Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Macau: ‘Largo do Senado, o passado e o presente’ por M.V. Basílio

1 Macau passado LS Chinnery SCM

1.Desenho de George Chinnery, vendo-se parcialmente ao fundo o edifício do Leal Senado. Do lado direito, vê-se a Santa Casa de Misericórdia, com a capela e torre anexa. Ao lado da Santa Casa, estão uns trabalhadores a demolirem um prédio.

Largo do Senado, o passado e o presente

(Texto, legendas, fotos atuais 2016 de autoria de Manuel V. Basílio/Macau, inclusive seleção de fotos/desenhos da Macau do passado recolhidas da internet)

O Largo do Senado (nome toponímico assim atribuído, devido ao já extinto Leal Senado, denominação oficial da Câmara Municipal de Macau durante a administração portuguesa) começa na Avenida de Almeida Ribeiro, em frente ao vetusto edifício que presentemente se encontra instalado o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais de Macau (abreviadamente IACM), e termina no Largo de S. Domingos, junto à Travessa de S. Domingos.

O espaço do Largo do Senado foi desde os primórdios o centro urbano de Macau, cuja configuração e aspecto visual, em termos arquitectónicos, foram evoluindo ao longo dos tempos. Desconhecíamos como era o aspecto do Largo do Senado antes da chegada de George Chinnery a Macau, em 1825, que aqui permaneceu durante 27 anos até ao seu falecimento, e foi graças a ele que ficamos a ter uma ideia, através dos seus desenhos e pinturas, como eram os prédios que o rodeavam, incluindo o antigo edifício da Santa Casa da Misericórdia e o tão característico pelourinho implantado em frente ao Leal Senado.

2 Macau passado LS Pelourinho

2.Esboço de George Chinnery, em que mostra o pelourinho que ainda existia quando ele passou a viver em Macau. Tal como em Portugal, o pelourinho estava implantado em frente ao edifício da Câmara, o qual, além de outras funções, simbolizava o poder e a liberdade municipal. Presume-se que aquele pelourinho foi removido nos anos seguintes a 1834, quando as funções do Leal Senado foram reduzidas, ou após a Rainha D. Maria II ter promulgado um Decreto Real, em 1844, pondo fim à autoridade local, que passou a estar subordinada ao Governador.

Embora as primeiras fotografias de Macau tivessem sido tiradas pelo francês Jules Itier, quando por aqui passou em 1844, foi na segunda metade do século XIX e sobretudo a partir do século XX, com a divulgação de registos fotográficos, além de desenhos e gravuras, feitos por viajantes e fotógrafos estrangeiros, ficamos a conhecer cada vez melhor os diversos aspectos da cidade, incluindo as transformações que tiveram lugar no reordenamento do Largo do Senado, em diferentes épocas.

Com a abertura do último troço da Avenida de Almeida Ribeiro, cuja obra ficou concluída em 1918, desde as proximidades das actuais escadas de acesso à Rua da Sé até à então denominada Rua da Praia Grande, bem como a demolição de todas as casas velhas existentes no quarteirão entre Travessa do Roquete e o alinhamento da nova avenida (já então conhecida por San Ma Lou), para a construção do edifício dos CTT (Correios, Telefones e Telégrafos), foi ampliado o Largo do Senado, devido ao recuo em relação ao edifício da Santa Casa de Misericórdia, deixando, desta forma, aberto aquele espaço que actualmente está ajardinado.

3 Macau passado LS ca. 1910

Outra vista do Largo do Senado, em princípios do século XX

As mais notórias transformações verificadas no século XX foram, designadamente:

  • a colocação da estátua do Coronel Vicente Nicolau Mesquita, inaugurada em 24 de Junho de 1940, destruída em 3 de Dezembro de 1966, aquando dos motins, vulgarmente conhecidos por 123 (ou 12.3, isto é, Dezembro 3), que se geraram sob a influência da Revolução Cultural na China;
  • entre 1967 e 1972, após a remoção da estátua e do respectivo pedestral, aquele espaço foi coberto de relva, com alguns arbustos por ali espalhados;
  • a construção de uma fonte trapezóide, com repuxos, que ficou concluída em Junho de 1973, e desde então os chineses designaram-na por “P’an Sôi Chi” ( 噴水池);
  • em meados dos anos 80 do século anterior, quando colocaram vários canteiros, com plantas e flores, junto aos quatro cantos da fonte trapezóide, o Largo do Senado foi fechado ao trânsito de veículos automóveis e convertido em zona pedonal, e depois, em princípios dos anos 90, toda a zona desde o Largo do Senado, Largo e Rua de S. Domingos até à Travessa do Bispo foi pavimentada com calçada portuguesa, cuja obra foi executada com a participação de calceteiros portugueses, que se serviram de um molde ondulatório para o efeito, tendo essa obra ficado concluída em 1994. Durante a obra, foi construída uma nova fonte circular, com o diâmetro de 14m, no centro da qual foi colocada uma esfera armilar.
4 Macau passado LS ca. 1920 Tv Roquete

Os três caracteres chineses por cima da porta do prédio à direita lêem-se “Tung Sing Tong”, cuja Associação de Beneficência está hoje instalada na Rua de Camilo Pessanha. Vê-se parcialmente, à esquerda, o edifício da Santa Casa e a Travessa do Roquete.

Depois da transferência da administração do território de Macau, que passou a designar-se por Região Administrativa Especial de Macau (abreviadamente, RAEM), a situação económica de Macau passou por um período de crise, sobretudo aquando do surto da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS), em 2003. A viragem da crise iniciou-se a partir de Julho de 2003, quando o governo da República Popular da China autorizou a concessão de vistos individuais a chineses residentes na região vizinha para se deslocarem a Macau e a Hong Kong, e subsequentemente essa política de visto individual foi gradualmente alargada a novas cidades do continente. A retoma económica foi reforçada no ano seguinte com a inauguração do hotel-casino Sands Macau, em 18 de Maio de 2004, o primeiro a entrar em funcionamento na sequência da liberalização do jogo em Macau, terminando assim o longo período de monopólio neste sector de actividade.  Desde então, com a vinda de cada vez mais visitantes ou turistas, com poder de compra e atraídos pelo jogo e outras novidades inexistentes na China continental, o Largo do Senado ganhou novo fôlego, com a abertura de novas lojas, bem assim uma maior concentração e movimentação de visitantes a transitarem por aquela via (do Largo até Rua de S. Domingos) que, durante séculos, era conhecida por “Ou Mun Kai”, literalmente a “Rua de Macau”, ou então a Rua Direita. Sobretudo nos últimos dez anos, os estabelecimentos tradicionais que operavam no Largo do Senado foram a pouco e pouco encerrando as suas actividades (excepção feita, designadamente, à Pharmácia Popular) para dar lugar a novos estabelecimentos que comercializam produtos de marca.

5 Macau passado LS ca. 1920

O Largo do Senado ca. 1920

Recordando o passado, mas sem mencionar de forma exaustiva os nomes dos estabelecimentos que durante muitos anos exerceram as suas actividades no Largo do Senado, podemos mencionar, por exemplo, a Leitaria I Son (義順鮮奶, mais conhecida por “Vaquinha”); o Fotógrafo Chung Lam(松林攝影院); o Restaurante Long Kei (龍記酒家); a Agência de Representações Polidor, no r/c do então designado edifício “Ritz Mansion”, cujo estabelecimento vendia essencialmente livros e artigos de escritório, e no piso superior desse edifício funcionaram diversos escritórios comerciais, incluindo o escritório do advogado Damião Rodrigues;  Po Man Lau & Co., Printers, Book Sellers, Stationers & Commission Merchants (寶文樓印務書局), em português, simplesmente Livraria Po Man Lau, contudo, além das referidas actividades, possuiu também um estúdio fotográfico, quando tinha o estabelecimento no prédio que faz esquina entre o Largo de S. Domingos e a Travessa de S. Domingos; a sede da MELCO (onde anteriormente o Hotel Ká Pan (嘉賓酒店) e depois o Hotel San Ká Pan (新嘉賓酒店) exerceram actividade);  a Livraria Tai Seng (大誠書店), que vendia essencialmente artigos de escritório; a loja de azeite e arroz T’ái Heng Lung (泰興隆油米); I Lei Bicicletas (義利); T’ong Son Pán Kun (同順辦館), etc.

6 Macau passado - LS Associacao Comercial

Antigo edifício da Associação Comercial de Macau que foi demolido em 1957

Os edifícios mais representativos no Largo do Senado continuam a ser o edifício dos CTT, a Santa Casa de Misericórdia, a Pharmácia Popular, o Edifício Comercial China (cujo edifício original era a Associação Comercial de Macau, demolido em 1957 e reconstruído em 1958 e, décadas depois, novamente demolido em 1994 e reconstruído em 1996). O edifício, onde era a sede da MELCO, é actualmente designado por Casa Shum Tak (信德堡), e o edifício contíguo, o Ritz Mansion, depois de adquirido pelo governo de Macau, foi requalificado para ser instalada a Direcção dos Serviços de Turismo, mas com a mudança desta Direcção para outro local, actualmente o edifício é utilizado como Centro de Turismo de Negócios de Macau.

7 Macau passado - LS ca. 1960

Largo do Senado por volta dos anos 60, ainda com a estátua do Coronel Mesquita

Presentemente, isto é, em Abril de 2016, os estabelecimentos comerciais que operam no Largo do Senado são, designadamente: (Do lado esquerdo, em frente ao edifício do IACM) Casa de Câmbios Ásia, Pastelaria Koi Kei, Mannings, Watsons e Fortress, Hush Puppies, Wong Chi Kei, Joy & Peace, L’Erbolario, I Lei, L’Occitane, Mirabell e Bossini; e, (do lado direito) MacDonnalds, ISA, Sasa e Pharmácia Popular.

O Largo do Senado faz parte do Centro Histórico de Macau, tendo sido incluído, no dia 15 de Julho de 2005, na Lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO.

8 Macau passado - LS ca. 1966

Largo do Senado, nos anos 60

9 Macau passado - LS ca. 1973

Largo do Senado, nos anos 70

10 Macau passado - LS ca. 1985

Largo do Senado, nos anos 80

Largo do Senado em 2016

(clicar nas fotos menores para ampliar)

Legenda das fotos acima: a) da esquerda: placa toponímica do Largo do Senado; b) direita: fonte circular, com esfera armilar ao centro

13 Macau - Mannings=Rest. Long Kei

Edifício onde estava instalado o Restaurante Long Kei, presentemente está instalado o estabelecimento comercial Mannings

14 Macau - Turismo DST

Antigo edifício Ritz Mansion, actualmente é o Centro de Turismo de Negócios de Macau, dependente da Direcção dos Serviços de Turismo de Macau

Fotos acima: a) esquerda: outro aspecto do Centro de Turismo de Negócios de Macau.;  b) direita: antiga sede da MELCO, cujo edificio é agora denominado Casa Shum Tak, funcionando na cave a Fortress e nos restantes pisos a Watsons.

17 Macau - Hush Puppies -Livraria Tai Seng

Edifício onde estava instalada a Livraria Tai Seng, está agora a sapataria Hush Puppies

Fotos acima: a) esquerda: estabelecimento de comidas Wong Chi Kei, muito procurado por turistas, chegando a estar filas de clientes à espera de uma mesa; ) direita: entrada do estabelecimento de comidas Wong Chi Kei.

20 Macau - I Lei Bicicletas entre 2 lojas de marca

O antigo estabelecimento I Lei Bicicletas (que apenas resta o nome, pois lá já não vendem bicicletas) entre dois estabelecimentos que comercializam produtos de marca

21 Macau - Mirabell e Bossini

A Bossini, que comercializa artigos de vestuário, está instalada no local onde, antes da reconstrução, era o estabelecimento comercial T’ong Son Pán Kun

22 Macau - Calcada portuguesa no Largo do Senado

Calçada portuguesa no Largo do Senado

Fotos acima: a) esquerda: O edifício onde está instalado o estabelecimento McDonald’s, depois de reconstruído, passou a designar-se por Centro Comercial Lek Tang e o edifício contíguo é o Edifício Comercial China, onde presentemente estão as lojas ISA e Sasa. A seguir, (não se vê na foto) é a Pharmácia Popular e, depois, o edifício da Santa Casa de Misericórdia; b) Arcada do Edifício Comercial China (local do antigo edifício da Associação Comercial de Macau).

Fotos acima: a) esquerda: ISA, uma das lojas no r/c do Edificio Comercial da China, que vende malas e acessórios de marca; b) direita: SaSa, uma das lojas no r/c do Edifício Comercial da China, que vende artigos cosméticos.

Fotos acima: a) esquerda: arcada do Edifício Comercial China, visto do lado da Pharmácia Popular; b) direita: arcada da Santa Casa de Misericórdia.

28 Macau - Trav. Roquete

Travessa do Roquete

Fotos acima: a) esquerda: zona ajardinada, junto ao edificio dos CTT; b) o Largo do Senado é também palco para diversas actividades e manifestações.

 

31 Macau - Local de ajuntamento de visitantes

Local de ajuntamento de muitos visitantes

32 Macau - Vista nocturna do Largo

Vista nocturna do Largo do Senado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.128.855 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A foto da estátua Ferreira do Amaral, em Macau, foi objeto de indagação feita ao autor deste blog por MJ Raydor no Facebook, que queria saber da sua história. Por desconhecê-la, coube ao Carlos Dias dar a resposta abaixo com publicação de uma imagem: “Tratava-se da Comissão Organizadora das comemorações de 102º. aniversário da Tomada […]

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Por medidas de precaução em função da pandemia do novo coronavírus Covid-19, a celebração do Dia de Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Maio, foi diferente no mundo todo. Até que em Macau a celebração contou com a participação limitada de fiéis na missa realizada na Igreja de São Domingos, mais que no Santuário […]

Por detrás da foto oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019

Por detrás da foto oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019

A sessão fotográfica nas Ruínas de São Paulo é tradição já há vários Encontros das Comunidades Macaenses, e não foi exceção na edição Macau 2019. Aconteceu no dia 26 de Novembro, uma terça-feira, por volta das 16 horas. Ao que parece, uma tradição chinesa em Macau, a foto oficial reuniu os participantes do Encontro de […]

%d blogueiros gostam disto: