Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Visita às salinas da Macau brasileira no Rio Grande do Norte

Macau – Estado do Rio Grande do Norte – Brasil, A imagem de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Macau, fica na entrada da cidade. Fotografia de Rogério P De Luz

Na nossa visita à Macau do Brasil, situada no Estado do Rio Grande do Norte, em Maio de 2013, para estabelecer um contato formal e particular entre este autor deste blog, Rogério P D Luz, natural de Macau, antigo território português na China e que foi devolvido em Dezembro de 1999, e a administração municipal da cidade, tivemos a oportunidade de visitar as salinas da SALINOR no dia 27, graças ao Prefeito na época, Kerginaldo Pinto que bem nos recepcionou no seu gabinete. Vamos conhecer …

Veja outras postagens sobre a visita à Macau brasileira:

Macau do Brasil

No istmo que liga o continente à antiga ilha de Macau, o Catavento azul dos tempos das salinas artesanais dá as boas-vindas aos visitantes

Macau é um município brasileiro no estado do Rio Grande do Norte, localizado no Polo Costa Branca. De acordo com o IBGE, no ano 2020 sua população era estimada em 32.039 habitantes. Macau possui uma área territorial de 775.302 km² e está localizada a 175 km da capital do estado, Natal.

O nome Macau é uma corruptela da palavra chinesa A-ma-ngao, que significa “Abrigo ou Porto da A-Má” deusa dos navegantes, o que terminou em Amacau ou Macau. O gentílico é Macauense e é também conhecida como a Terra do Sal.

Situada na várzea terminal do Rio Piranhas Açu, um istmo liga o continente à antiga ilha que abriga a cidade já totalmente ocupada por construções. O município com uma área de 775,302 km² conta com uma população de cerca de 33 mil habitantes. Sua principal atividade econômica são as salinas, sendo um dos maiores centros salineiros do Brasil, com sua produção em maior parte exportada. O petróleo extraído em terra e na sua costa, e os pescados são outras fontes de receitas do município. Seu carnaval que atrai mais de 300 mil pessoas, é considerado o melhor do Estado do Rio Grande do Norte.

Consta como seus fundadores, o capitão português Martins Ferreira e seus genros António Joaquim de Souza, Manuel António Fernandes, José Joaquim Fernandes e Manuel José Fernandes, além do brasileiro João da Hora. A ilha de Macau começou a ser habitada em 1715 porém mais concretamente em 1829.

Especula-se que a maioria dos primeiros habitantes da região eram portugueses e muitos tiveram passagem por Macau, a colônia portuguesa na China, viram certa semelhança geográfica entre as regiões e assim batizaram a localidade.

À saudosa memória de Geraldo Fernando Viana de Souza-(Fernando) que bem contribuiu para a realização do encontro entre a Macau, hoje da China, e a Macau brasileira.

Saiba sobre a salina

Publicação e fotografias de Rogério P D Luz, e também de Nilton Marcelino e Mia Luz

Textos da Wikipédia

O que é uma salina?

Uma salina é uma área de produção de sal marinho pela evaporação da água do mar ou de lagos de água salgada. O sal marinho formado na salina é uma rocha sedimentar química, que tem origem na precipitação, quando esta sofre evaporação. As salinas, embora sejam um habitat artificial elaborado pelo homem há milhares de anos, constituem verdadeiros santuários de biodiversidade, permitindo um equilíbrio notável entre o aproveitamento econômico de um recurso e a conservação de valores naturais.

Processo de produção

Até chegar ao sal grosso, a produção passa por 4 etapas :
1 – A água fica num grande reservatório de onde é bombeada dos moinhos para os decantadores. Ali passa pela primeira fase de evaporação para sair do grau de salinidade de 5 para 15.
2 – É desviada para os evaporadores que são tanques menos profundos.
3 – Quando a água atinge os graus de 17 a 19 de salinidade, surge o primeiro subproduto, o sulfato de cálcio, que é vendido para a indústria de cimento para a transformação em gesso.
4 – A água restante vai então para os cristalizadores, que são os tanques bem rasos e retangulares, símbolo das salinas. Ali os cristais de sal grosso começam a se formar, quando a água alcança o grau 25 de salinidade.

Produção de sal no Brasil

No Brasil, as principais salinas localizam-se no litoral norte do Rio Grande do Norte, Pará, Nordeste, notoriamente nas cidades de Galinhos, Macau e Areia Branca, onde existe o Porto-Ilha de Areia Branca, principal terminal para suprir a demanda de sal marinho no mercado interno brasileiro. (Wikipédia)

As salinas da Macau do Brasil

As fotografias foram feitas na SALINOR – Salinas do Nordeste, em Macau, que é o maior produtor brasileiro de sal marinho. Produz mais de 40% de sal do Brasil. Entre os seus produtos, o sal iodado Marlin e Nevado é produzido para consumo humano. As áreas de produção estão focadas em Macau e Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte.

O blog Crônicas Macaenses e seu autor agradecem a Salinor pela autorização da visita e fotografias. Conheça melhor a Salinor no site oficial – https://www.salinor.com.br/

Foto: Mia Luz
Pórtico da Praia de Camapum e Salinor – Macau

As motoniveladoras sofreram alterações na sua mecânica para operar em ambiente altamente corrosivo que o mineral, o sal, provoca, o que mostrou-se eficaz provocando a redução de número de equipamentos que anteriormente era exigido.

Veja nas próximas sete fotografias de como é o processo e os equipamentos envolvidos para extração do mineral, o sal, e sua acomodação nos caminhões, que o transportam para o lavador. Aí o sal é lavado e transportado por esteiras para estocagem no que se assemelha a uma montanha de neve, antes de ser levado para beneficiamento e comercialização.

Após a colheita do sal nos lagos, o mineral é transportado por caminhões para o lavador para ser lavado.

Foto: Nilton Marcelino / Gringo Fitas

O sal é despejado para o lavador que fica embaixo das grades de proteção.

Após lavado, o sal é transportado por esteiras até os depósitos ao ar livre, que mais se parecem com montanhas de neve. Veja todo o processo nas próximas fotos.

As “montanhas” do sal após lavado que depois é transportado para o setor de beneficiamento.

Foto: Nilton Marcelino / Gringo Fitas
Foto: Nilton Marcelino / Gringo Fitas
Foto: Mia Luz
Foto: Nilton Marcelino / Gringo Fitas
Foto: Mia Luz

As salinas, embora sejam um habitat artificial elaborado pelo Homem há milhares de anos, constituem verdadeiros santuários de biodiversidade, permitindo um equilíbrio notável entre o aproveitamento económico de um recurso e a conservação de valores naturais. Para isso, há um Setor Ambiental nas próprias salinas como se vê nas próximas imagens.

Funcionário da Salinor explica ao autor deste blog e ao Nilton Marcelino (Gringo Fitas) sobre o trabalho de biodiversidade (foto Mia Luz)

Os lagos de sal em Macau

A água do mar, rica em sais, é bombeada para estes reservatórios para evaporação pela exposição ao sol e aos ventos. Na medida em que a água doce evapora, ocorre a precipitação do sal.

A cristalização do sal após a evaporação da água do mar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.302.351 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: