Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Uma visão da Feira Fotografar 2016

Fotografar 2016 modelo Atek tigre (3261)

Modelo do estande da ATEK na Feira Fotografar 2016

Para um aficionado pela fotografia, as feiras destinadas à fotografia como a Fotografar e a Photo Image Brazil, ambas realizadas em São Paulo faz o fotógrafo sentir-se em casa. Tudo gira em torno do tema que é a sua vida profissional ou não.

Essas feiras realizadas no Brasil, não têm a incubência de fazer lançamento de novos produtos no mundo. Isto acontece mais na Europa e no Japão, assim julgo. São mais destinadas a apresentação dos seus produtos e serviços. As presenças sempre mais constantes são das encardenadoras e das impressoras de médio e grande porte.

Na Feira Fotografar de 2016 realizada habitualmente desde 2007 na Shopping Frei Caneca, a 15 minutos a pé da Avenida Paulista, apesar da grave crise econômica que assola o Brasil, o clima não parecia muito pessimista, aparentemente.  As encardenadoras que produzem belos books, principalmente de casamento, marcaram a sua presença com vários estandes, bem como das fabricantes de impressoras. Até que duas fabricantes de máquinas fotográficas estiveram lá, a Canon e a Sony, dispondo algumas câmeras para testes pelo público, mesmo sem novidades e sem os últimos lançamentos. A Canon não apresentou o seu novo modelo 80D. As editoras tinham os seus estandes meio escondidos e bem discretos.

Mesmo assim, a Fotografar não perdeu o seu padrão, ocupando totalmente os dois pisos da área de exposição do Shopping da Rua Frei Caneca. Aparentemente pela menor área dos espaços, o custo dos estandes é menor e estando bem servido de transportes públicos e próximo da Paulista, o público nos seus três dias de feira é sempre grande. Ao contrário da Photo Image Brazil, que é realizada mais distante no Center Norte em área de grandes dimensões, com pena, percebe-se a cada ano uma relativa diminuição de expositores. Para quem a visita todos anos, lembra com saudades aquelas épocas de ouro com grande variedade de estandes.

Neste ano, novamente o público foi brindado com palestras gratuitas em áreas específicas, além das oferecidas em alguns estandes de expositores, e três deles dispuseram modelos fotográficos profissionais que faziam poses de estúdio para o público munido de câmeras de toda a espécie. E o autor deste blog lá esteve todos os três dias da feira e fez várias fotos das modelos, como podem ver nesta postagem e nos links para álbuns mais completos publicados no FlickR.

(Fotografia de/photos by Rogério P. D. Luz – clicar na fotos para aumentar)

Modelos do estande da ATEK – equipamentos para iluminação de estúdio

Fotografar 2016 modelo Atek tigre (3225)

Fotografar 2016 modelo Atek tigre (3285)

Modelos do estande da Canon

Fotografar 2016 modelo Canon ruiva (3680)

Fotografar 2016 modelo Canon ruiva (3638)

Modelo do estande da World View

Fotografar 2016 modelo World View (3150)

Modelo do estande da Sony

Fotografar 2016 modelo stand Sony (3099)

Imagens da Feira

O fotógrafo LambeLambe é uma figura tradicional das feiras de fotografia

O fotógrafo LambeLambe é uma figura tradicional e divertida das feiras de fotografia fotografando todo mundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.022.895 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: