Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

A visita a Macau, Rio Grande do Norte, Brasil

* 1ª postagem sobre a visita: veja no https://cronicasmacaenses.com/2013/06/06/preliminar-da-visita-a-macau-do-rio-grande-do-norte-brasil/

Macau RB Brasil geral (07)

(foto: Rogério P.D. Luz)

Agendada a visita a Macau com o Fernando Viana, coordenador da Secretaria de Turismo, rumamos logo cedo para a cidade, distante cerca 180 kms de Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte. Era 27 de Maio de 2013. Uma viagem em pouco mais de três horas e o GPS, de um modo, ajudou achar o caminho de Ponta Negra, onde estávamos hospedados, até a rodovia BR-406 de pista única mas em bom estado, salvo o excesso de lombadas nos trechos urbanos por onde passa.

Finalmente chegamos a Macau! E ao perceber que estava no seu perímetro urbano, confesso, emocionei-me.  Aquela expectativa de anos em conhecer a cidade com o mesmo nome da minha terra natal, findava. Uma terra de língua portuguesa, com o nome Macau estampado por todos os cantos, dava a impressão que estava noutra Macau, porém dos velhos tempos em que reinava a bandeira do Leal Senado.  Uma Macau em que se atribui a origem do nome igual à outra, pela deusa A-Má, e seus fundadores foram navegadores portugueses. Por outro lado, a visita tinha um significado especial.  Seria um contato formal entre as duas Macau, e pelo que consta, seria a primeira vez e inédito, embora outros macaenses já lá estiveram mas apenas em turismo pessoal.

Pedindo orientação de localização ao Fernando, ele, muito atencioso e prestativo, foi em companhia do Ricardo, diretor de Turismo, esperar-nos logo na entrada da cidade, onde tem a imagem de Nossa Senhora de Conceição, sua padroeira, como que saudando os visitantes. E, rumamos para o prédio da Secretaria de Turismo.

Qual a minha grata surpresa, lá nos esperava um comitê de recepção a registrar com fotos e filmagens a nossa chegada.  Deu-me uma sensação que eu era uma espécie de personalidade. Após fotos com os simpáticos funcionários da Secretaria, fomos recebidos pela Secretária de Turismo Sâmya Loraine na sua sala.

Apresentar Macau à Secretária de Turismo, Sâmya Loraine, como património histórico

Apresentar Macau à Secretária de Turismo, Sâmya Loraine, como património histórico (foto: Pedro Lima)

Feitas as apresentações, procedeu-se à entrega de lembranças, souvenirs e itens da Macau oriental, tais como gravuras, folhetos, mapa, dvds de gastronomia e do patuá, livros etc.  Esses itens faziam parte da minha coleção pessoal e outras cedidas pela Casa de Macau, pois era importante fazer a apresentação da Macau, ex-portuguesa, na China, e que no momento a representava, para que fosse registrado o encontro formal das duas cidades homônimas.

Apresentar o Templo A-Má ao Prefeito Kerginaldo Pinto, origem de nome das duas Macau (foto Mia Luz)

Apresentar o Templo A-Má ao Prefeito Kerginaldo Pinto, origem de nome das duas Macau (foto Mia Luz)

Encontro com o Prefeito

Cumprida esta primeira etapa, seguimos para o prédio da Prefeitura Munipal para um encontro com o Prefeito Kerginaldo Pinto (PMDB), empossado no cargo em Janeiro de 2013.  Simpático e atencioso, o Prefeito recebeu-nos no seu gabinete onde fiz a apresentação da Macau, da China, em especial, com a entrega da gravura do Templo A-Má, um dos principais itens de ligação das duas cidades pela origem do nome. Outra oferta que dei destaque foi o Álbum de fotos de Macau 1844-1974 (Fundação Oriente-Rogério Beltrão Coelho), pelo fato que no mesmo século inicial, em 1825, a Macau brasileira foi efetivamente povoada, embora a migração tenha se iniciado em 1715.

Na ocasião transmiti a mensagem de Jorge Rangel, presidente do Instituto Internacional de Macau, que, tomando conhecimento da viagem, pediu para “transmitir às entidades locais os cumprimentos e o desejo de uma maior aproximação entre as duas Macau”.  Também foram apresentadas as saudações pela comunidade macaense de São Paulo, feitas em nome da Casa de Macau de São Paulo pelo seu presidente Gilberto Silva.

O Prefeito Kerginaldo Pinto por sua parte ofereceu uma bonita maquete do catavento símbolo da Macau, cidade do sal, sua principal atividade econômica.  O histórico encontro das duas Macau encerrou com um importante simbólico aperto de mãos, tendo a foto panorâmica da cidade como tema de fundo. Nas conversas, o Prefeito mostrou interesse por uma exposição de fotos e apresentação da Macau, da China, na Festa do Sal e aniversário da cidade em 9 de Setembro, e quando comentada a festa do Dia de Macau na Casa de Macau de São Paulo em 23 de Junho, demonstrou vontade de conviver com a comunidade macaense e conhecer as dependências da associação macaense, fato que vai depender da disponibilidade da sua agenda aproveitando a viagem a Florianópolis, em Santa Catarina.

O simbólico e importante aperto de mãos celebra o encontro das duas Macau (foto Mia Luz0

O simbólico e importante aperto de mãos celebra o encontro das duas Macau. Foto ao fundo: a Macau brasileira (foto Mia Luz)

Macau – Rio Grande do Norte – Brasil

O nome Macau é uma corruptela da palavra chinesa A-ma-ngao, que significa “Abrigo ou Porto da A-Má” deusa dos navegantes, o que terminou em Amacau ou Macau. 

Situada na várzea terminal do Rio Piranhas Açu, um istmo liga o continente à antiga ilha que abriga a cidade já totalmente ocupada por  construções.  O município com uma área de 788 km2 conta com uma população de cerca de 30 mil habitantes.  Sua principal atividade econômica são as salinas, sendo um dos maiores centros salineiros do Brasil, com sua produção em maior parte exportada.  O petróleo extraído em terra e na sua costa, e os pescados são outras fontes de receitas do município.  Seu carnaval que atrai mais de 300 mil pessoas, é considerado o melhor do Estado do Rio Grande do Norte.

Consta como seus fundadores, o capitão português Martins Ferreira e seus genros António Joaquim de Souza, Manuel António Fernandes, José Joaquim Fernandes e Manuel José Fernandes, além do brasileiro João da Hora.  A ilha de Macau começou a ser habitada em 1715 porém mais concretamente em 1829.

Especula-se que a maioria dos primeiros habitantes da região eram portugueses e muitos tiveram passagem por Macau, a colônia portuguesa na China, viram certa semelhança geográfica entre as regiões e assim batizaram a localidade.

Os contatos

Nesta visita fomos ainda apresentados ao Arafran (Peter) Brito, Assessoria de Comunicações e autor do blog pessoal-Arafran Peter com mais de um milhão e duzentos mil acessos, bem como ao Chefe de Gabinete: Francisco Guimarães, a Secretária de Planejamento: Josenete Martins e à Cleide: secretária do Prefeito.  Fui entrevistado pela rádio local e pelo autor do blog Cidade do Sal: Irineu Cândido.  Na Secretaria de Turismo, além das simpáticas funcionárias, fomos recebidos pelo coordenador Fernando Viana e o diretor Ricardo Alexandre.  Fizeram os registros fotográficos e de vídeo: o Pedro Lima e Nilton Marcelino.

Próximas postagens: O almoço que nos foi oferecido num restaurante à beira da Praia de Camapum, atrativo turístico da cidade, e a visita à cidade e distritos de Macau, pelos seus mangues e parque de eólicas.  O livro Macauísmo e o encontro com Regina Barros. Conhecer Macau e o seu povo.

Nota: A visita foi um passo inicial e um esforço para uma ligação mais concreta das duas Macau, a brasileira e a oriental.  Não fui só um representante pessoal pelas minhas publicações na internet, mas pela Macau, hoje China.  A ligação pelo nome, sua origem de denominação, a língua portuguesa, pela lusofonia e pelos portugueses, responsáveis pela fundação e/ou desenvolvimento, estão entre os vários motivos que credenciam uma ligação mais consistente, que se espera poder vir a acontecer.

Nossos agradecimentos aos Macauenses pela boa acolhida e o reconhecimento pelo interesse demonstrado por uma ligação com a Macau, hoje China, irmã de mesmo nome e por inúmeras afinidades. 

A visita foi noticiada no:  site da Prefeitura – http://macau.rn.gov.br/?p=277 /// blog do Arafran Peter: http://www.arafran.com.br/?p=11161 /// blog Cidade do Sal: http://www.cidadedosal.com.br/?p=6822

No istmo que liga o continente à antiga ilha de Macau, o Catavento azul dos tempos das salinas artesanais dá as boas-vindas aos visitantes.

No istmo que liga o continente à antiga ilha de Macau, o Catavento azul dos tempos das salinas artesanais dá as boas-vindas aos visitantes. (foto: R.Luz)

da esquerda: Fernando Viana, Rogério, Arafran (Peter) Lima, Mia Luz e Sâmya Loraine

da esquerda: Fernando Viana, Rogério, Arafran (Peter) Lima, Mia Luz e Sâmya Loraine

da esquerda: Francisco Guiarães, Rogério, Cleide e Mia Luz (foto Pedro Lima)

da esquerda: Francisco Guiarães, Rogério, Cleide e Mia Luz (foto Pedro Lima)

O catavento símbolo da Macau, terra do sal: oferta do Prefeito (foto Pedro Lima)

O catavento símbolo da Macau, terra do sal: oferta do Prefeito (foto Pedro Lima)

Apresentação do Álbum de Macau 1844-1974 (foto Pedro Lima)

Apresentação do Álbum de Macau 1844-1974 cedido pela Casa de Macau de São Paulo (foto Pedro Lima)

Entrevista concedida à emissora da rádio local

Entrevista concedida à emissora da rádio local (foto Pedro Martins)

em companhia da Secretária de Planejamento (Planeiamento): Josenete (foto Pedro Lima)

em companhia da Secretária de Planejamento (Planeamento): Josenete Martins (foto Pedro Lima)

Oferta do camiseta do Carnaval de Macau, o maior e melhor do Rio Grande do Norte

Oferta do camiseta do Carnaval de Macau, o maior e melhor do Rio Grande do Norte (foto Pedro Lima)

com o blogueiro Irineu Cândido, do blog Cidade do Sal (foto: Nilton Marcelino

com o blogueiro Irineu Cândido, do blog Cidade do Sal (foto: Nilton Marcelino)

Explicando ao Prefeito sobre a exposição de fotos de "Macau é um Espectáculo" que percorreu o mundo para celebrar os "10 anos do estabelecimento da RAEM" promovido pelo Instituto Internacional de Macau

Explicando ao Prefeito sobre a exposição de fotos de “Macau é um Espectáculo” que percorreu o mundo para celebrar os “10 anos do estabelecimento da RAEM” promovido pelo Instituto Internacional de Macau

Apresentação do Instituto Internacional de Macau e transmissão da mensagem do seu presidente: Jorge Rangel

Apresentação do Instituto Internacional de Macau e transmissão da mensagem do seu presidente: Jorge Rangel

(foto Nilton Marcelino)

(foto Nilton Marcelino)

Na moldura, foto panorâmica de Macau (foto Pedro Lima)

Na moldura, foto panorâmica de Macau (foto Pedro Lima)

Contato inicial: a nossa chegada à Secretaria de Turismo com o auxílio do Fernando Viana (foto Nilton Marcelino)

Contato inicial: a nossa chegada à Secretaria de Turismo com o auxílio do Fernando Viana (foto Nilton Marcelino)

Logo à chegada com as funcionárias da Secretaria de Turismo, Ricardo Alexandre e Fernando. Foto Nilton Marcelino

Logo à chegada com as funcionárias da Secretaria de Turismo, Ricardo Alexandre e Fernando. Foto Nilton Marcelino

fotos e vídeos de: Pedro Lima (direita) Nilton Marcelino (esquerda)

fotos e vídeos de: Pedro Lima (direita) Nilton Marcelino (esquerda)

Macau, um dos maiores centros de salinas do Brasil.  Foto feita no meio do lago onde as águas salgadas ao longo do tempo se formam em sal.  Inexplicável a sensação de estar sobre o sal originário dessas águas por onde o carro da Salinor trafegou.

Macau, um dos maiores centros de salinas do Brasil. Foto feita no meio de um dos inúmeros e extensos lagos onde as águas salgadas ao longo do tempo se formam em sal. Inexplicável a sensação de estar sobre o sal originário dessas águas por onde o carro da SALINOR trafegou. (foto: R.Luz)

Dos mangues, a foto do parque das eólicas de Macau

Dos mangues, a foto do parque das eólicas de Macau (foto R.Luz)

Carro licenciado em Macau, porém, do Brasil

Carro licenciado em Macau, porém, do Brasil (nº da placa apagado propositalmente para preservar a privacidade)

Bandeira de Macau RN

Bandeira de Macau RN

Macau RN video (06)

Anúncios

5 comentários em “A visita a Macau, Rio Grande do Norte, Brasil

  1. Nilton Marcelino da Silva
    17/06/2013

    Parabéns ao casal Rogério Luz e Mia Luz pela visita a Macau – RN do Brasil as portas estão abertas quando vocês ou outros nossos irmãos Macaenses quiserem visitar a nossa Macau do RN do Brasil; espero estar junto novamente fazendo trabalho de filmagem e tbm de algumas foto Nilton Marcelino ( Gringo Fitas ) um forte abraço

  2. Geraldo Fernando Viana de Souza-(Fernando)
    17/06/2013

    Primeiro de tudo agradeço ao nosso Deus pai criador do Universo, por nos ter proporcionado a oportunidade de termos o início de uma ligação a qual me proporcionou muita emoção por ter participado desta interlocução entre a Macau-Brasil e Macau-China,também agradeço ao senhor Rogério Luz e sua esposa pelos diversos elogios feitos à minha pessoa, obrigado e parabéns pelas fotos muito bem trabalhadas, obrigado meu irmão, Macau te aguarda de braços abertos. Fernando Viana.

    • Amigos Fernando e Nilton, muito obrigado pelas mensagens que comovem. Acima de tudo e da ligação que se esforça ter entre as duas Macau, o que ganhamos foi a amizade e conhecer este povo simpático da Macau brasileira: “eita gente boa”. Pelo menos podemos dizer que após cerca de dois séculos da fundação da Macau-Brasil, e só uma vez na vida pois a história não se repetirá para que existam outras Macau de língua portuguesa e mesma origem de nome, houve um contato formal, em que gente das duas Macau apertaram as mãos e deram abraços. Não houve fronteiras nem distâncias que impediram este gesto e abraços fraternais. Novamente um grande abraço e muito obrigado por vossa acolhida não só a nós mas a todos os macaenses de boa vontade!

  3. geraldo fernando viana de souza-(fernando)
    21/06/2013

    Kerginaldo já esteve ou ainda vai visitar a casa dos macaenses em São Paulo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 695,172 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: