Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

O Mar, em frases, poemas e imagens

O Mar‘, este mar que esconde mistérios nas suas profundezas, que dá uma sensação de liberdade vendo o horizonte sem fim, e desperta esperança pois além dele há novos mundos para serem explorados. O sol quando se põe no horizonte do mar, exibe toda a sua beleza e veste de vermelho. Assim, após a bem visitada postagem de “O pôr do sol em frases e poemas“, este blog produz a segunda, “O Mar, em frases, poemas e imagens” coletadas do site O Pensador com atribuição de autoria:

(Fotografia de/photos by Rogério P D Luz)

Búzios RJ

“O Mar”, em frases, poemas e imagens

Rota do Sol, Natal RN

O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.

  • Carlos Drummond de Andrade (1902 – 1987) foi um poeta brasileiro, também cronista, contista e tradutor. Sua obra traduz a visão de um individualista comprometido com a realidade social)

Foto tirada no cruzeiro marítimo para Argentina

Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.

  • Madre Teresa de Calcutá (1910 – 1997) foi uma missionária católica albanesa, que dedicou sua vida ao auxílio de pobres e famintos. Foi beatificada pela Igreja Católica em 2003 e canonizada em 2016.

Parati RJ

 – Ó mar salgado, quanto do teu sal / São lágrimas de Portugal!

Por te cruzarmos, quantas mães choraram, / Quantos filhos em vão rezaram!

Quantas noivas ficaram por casar / Para que fosses nosso, ó mar!

– Valeu a pena? Tudo vale a pena / Se a alma não é pequena.

Quem quer passar além do Bojador / Tem que passar além da dor.

Deus ao mar o perigo e o abismo deu, / Mas nele é que espelhou o céu.

  • Fernando Pessoa (1888-1935) foi um dos mais importantes poetas em língua portuguesa, a figura central do Modernismo português

 

Caraguatatuba SP

Se todos os rios são doces, de onde o mar tira o sal?

Como sabem as estações do ano que devem trocar de camisa?

Por que são tão lentas no inverno e tão agitadas depois?

E como as raízes sabem que devem alçar-se até a luz e saudar o ar com tantas flores e cores?

É sempre a mesma primavera que repete seu papel?

E o outono?… ele chega legalmente ou é uma estação clandestina?

  • Ricardo Eliecer Neftalí Reyes Basoalto (1904-1973), conhecido com o pseudônimo de Pablo Neruda, foi um poeta chileno.

Búzios RJ

Cantiga

Nas ondas da praia / Nas ondas do mar

Quero ser feliz / Quero me afogar.

Nas ondas da praia / Quem vem me beijar?

Quero a estrela-d’alva / Rainha do mar.

Quero ser feliz / Nas ondas do mar

Quero esquecer tudo / Quero descansar. 

  • Manuel Bandeira (1886 – 1968) foi um dos mais importantes poetas da primeira fase do Modernismo. Nasceu no Recife

Foto tirada no cruzeiro marítimo para Argentina

Quem nasceu mesmo moreno, 

moreno de vocação

gosta de mar e sereno,

de estrela e de violão.

Pode até gostar de alguém

Mas nunca deixa a solidão.

  • Cecília Meireles (1901-964) foi uma poetisa, jornalista e professora brasileira, considerada umas das mais importantes escritoras do país, com mais de 50 obras publicadas

Praia de Genipabu, Natal RN

Azul da cor do mar

Ah! Se o mundo inteiro me pudesse ouvir

Tenho muito pra contar  /  Dizer que aprendi

E na vida a gente tem que entender

Que um nasce pra sofrer / Enquanto o outro ri

Mas quem sofre sempre tem que procurar

Pelo menos vir a achar / Razão para viver

– Ver na vida algum motivo pra sonhar

Ter um sonho todo azul  /  Azul da cor do mar

  • Tim Maia (1942-1998) foi um cantor e compositor brasileiro. Entre seus principais sucessos estão, “Me dê Motivo”, “Vale Tudo”, “Não Quero Dinheiro, Só Quero Amar” e “Destruidor dos Sete Mares”.

Praia de Genipabu, Natal RN

Os pescadores sabem que o mar é perigoso e a tormenta terrível, mas este conhecimento não os impede de lançar-se ao mar.

  • Vincent Willem van Gogh (1853 – 1890) foi um pintor pós-impressionista holandês, considerado um dos maiores pintores de todos os tempos, mas só teve seu trabalho reconhecido depois de sua morte.

Búzios RJ

Aqui nessa pedra, alguém sentou para olhar o mar O mar não parou para ser olhado Foi mar pra tudo que é lado

  • Paulo Leminski (1944-1989) foi um escritor, poeta, tradutor e professor brasileiro.

Rio de Janeiro RJ

Homem livre, tu sempre gostarás do mar.

Charles-Pierre Baudelaire (1821-1867) foi um poeta francês, considerado um dos precursores do Simbolismo, tendo influenciado a poesia internacional de tendência simbolista.

João Pessoa PB

Sentei-me na praia

e quando dou pela coisa

o mar me beijava.

  • Humberto del Maestro

Foto tirada no cruzeiro marítimo para Argentina

Canção

Pus o meu sonho num navio  /  e o navio em cima do mar;

depois, abri o mar com as mãos,  /  para o meu sonho naufragar.

Minhas mãos ainda estão molhadas  /  do azul das ondas entreabertas,

e a cor que escorre de meus dedos  /  colore as areias desertas.

 

O vento vem vindo de longe,  /  a noite se curva de frio;

debaixo da água vai morrendo  /  meu sonho, dentro de um navio…

 

Chorarei quanto for preciso,  /  para fazer com que o mar cresça,

e o meu navio chegue ao fundo  /  e o meu sonho desapareça.

 

Depois, tudo estará perfeito;  /  praia lisa, águas ordenadas,

meus olhos secos como pedras  /  e as minhas duas mãos quebradas.

  • Cecília Meireles (1901-964) foi uma poetisa, jornalista e professora brasileira, considerada umas das mais importantes escritoras do país, com mais de 50 obras publicadas

Búzios RJ

Vou imprimir novos rumos  /  Ao barco agitado que foi minha vida

Fiz minhas velas ao mar  /  Disse adeus sem chorar

E estou de partida  /  Todos os anos vividos

São portos perdidos que eu deixo pra trás  /  Quero viver diferente

Que a sorte da gente  /  É a gente que faz

 

Quando a vida nos cansa  /  E se perde a esperança

O melhor é partir  /  Ir procurar outros mares

Onde outros olhares nos façam sorrir  /  Levo no meu coração

Esta triste lição que contigo aprendi  /  Tu me ensinaste em verdade

Que a felicidade está longe de ti

  • Paulinho da Viola compositor e cantor

Ubatuba SP

as ondas beijam

os lábios da praia –

bocas do mar

  • Carlos Seabra

Ubatuba SP

Tenho a impressão de ter sido uma criança brincando à beira-mar, divertindo-me em descobrir uma pedrinha mais lisa ou uma concha mais bonita que as outras, enquanto o imenso oceano da verdade continua misterioso diante de meus olhos.

  • Isaac Newton (1643-1727) foi um cientista inglês, químico, físico, mecânico, astrônomo e matemático, um dos maiores cientistas da ciência moderna

Búzios RJ

A riqueza influencia-nos como a água do mar. Quanto mais bebemos, mais sede temos.

  • Arthur Schopenhauer (1788 – 1860) foi um filósofo alemão.

São Sebastião SP

Homem livre, tu sempre gostarás do mar

  • Charles-Pierre Baudelaire (1821-1867) foi um poeta francês, considerado um dos precursores do Simbolismo, tendo influenciado a poesia internacional de tendência simbolista.

A bordo do cruzeiro marítimo para Argentina

mar não tem desenho

o vento não deixa

o tamanho…

  • Guimarães Rosa (1908-1967) foi um escritor brasileiro. Foi também médico e diplomata. Suas principal obra, Grande Sertão: Veredas, é considerada uma obra prima da literatura brasileira.

A bordo do cruzeiro marítimo para Argentina

São todos maus descobridores, os que pensam que não há terra quando conseguem ver apenas o mar.

  • Francis Bacon (1561-1626) foi um filósofo, escritor e político inglês. Foi considerado o grande precursor do método moderno de pesquisa científica.

Ubatuba SP

“Mãe, o que é que é o mar, Mãe?” Mar era longe, muito longe dali, espécie duma lagoa enorme, um mundo d´água sem fim, Mãe mesma nunca tinha avistado o mar, suspirava. “Pois, Mãe, então mar é o que a gente tem saudade?”

  • Guimarães Rosa (1908-1967) foi um escritor brasileiro. Foi também médico e diplomata. Suas principal obra, Grande Sertão: Veredas, é considerada uma obra prima da literatura brasileira.

Ubatuba SP

um pescador remando

o mar rimando

alguém admirando

  • Alonso Alvarez

Ubatuba SP

Varrendo folhas secas

lembrei-me do mar distante:

chuá de ondas chegando.

  • Aníbal Beça (1946 – 2009) foi um poeta, compositor, tradutor e jornalista brasileiro, Publicou mais de 15 livros e trabalhou em muitos veículos de comunicação de Manaus.

A bordo do cruzeiro marítimo para Argentina

DO MAR

Aqueles de um país costeiro, há séculos,

contêm no tórax a grandeza

sonora das marés vivas.

Em simples forma de barco,

as palmas das mãos. Os cabelos são banais

como algas finas. O mar

está em suas vidas de tal modo

que os embebe dos vapores do sal.

Não é fácil amá-los

de um amor igual à

benignidade do mar.

  • Fiama Hasse Pais Brandão

Genipabu RN

Dois Barcos

Quem bater primeiro à dobra do mar
Dá, de lá, bandeira qualquer
Aponta pra fé e rema

É, pode ser que a maré não vire
Pode ser do vento vir contra o cais
E se já não sinto os teus sinais
Pode ser da vida acostumar

Será, morena?
Sobre estar só, eu sei
Nos mares por onde andei
Devagar, dedicou-se mais
O acaso a se esconder
E agora, o amanhã, cadê?

Doce o mar, perdeu no meu cantar
Doce o mar, perdeu no meu cantar

Só eu sei
Nos mares por onde andei
Devagar, dedicou-se mais
O acaso a se esconder

  • Los Hermanos são uma banda carioca, de rock alternativo, formada em 1997.

Ubatuba SP

Acordo cedo e vejo o mar se espreguiçando; o sol acabou de nascer. Vou para a praia; é bom chegar a esta hora em que a areia que o mar lavou ainda está limpinha, sem marca de nenhum pé. A manhã está nítida no ar leve; dou um mergulho e essa água salgada me faz bem, limpa de todas as coisas da noite.

  • Rubem Braga, (1913-1990) foi um escritor e jornalista brasileiro. Popularizou a crônica no país nos anos 60, reunindo-as em livros que se tornaram best-sellers.

Ubatuba SP

NO MAR

Ele sustém eternos murmúreos

Nas praias desoladas, e com soberbas cristas

Inunda vinte mil cavernas, até que o sortilégio

De Hécate as deixe com seu velho e assombroso som.

Muitas vezes se encontra tão tranqüilo,

Que até a menor das conchas permanece dias imóvel

Desde o desenlace dos ventos celestiais.

Vós, cujos olhos se enchem de tormento e tédio,

Regozijai-os com a imensidão do mar;

Vós, cujos ouvidos estão atordoados pelo rude ruído,

Ou enfastiados pela música melosa –

Sentai-vos na boca de uma velha caverna, e meditai

Até que escuteis, como se cantassem, as ninfas do mar!

  • John Keats (31 de outubro de 1795, em Londres, Inglaterra – 23 de fevereiro de 1821, em Roma, Itália). Poeta inglês.

Natal RN

Seja como as ondas do mar

que mesmo quebrando contra os obstáculos,

encontram força para …

recomeçar.

  • Bambarèn

Natal RN

Brigam Espanha e Holanda

Pelos direitos do mar

O mar é das gaivotas

Que nele sabem voar

O mar é das gaivotas

E de quem sabe navegar.

 

Brigam Espanha e Holanda

Pelos direitos do mar

Brigam Espanha e Holanda

Porque não sabem que o mar

É de quem o sabe amar.

  • Leila Roque Diniz (1945-1972) foi uma atriz brasileira. Irreverente, rompeu barreiras e estava à frente de seu tempo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 31/03/2019 por em BRASIL, Frases sobre mar, Poemas sobre mar e marcado , , , , , , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.038.059 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: