Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Solidão em poemas, frases, pensamentos e imagens

A Solidão em poemas, frases e pensamentos, com o nome dos seus autores, e referências pessoais quando disponíveis, extraídas do website O Pensador.

Veja também:

Fotografia de/photos by Rogério P D Luz

Curitiba PR

Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.

Clarice Lispector (1920-1977) foi uma escritora brasileira. De origem judia, nascida na Ucrânia, é reconhecida como uma das mais importantes escritoras do século XX.

Punta Del Este – Uruguai

Pertencer

Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes. E uma alegria solitária pode se tornar patética. É como ficar com um presente todo embrulhado com papel enfeitado de presente nas mãos – e não ter a quem dizer: tome, é seu, abra-o! Não querendo me ver em situações patéticas e, por uma espécie de contenção, evitando o tom de tragédia, então raramente embrulho com papel de presente os meus sentimentos.

Clarice Lispector (1920-1977) foi uma escritora brasileira. De origem judia, nascida na Ucrânia, é reconhecida como uma das mais importantes escritoras do século XX.

Caraguatatuba SP

Eu tenho que ser minha amiga, senão não aguento a solidão. Quando estou sozinha procuro não pensar porque tenho medo de de repente pensar uma coisa nova demais para mim mesma. Falar alto sozinha e para “o quê” é dirigir-se ao mundo, é criar uma voz potente que consegue – consegue o quê?

Clarice Lispector (1920-1977) foi uma escritora brasileira. De origem judia, nascida na Ucrânia, é reconhecida como uma das mais importantes escritoras do século XX.

Ubatuba SP

Deus costuma usar a solidão
Para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
Compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer
nos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
Compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
Nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,
para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
Compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
Nos mostrar a importância da vida.

Paulo Coelho (1947) é um escritor brasileiro cuja obra se encontra publicada em mais de 160 países e traduzida em 73 idiomas, tendo mais de 130 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. É o autor de “O Alquimista”, considerado o livro brasileiro mais vendido no mundo.

Rio de Janeiro RJ

Não tenho ambições nem desejos
Ser poeta não é uma ambição minha
É a minha maneira de estar sozinho.

Fernando Pessoa (1888-1935) foi um dos mais importantes poetas em língua portuguesa, a figura central do Modernismo português

São Sebastião SP

A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.
A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,
o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.
O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se,
o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.

Vinicius de Moraes (1913-1980) foi um poeta, compositor, dramaturgo, jornalista, roteirista e diplomata brasileiro. Sua música “Garota de Ipanema”, composta em parceria com Tom Jobim, é uma das mais importantes canções da história da música brasileira.

Salvador BA

Passados dois meses de tantas histórias, comecei a pensar no sentido da solidão. Um estado interior que não depende da distância…nem do isolamento; um vazio que invade as pessoas… E que a simples companhia ou presença humana não pode preencher. Solidão foi a única coisa que eu não senti, depois que parti…nunca…em momento algum. Estava, sim, atacado de uma voraz saudade. De tudo e de todos, de coisas e de pessoas que há muito tempo não via. Mas a saudade às vezes faz bem ao coração. Valoriza os sentimentos, acende as esperanças e apaga as distâncias. Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudade…mas não estará só!

Amyr Klink é um navegador brasileiro que ficou conhecido por ter feito viagens ao redor do mundo, como da Antártica ao Ártico. Muitas de suas aventuras viraram livros.

Ubatuba SP

Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só.

Amyr Klink é um navegador brasileiro que ficou conhecido por ter feito viagens ao redor do mundo, como da Antártica ao Ártico. Muitas de suas aventuras viraram livros.

Macau

Começava a ter medo dos outros. Aprendia que a nossa solidão nasce da convivência humana.

Nelson Rodrigues (1912-1980) foi um escritor, jornalista e dramaturgo brasileiro. É o autor de peças que revolucionaram o teatro no Brasil.

Parati RJ

Eu estou só. O gato está só. As árvores estão sós. Mas não o só da solidão: o só da solistência.

Guimarães Rosa (1908-1967) foi um escritor brasileiro. Foi também médico e diplomata. Suas principal obra, Grande Sertão: Veredas, é considerada uma obra prima da literatura brasileira. (Solistência é o termo usado por Guimarães Rosa para definir a solidão da existência de tudo que vive – Dicionário Informal)

Ouro Preto MG

O amor, porém, é contagioso, com especialidade na solidão, onde a alma tem necessidade de uma companheira, e quando de todo não a encontra, divide-se ela própria para ser duas: uma, esperança; outra, saudade.

José de Alencar (1829-1877) foi um romancista, dramaturgo, jornalista, advogado e político brasileiro. É autor de importantes obras da literatura brasileira, entre elas, Senhora, Iracema e O Guarani

Macau

Talvez algum dia a solidão venha a ser adequadamente reconhecida e apreciada como mestra da personalidade. Há muito que os orientais o sabem.

Albert Einstein (1879 – 1955) foi um físico e humanista alemão, autor da teoria da relatividade, e recebeu o Prêmio Nobel de Física de 1921.

A bordo de um navio cruzeiro

Sei que me arrisco a solidão, se é isso que me perguntam. Mas, eu sei viver assim!

Leila Roque Diniz (1945-1972) foi uma atriz brasileira. Irreverente, rompeu barreiras e estava à frente de seu tempo.

Santuário de Nossa Senhora Aparecida SP

Saudade
Na solidão na penumbra do amanhecer.
Via você na noite, nas estrelas, nos planetas,
nos mares, no brilho do sol e no anoitecer.

Via você no ontem , no hoje, no amanhã…
Mas não via você no momento.
Que saudade…

Mario de Miranda Quintana (1906 – 1994) foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro. Foi considerado o “poeta das coisas simples”, um dos maiores poetas brasileiros do século XX.

Ubatuba SP

Verdadeira Solidão
A solidão é nos momentos de tristeza e desespero, olhar em volta e não ver ninguém e pensar:
”Mas uma vez sozinho”, – pergunto ”Por que?”
E sem esperar a resposta, cerro os punhos e sigo em frente, sem saber aonde estou indo.
A verdadeira solidão é gritar em silêncio o nome de alguém que não nos ouve, procurar calor numa voz distante, rasgar-se de desejo por um corpo que não nos quer.Esperar pela chuva no deserto, querer saciar a sede num mar de areia, alimentar um sonho impossível.
E aquele adeus sofrido que não se consegue dizer…
A verdadeira solidão é chorar a dor de não ter um lugar no coração de alguém que já ocupou o nosso, é sentir-se desprotegido, desamparado e vulnerável sem chão.
É amar e não ser amado.

Alexandre Oliveira (referência pessoal indisponível no site)

São Paulo SP

Solidão
Uma luz me cega, ofusca meus olhos a lembrança de você;
Minha alma abalada, oscila em meu corpo, querendo gritar, implorando pra sair pra mergulhar num oceano profundo de ilusões e contrates onde busco incansavelmente por você.
Quero gritar, mas estou muda, quero correr, mas algo me prende, estou num mundo que não me pertence, não é meu, eu não criei, não consigo sobreviver aqui sem você.
Me salve, eu imploro por sua vida….
Me ame… outra vez …. outra vez…. outra vez….
Não to conseguindo entender tudo que aconteceu, tantas mudanças, tanto rancor, minha solidão hoje é uma ressalva….

Rita Souza (referência pessoal indisponível no site)

Caraguatatuba SP

A velhice poderia ser a suprema solidão, não fosse a morte uma solidão ainda maior.

Jorge Luís Borges foi um célebre escritor, poeta e ensaísta argentino. Publicou poemas e contos que ficaram famosos no mundo

Curitiba PR

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já…

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida…

Saudade é sentir que existe o que não existe mais…
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam…

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Aguinaldo Silva (referência pessoal indisponível no site)

A bordo de um navio cruzeiro

Viver é bom
Nas curvas da estrada
Solidão que nada
Viver é bom
Partida e chegada
Solidão que nada
Solidão que nada.

Cazuza (1958-1990) foi um cantor e compositor brasileiro, e vocalista do Barão Vermelho, banda formada em 1981. Em carreira solo gravou grandes sucessos, como: Exagerado, Codinome Beija-Flor, Brasil e Faz Parte do Meu Show.

São Paulo SP

Solidão é a distância
que o separa de você mesmo
e não a distância
que o separa dos outros.

Luíz Antonio Gasparetto (1949-2018) é psicólogo, médium e escritor brasileiro

Curitiba PR

“Percebeu também que, no fundo, todos somos abraçados por alguns tentáculos da solidão. Alguns falam muito, mas se calam sobre aspectos íntimos de suas vidas. Concluiu que uma dose de solidão estimula a reflexão, mas a solidão radical estimula a depressão.

Compreendeu ainda que, quando o mundo nos abandona, a solidão é tolerável; mas, quando nós mesmos nos abandonamos, ela é insuportável. Falcão rompeu sua solidão, tornou-se companheiro de si mesmo e encontrou um grande amigo, o Poeta.”

(O futuro da Humanidade. – Página: 57)

Augusto Jorge Cury (1958) é um psiquiatra e escritor brasileiro.

OCA – São Paulo SP

No vazio da saudade, lamento a solidão.
O que foi alegria, hoje é tristeza.
O que fez sorrir, virou pranto.
Só Deus pode restituir um coração ferido.
Somente Ele traz à vida, tudo que um dia foi morte.

Ninna Lawrence (referência pessoal indisponível no site)

São Paulo SP

Um poeta é um rouxinol que se senta na escuridão,
e canta para se confortar da própria
solidão com seus próprios sons.
Seus ouvintes são homens arrebatados
pela melodia de uma música invisível,
que se sentem comovidos e em paz,
ainda que não saibam
como nem porquê.

Percy Bysshe Shelley (1792 – 1822) foi um importante poeta romântico inglês

Bienal – São Paulo SP

Nunca fui como todos
Nunca tive muitos amigos
Nunca fui favorita
Nunca fui o que meus pais queriam
Nunca tive alguém que amasse
Mas tive somente a mim
A minha absoluta verdade
Meu verdadeiro pensamento
O meu conforto nas horas de sofrimento
não vivo sozinha porque gosto
e sim porque aprendi a ser só…

Florbela Espanca (1894-1930) foi uma importante poetisa portuguesa. Escreveu poesias e contos, além de ter sido a grande precursora do feminismo em Portugal.

Paranapiacaba SP

Despedida
Por mim, e por vós, e por mais aquilo
que está onde as outras coisas nunca estão,
deixo o mar bravo e o céu tranqüilo:
quero solidão.

Meu caminho é sem marcos nem paisagens.
E como o conheces? – me perguntarão.
– Por não ter palavras, por não ter imagens.
Nenhum inimigo e nenhum irmão.

Que procuras? – Tudo. Que desejas? – Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão

A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação…
Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?

Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.
(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão!
Estandarte triste de uma estranha guerra…)

Quero solidão.

Cecília Meireles (1901-1964) foi uma poetisa, jornalista e professora brasileira, considerada umas das mais importantes escritoras do país, com mais de 50 obras publicadas

Foz de Iguaçu PR

A solidão mostra o original, a beleza ousada e surpreendente, a poesia. Mas a solidão também mostra o avesso, o desproporcionado, o absurdo e o ilícito.

Paul Thomas Mann (1875-1955) foi um romancista alemão, autor de contos, novelas, ensaios políticos e obras primas.

Paris – França

As obras de arte são de uma solidão infinita: nada pior do que a crítica para as abordar. Apenas o amor pode captá-las, conservá-las, ser justo em relação a elas.

Rainer Maria Rilke (1875 – 1926) é considerado como um dos maiores poetas da literatura alemã. Suas obras experimentaram diferentes fases, mas com um incomparável estilo lírico.

Curitiba PR

Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, continuaremos a nos buscar em outras metades. Para viver a dois, antes, é necessário ser um.

Fernando Teixeira de Andrade (1946 – 2008) foi um professor de literatura.

Natal RN

A solidão é o fundo último da condição humana. O homem é o único ser que se sente só e que procura um outro.

Octavio Paz (1914 – 1998) foi um escritor, poeta e diplomata mexicano. Prêmio Nobel de Literatura de 1990.

Portillo – Chile

Eu tinha visto na sua solidão, uma excelente amiga para a minha solidão. Eu achei que elas pudessem sofrer juntas, enquanto a gente se divertia!

Tatiane Bernardi Teixeira Pinto é uma publicitária paulistana, autora de quatro livros e muito conhecida no mundo virtual por seus textos, site e blog.

Foz de Iguaçu PR

A solidão só me dá prazer na medida em que sei que ela é uma escolha. Solidão só dói quando é inevitável.

Martha Medeiros (1961) é uma jornalista e escritora brasileira. É colunista do jornal Zero Hora de Porto Alegre, e de O Globo, do Rio de Janeiro.

Parati RJ

É fácil viver no mundo conforme a opinião das pessoas. É fácil, na solidão, viver do jeito que se quer. Mas o grande homem é aquele que, no meio da multidão, mantém com perfeita doçura a independência da solidão.

Ralph Waldo Emerson (1803-1882) foi um escritor, ensaísta e filósofo norte-americano. Foi um dos fundadores do movimento chamado Transcendentalismo.

Paris – França

Quem, portanto, não ama a solidão, também não ama a liberdade: apenas quando se está só é que se está livre (…) Cada um fugirá, suportará ou amará a solidão na proporção exacta do valor da sua personalidade. Pois, na solidão, o indivíduo mesquinho sente toda a sua mesquinhez, o grande espírito, toda a sua grandeza; numa palavra: cada um sente o que é.

Arthur Schopenhauer (1788 – 1860) foi um filósofo alemão.

Foz de Iguaçu PR

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo…
isto é carência.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar…
isto é saudade.
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe às vezes, para realinhar os pensamentos…
isto é equilíbrio.
Tampouco é a pausa involuntária que o destino nos impõe compulsoriamente, para que revejamos a nossa vida…
isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado…
isto é circunstância.
Solidão é muito mais que isto…
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão, pela nossa Alma!

(Página 79 do Livro Palavras Para Entorpecer o Coração)

Fátima Irene Pinto (referência pessoal indisponível no site)

Hong Kong

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já…
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida…
Saudade é sentir que existe o que não existe mais…
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam…
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido

Ricardo Eliecer Neftalí Reyes Basoalto (1904-1973), conhecido com o pseudônimo de Pablo Neruda, foi um poeta chileno.

São Paulo SP

Quem foi que disse que é impossível ser feliz sozinho
Vivo tranquilo, a liberdade é quem me faz carinho

Marisa de Azevedo Monte (1967) é uma cantora, compositora e produtora musical brasileira.

Parque das Três Fronteiras do lado da Argentina

A minha noite
Na solidão da noite escura
Noite escura e fria
Noite calada e triste
Noite que é minha conselheira
Noite que é minha companheira
É de noite que penso
É de noite que sinto
É de noite que tento me encontrar
Encontrar sim
Porque me sinto perdido
Perdido nos meus pensamentos
Perdido nas minhas ideias
É na noite que sonho ser feliz
Que procuro encontrar o caminho
Para que os dias sejam de sol
Na solidão da noite escura

Jbrito (referência pessoal indisponível no site)

Paranapiacaba SP

Eu escutei uma canção que falou muito ao meu coração, dizia que a solidão é fogo, a solidão devora, é amiga das horas, prima-irmã do tempo, que faz seus relógios caminharem lento causando descompasso no meu coração.

O que diria eu dessa canção!

Diria que a solidão é realmente fogo, fogo porque nos atormenta, por que não encontramos nela alguém para refrigerar o nosso coração com palavras suaves.

Realmente a solidão é fogo que nos faz deixar em cinzas, nas cinzas da concepção. Eu devia também como a canção que ela devora, devora o que temos de bom para da ao nosso próximo, devora a capacidade de sociabilização com nossos amigos, parentes e irmãos, dura solidão, como diz a canção amiga das horas prima-irmã do tempo.

Certamente quem vive em solidão caminha por uma estrada que não chega ao fim, os momentos que passamos em solidão é como uma eternidade vivida em momentos finitos que parecem não ter fim, finalmente a solidão causa um descompasso no nosso coração, que canção, realmente a solidão causa um descompasso no nosso coração, que canção, realmente a solidão rasga o nosso coração, entristece a alma, tira os sentidos das emoções, como é cruel essa tal solidão.

Magnus de Souza Fernandes (referência pessoal indisponível no site)

Hong Kong

Minha amiga Solidão
No meio da madrugada a solidão vem me falar de você.
A noite tá fria, o quarto tá frio,
a minha cama também está fria.
Me rolo na cama…Já quase amanhece…Cadê você?
Minha cabeça já confunde os pensamentos,
E o meu coração, já confunde os sentimentos.
Estou só… E só a Solidão é a minha amiga.
A sua ausência me perturba,
Eu não sei mais o que sinto por você
Saudade fundido ao amor,
Ódio…Talvez angústia
Porque não dizer…Ciúmes
Amanhece, a realidade chega
Vou esperar por mais uma madrugada,
Pra contemplar a minha amiga Solidão.

Simone Souza (referência pessoal indisponível no site)

São Paulo SP

Outros terão
Um lar, quem saiba, amor, paz, um amigo.
A inteira, negra e fria solidão
Está comigo.

A outros talvez
Há alguma coisa quente, igual, afim
No mundo real. Não chega nunca a vez
Para mim.

“Que importa?”
Digo, mas só Deus sabe que o não creio.
Nem um casual mendigo à minha porta
Sentar-se veio.

“Quem tem de ser?”
Não sofre menos quem o reconhece.
Sofre quem finge desprezar sofrer
Pois não esquece.

Isto até quando?
Só tenho por consolação
Que os olhos se me vão acostumando
À escuridão.

Fernando Pessoa (1888-1935) foi um dos mais importantes poetas em língua portuguesa, a figura central do Modernismo português

Slide show no You Tube, assista:

  • Fonte dos poemas, frases e pensamentos, e referência pessoal dos autores:  O Pensador
  • Esta publicação e como todo o blog não tem finalidade comercial e nem de patrocínio.

2 comentários em “Solidão em poemas, frases, pensamentos e imagens

  1. Pingback: O pôr-do-sol em frases e poemas | Cronicas Macaenses

  2. Pingback: O Mar, em frases, poemas e imagens | Cronicas Macaenses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.161.281 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

A primeira atividade oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 ocorreu no dia 23 de Novembro de 2019, num sábado, nas dependências do Jardim Infância D. José da Costa Nunes, como já vem acontecendo nos Encontros anteriores. No último Encontro que participei em 2010, o evento foi mais descontraído com apresentação de músicos tanto […]

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Em 2007, visitei o Museu do Grande Prémio de Macau e lá fiz várias fotos. Nesta postagem, o assunto é o piloto Rodolfo Ávila. Venha conhecê-lo melhor. Publicação e fotografias de/photos by Rogério P D Luz Texto extraído da enciclopédia livre – Wikipédia Rodolfo Freitas Silvério de Abreu Ávila nasceu em Lisboa no dia 19 […]

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A foto da estátua Ferreira do Amaral, em Macau, foi objeto de indagação feita ao autor deste blog por MJ Raydor no Facebook, que queria saber da sua história. Por desconhecê-la, coube ao Carlos Dias dar a resposta abaixo com publicação de uma imagem: “Tratava-se da Comissão Organizadora das comemorações de 102º. aniversário da Tomada […]

%d blogueiros gostam disto: