Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Percorrendo o Caminho do Rosário em Aparecida

O Caminho do Rosário e a linha do Trem do Devoto correndo ao lado.

Inaugurado em 14 de outubro de 2018, o Caminho do Rosário é um novo espaço oracional e devocional para os romeiros em Aparecida do Norte, no estado de São Paulo. O percurso de 1.132 metros, conforme dados oficiais, liga a Cidade do Romeiro, junto ao Hotel Rainha do Brasil, ao Porto Itaguaçu, onde a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada em 1717 por pescadores na águas do Rio Paraíba do Sul.

O Trem do Devoto ao lado do início do trajeto do Caminho do Rosário

Aliado à novidade, passou a funcionar o Trem do Devoto (ver postagem específica neste blog) cujos trilhos percorrem ao lado do caminho de fé com vista panorâmica, uma opção para o romeiro programar a sua peregrinação num percurso a pé e outro de trem, na ida ou na volta.

Vinte cenários estão distribuídos pelo percurso.

Vinte cenários com um total de 128 esculturas criadas pelos artistas paraguaios Blas e Angela Servín, estão montados em todo o percurso totalmente plano e com entrada gratuita, apresentando os quatro Mistérios do Rosário assim divididos em Gozosos, Dolorosos, Gloriosos e Luminosos. Cada um dos quatro Mistérios contém cinco cenários com simbologia diferente através de flores e cores. Informação dada à imprensa por padre Daniel Antonio da Silva, administrador ecônomo do Santuário Nacional de Aparecida, diz que “o local foi pensado a partir de cenários. Em cada mistério tem diferentes simbologias, por exemplo, os mistérios dolorosos são mais introspectivos e usam as cores roxo e vermelho escuro. Já as partes da anunciação usam cores alegres, com flores brancas e amarelas”.

Vamos ver então, por imagens explicativas, a sequência do nosso percurso pelo Caminho do Rosário, a pé na ida ao Porto Itaguaçu, e a volta feita pelo Trem do Devoto:

O INÍCIO DO CAMINHO DO ROSÁRIO NA CIDADE DO ROMEIRO

O Caminho do Rosário começa aqui. Imagem de Nossa Senhora Aparecida, no centro canteiro, recebe o romeiro. A basílica nova do Santuário ao fundo. Ao lado fica o Hotel Rainha do Brasil, a dois minutos, bem como a Cidade do Romeiro.

No centro do canteiro, a imagem de Nossa Senhora Aparecida

A entrada para o Caminho do Rosário é gratuita, porém o Trem do Devoto é pago pois é explorado por empresa terceirizada, a mesma que opera os bondinhos. Nada mais justo! Em Agosto de 2019, a passagem custava R$ 10,00 por trajeto. Paga meia entrada a terceira idade e infantil (consulte antes da sua visita).

A placa na Estação Cidade do Trem do Devoto no início do Caminho do Rosário.

Horário de funcionamento do Trem do Devoto: Segunda a sexta-feira – 9h às 16h, Terça – Fechado para manutenção.  No Sábado – 8h às 17h e Domingo 8h às 15h (posição em Agosto de 2019 – consulte antes da sua visita). Conforme informações dos atendentes, nas sextas e finais de semana ou feriados, o tempo de espera para pegar o trem é maior que nos dias de semana, pois a sua capacidade é limitada e só existe uma composição a percorrer o trilho único em 15 minutos além do tempo de embarque por chamada. No nosso caso, como era sábado e ainda não estando tão lotado de gente, o tempo de espera foi de uma hora aproximadamente na viagem de volta do Porto Itaguaçu. Apesar disso, compensa muito o passeio.

O Trem do Devoto na Estação Cidade.

Os banheiros públicos estão aqui no início do trajeto, e depois apenas no final. no Porto Itaguaçu.

 

MISTÉRIOS GOZOSOS 

o primeiro cenário, alusivo à:

A Anunciação, A Visitação, A Natividade., A Apresentação de Jesus no Templo. e O Encontro do Menino Jesus no templo.

A Anunciação de Maria

A Anunciação de Maria em outro ângulo

A Visitação de Nossa Senhora à prima Isabel

A Natividade – nascimento de Cristo

A Apresentação de Jesus no Templo

O Encontro do Menino Jesus no templo

 

MISTÉRIOS DOLOROSAS

A Agonia no Horto das Oliveiras, A Flagelação de Cristo, A Coroação de Espinhos, O Transporte da Cruz, A Crucificação.

O totem anuncia os Mistérios Dolorosos

A Agonia no Horto das Oliveiras

Ao longo do trajeto há áreas de descanso e uma barraca para venda de água e sorvete.

A Flagelação de Cristo atado na coluna

A Coroação de Espinhos de Jesus

O Transporte da Cruz

A Crucificação de Jesus

A Crucificação de Jesus

Seguimos o trajeto o próximo Mistério:

O horário de funcionamento do Caminho do Rosário é das 5h às 19h com entrada gratuita.

Outra área de descanso

 

MISTÉRIOS GLORIOSOS

A Ressurreição, A Ascensão, A Vinda do Espírito Santo, A Assunção de Maria e A Coroação de Maria

A Ressurreição de Jesus

A Ascensão de Jesus

A Ascensão de Jesus, num outro ponto de vista

Descida do Espírito Santo

A Assunção da Virgem Maria

A Coroação de Nossa Senhora

Aspectos do Caminho do Rosário neste trecho:

Todo o trajeto é monitorado por câmeras de segurança e patrulhado por moto do segurança.

Trem do Devoto

 

MISTÉRIOS LUMINOSOS

O Batismo de Jesus no rio Jordão, O milagre nas Bodas de Caná, Proclamação de Jesus sobre o Reino de Deus, A Transfiguração de Jesus, e A Instituição da Eucaristia

O Batismo de Jesus no rio Jordão.

O milagre nas Bodas de Caná

O milagre nas Bodas de Caná, num outro ponto de vista

Anúncio do Reino de Deus e o Convite de Jesus à Conversão

Anúncio do Reino de Deus e o Convite de Jesus à Conversão, em outro ângulo

A Transfiguração de Jesus

A Instituição da Eucaristia

O percurso final do Caminho do Rosário, após caminhar por 1.132 metros que nem se percebe e nem cansa visto que você vai parando para contemplar cada cenário, refletir e fazer as suas orações, além de poder descansar nas 22 áreas de descanso com bancos:

O término do Caminho do Rosário, ou início para quem parte do Porto Itaguaçu. A estação Porto do Trem do Devoto fica no lado esquerdo da foto, ao lado do último cenário.

Chegamos ao Porto de Iguaçu. O arco é o seu portal e à esquerda a Estação Porto para pegar o Trem do Devoto retornando para o excelente Hotel Rainha do Brasil pertencente ao Santuário.

Um comentário em “Percorrendo o Caminho do Rosário em Aparecida

  1. Pingback: Passeio pelo Trem do Devoto em Aparecida | Cronicas Macaenses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.075.729 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Como já vem acontecendo nos Encontros das Comunidades Macaenses realizadas em Macau, o programa de 2019 incluía uma missa e Te-Deum na Sé Catedral que foi celebrada no dia 26 de Novembro às 18:00 horas pelo Bispo de Macau, D. Stephen Lee Bun-sang. Uma celebração religiosa e ação de graças para agradecer por mais uma […]

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O Hotel Casino (Cassino) Lisboa, de Macau, inaugurado em 3 de Fevereiro de 1970, seis anos após o início das obras em 1964, o primeiro dos tempos modernos do outrora território português na China por cerca de 440 anos, e devolvido para a China em 1999, é por excelência uma galeria de arte com peças […]

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

O macaense Carlos Cordeiro, hoje residente no Canadá, enviou ao autor deste blog, três fotos que espelham bem o convívio dele com dois amigos macaenses: Fernando Placé e José (Zé) Cabral, num período de 52 anos, de 1967 a 2019. Interessante ver o cuidado de fotografar o momento na mesma posição da foto original de […]

%d blogueiros gostam disto: