Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Vista noturna

Após um percurso aéreo de 45 minutos para cobrir uma distância de 586 quilometros de São Paulo a Belo Horizonte (Minas Gerais), mais 1 hora do aeroporto à estação rodoviária da cidade, e daí mais 2 horas e 1/2 de ônibus/autocarro, finalmente chegamos a Ouro Preto, cidade histórica e Patrimonio Mundial Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Já noite, saimos para jantar e não resisti, levei a máquina fotográfica e fiz umas fotos noturnas para matar aquela vontade e pendência que tinha cá comigo, pois a última vez que visitei a cidade foi há cerca de 30 anos.  Naqueles tempos os registros fotográficos eram em negativos. Fiz boas fotos, no meu julgamento, mas poucas e os negativos já estão um tanto desgastados.

Precisava retornar pois adoro fotografar a antiguidade, o que é histórico, como igrejas, edifícios, ruelas etc. A expectativa é que nos poucos quatro dias inteiros, passeando em Ouro Preto e visitando cidades históricas vizinhas de Congonhas, Mariana, São João Del Rey e Tiradentes, eu consiga tirar centenas de fotos na qualidade que espero de mim.

Uma informação interessante que vim saber com a recepção do hotel é que, por ocasião da Copa do Mundo de futebol que será realizado no Brasil em 2014, o hotel já está com as reservas fechadas pelas semanas em que ocorrerão os jogos.  Imagine só que ainda faltando 2 anos para a Copa, as agências de turismo mundias já estão reservando hotéis, acredito, em todo o Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 972.730 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Concurso de Cozinha Macaense no Encontro das Comunidades de 2019 repete iniciativa da edição de 2004

Após 15 anos, o Concurso de Cozinha Macaense do Encontro das Comunidades Macaenses de 2019, a ser realizado entre 23 a 29 de Novembro, repete iniciativa da edição de 2004. Na época a dupla vencedora foi da Casa de Macau de São Paulo, formada por Isabel Pedruco e Isabel Airosa. A cerimónia de entrega dos […]

Em Macau, a Procissão da Morte de Cristo é novamente realizada em 2019

Em Macau, a Procissão da Morte de Cristo é novamente realizada em 2019

PROCISSÃO DA MORTE DE CRISTO EM MACAU – 2019 Texto e fotos de Manuel V. Basílio (Macau) Integrado no programa religioso da Semana Santa, realizou-se na sexta-feira do passado dia 19 de Abril, a Procissão da Morte de Cristo, também designada por Procissão do Enterro do Senhor.  Naquele dia, o tempo estava instável, com períodos […]

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

‘A promoção do ‘Dia do Patuá’ é um esforço para preservar o dialecto na Comunidade Macaense da Califórnia, nos Estados Unidos da América do Norte’ é o que define Henrique Manhão da Casa de Macau dos EUA. Diz, conciliando com o pensamento de outros membros da comunidade presente, ‘enquanto houver apoio de Macau, o patuá não […]

%d blogueiros gostam disto: