto construída em estilo barroco, que constitui uma etapa posterior, na evolução do barroco mineiro.

Sua construção teve início em 1766, com projeto arquitetônico, risco da portada e elementos ornamentais como púlpitos, retábulo-mor, lavabo e teto da capela-mor da lavra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e pinturas de Manuel da Costa Ataíde. Os dois artistas, nascidos respectivamente em Vila Rica (hoje Ouro Preto), e Vila do Carmo (hoje Mariana) são considerados os dois mais importantes nomes da arte colonial brasileira. O forro da nave, em forma de gamela, é totalmente coberto pela pintura de Ataíde, que representa a assunção de Nossa Senhora da Conceição (padroeira dos franciscanos, ordem terceira leiga, que construiu o templo), numa revoada de anjos, de várias faixas etárias – crianças, jovens e adultos – todos mulatos e músicos. Esta igreja é considerada por especialistas como Germain Bazin e Silvio de Vasconcelos, como a obra-prima de Aleijadinho e Ataíde, opinião compartilhada pelo historiador Diogo de Vasconcelos. À época que a igreja foi construída, Ouro Preto vivia o ápice da sua história, por isso a magnitude da construção em diversos sentidos (tamanho, detalhamento, peças de ouro). A construção é um marco religioso, social, artístico da cidade e do estado.

Aleijadinho tinha cerca de 40 anos quando iniciou a obra

Sobre a magia impactante da expressão barroca, nesta igreja, há um poema de Carlos Drummond de Andrade, publicado em seu livro “Claro Enigma”, intitulado “São Francisco de Assis”, algumas estrofes estão transcritas abaixo:

São Francisco de Assis

Senhor, não mereço isto.

Não creio em vós para vos amar.

Trouxeste-me a São Francisco

e me fazeis vosso escravo.

Não entrarei, senhor, no templo,

seu frontispício me basta.

Vossas flores e querubins

são matéria de muito amar.

Mas entro e, senhor, me perco

na rósea nave triunfal.

Por que tanto baixar o céu?

por que esta nova cilada?

Senhor, os púlpitos mudos

Entretanto me sorriem.

Mais do que vossa igreja, esta

Sabe a voz de me embalar.

Perdão, Senhor, por não amar-vos.

A interessante feira permanente de artesanato defronte à Igreja tem muitos trabalhos realizados em pedra-sabão, entre outros.

A fachada da Igreja de São Francisco de Assis:

O interior da Igreja que infelizmente não se pode fotografar nem filmar, uma pena, talvez desnecessária pois impede o visitante bem intencionado fotografar para lembrar posteriormente da visita.  Há vigilância permanente de monitores.  Assim, coletei fotos de outros fotográfos e da Wikipédia para lhes mostrar como é o seu interior:

Foto de Enzosanctorum

Foto do blog Museu Madre Carmen Sálles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.410.084 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Macau: Bons tempos do Teatro Dom Pedro V recordados por Jorge Eduardo (Giga) Robarts

Macau: Bons tempos do Teatro Dom Pedro V recordados por Jorge Eduardo (Giga) Robarts

1 Aqueles bons tempos de Macau, que já não voltam mais, de peças teatrais com participação de macaenses, são recordadas por Jorge Eduardo (Giga) Robarts na sua página no Facebook. Com autorização do Giga, as imagens foram copiadas e editadas, inclusive seus textos. Fazem parte do seu acervo, bem como, partilhadas por seus amigos dessa […]

Duas histórias de Macau por Manuel V. Basílio: ‘A 1ª viagem portuguesa no sul da China’ e ‘O 1º acordo sino-português’

Duas histórias de Macau por Manuel V. Basílio: ‘A 1ª viagem portuguesa no sul da China’ e ‘O 1º acordo sino-português’

Nesta postagem, divulgamos duas histórias de Macau de autoria do Manuel V. Basílio, publicadas no Jornal Tribuna de Macau-JTM e que foram extraídas dos seus livros: A primeira viagem portuguesa no sul da China O primeiro acordo sino-português Nos artigos abaixo com os textos com ligação direta no JTM , clique em “continue reading” (continue […]

Macau em 1997 – entrevista com Anabela Ritchie sobre a transição da soberania em 1999

Macau em 1997 – entrevista com Anabela Ritchie sobre a transição da soberania em 1999

A recordar os tempos que antecederam a transição da soberania de Macau para a República Popular da China que ocorreu em 20 de Dezembro de 1999, transcrevemos em três postagens, as entrevistas concedidas ao Diário de Notícias em 1997 e que foram publicadas no antigo website A-Ma Gau – Ecos de Macau. Nesta postagem, a […]

%d blogueiros gostam disto: