Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Centro Cultural de São Paulo, um espaço comunitário

Sao Paulo Centro Cultural 03

 

Um local que, além de um centro cultural com várias atividades inerentes à instituição, é também um espaço comunitário usufruído pela população, muitos jovens, como uma espécie de parque num prédio.

Constatação essa feita num passeio em pleno sábado de bom tempo ao Centro Cultural São Paulo-CCSP, onde se via várias pessoas em grupos a  praticarem atividades particulares como aulas de dança, de crochê, trabalhos manuais e assim por diante.

Isto em parte pela facilidade de acesso, estando situado na região central da cidade, com acesso exclusivo da estação de metrô Vergueiro e sem que se crie restrições de usufruto das instalações.

Veja pelas fotos e um histórico do CCSP extraído da enciclopédia livre Wikipédia:

(fotografia de/photos by Rogério P. D. Luz  

clicar nas fotos para ampliar)

Sao Paulo Centro Cultural 01

Acesso exclusivo para a Estação de Metrô Vergueiro

(Wikipédia) – O Centro Cultural São Paulo (popularmente conhecido como Centro Cultural Vergueiro ou apenas Centro Cultural) é uma instituição pública subordinada à Secretaria Municipal de Cultura do município de São Paulo que reúne a Pinacoteca Municipal, a discoteca Oneyda Alvarenga, a coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade, um conjunto de bibliotecas, espaços expositivos, cursos diversos, teatros e cinema.

É considerado um dos principais (senão o principal) espaço cultural da cidade e uma das primeiras instituições da cidade a ser considerada “centro cultural” na acepção plena da palavra. Foi inaugurado em 1982.

Sao Paulo Centro Cultural 02

História

O Centro Cultural São Paulo foi idealizado na década de 1970 e construído em terreno disponibilizado pelas desapropriações ocorridas pela chegada do metrô aos arredores.

Na administração de Miguel Colasuonno, prefeito de 1973 a 1975, foi idealizado um projeto de urbanização para a região onde estavam incluída uma grande biblioteca pública, hotéis, um shopping center e edifícios de escritórios. No entanto, com a mudança de governo o projeto foi alterado restando apenas a intenção de se construir a biblioteca, que abrigaria a ampliação da Biblioteca Mário de Andrade.

Os arquitetos Eurico Prado Lopes e Luiz Telles venceram a concorrência pública aberta em 1976, no entanto, mais uma mudança de governo, em 1979, alteraria o destino do terreno: Reynaldo de Barros considerou a obra grande demais para abrigar somente uma biblioteca e pediu adaptações no projeto para que este tivesse um programa similar ao centro Georges Pompidou, inaugurado em 1977, em Paris. Mário Chamie, secretário de cultura considerou a localização a ideal para abrigar este centro cultural desejado, por ser uma região central e integrada ao sistema de transporte público (com ligação direta com o metrô) de São Paulo, através da Estação Vergueiro, inaugurada em 1975.

O projeto que, inicialmente seria uma biblioteca, passou a considerar, além da biblioteca, um teatro, salas de cinema, espaço para exibições de música, ateliês e espaços para exposições. O início da construção se deu em 1978

Sao Paulo Centro Cultural 26

Projeto

O projeto de Eurico Prado Lopes e Luiz Telles é considerado um dos mais significativos até hoje executados em São Paulo. A solução estrutural é complexa, utilizando concreto armado e ferro. O partido arquitetônico visou a horizontalidade, privilegiou a fluidez dos amplos espaços e incluiu diversos acessos.

O logotipo do centro cultural foi criado pela esposa de Mário Chamie, inspirado na estrutura do prédio.

Sao Paulo Centro Cultural 10

Sao Paulo Centro Cultural 11

Sao Paulo Centro Cultural 08

Sao Paulo Centro Cultural 09

Sao Paulo Centro Cultural 13

Sao Paulo Centro Cultural 16

Sao Paulo Centro Cultural 25

Sao Paulo Centro Cultural 23

Sao Paulo Centro Cultural 20

Sao Paulo Centro Cultural 14

Sao Paulo Centro Cultural 12

No terraço do Centro Cultural há um gramado para o lazer e para curtir a paisagem do entorno num ambiente relaxante.

Sao Paulo Centro Cultural 29

Sao Paulo Centro Cultural 28

Sao Paulo Centro Cultural 30

Sao Paulo Centro Cultural 27

O acesso exclusivo para a Estação de Metrô Vergueiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 11/04/2016 por em BRASIL, Centro Cultural S.Paulo.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.021.395 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: