Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

A guerra colonial de Portugal

O Rui Francisco (Macau) enviou-me um e-mail com o link para o vídeo abaixo sobre a guerra colonial de Portugal.  Mostra imagens do embarque de tropas no início da guerra em 1961.

O canal de sousamister que exibe o vídeo revela que ele é Joaquim Coelho, de Penafiel, Portugal, autor do livro – O Despertar dos Combatentes – divulgado no site Vivências na Guerra Colonial no http://webkreate.com/espacoeter e está com um preço promocional de 10 Euros.  O Joaquim tem também um blog com conteúdo sobre essas vivências neste endereço – http://micaias.blogs.sapo.pt/ . No seu canal do YouTube há outros vídeos sobre as memórias da guerra com rico material.  Para vê-los basta clicar no – 130 ou em Tudo – e já traz a lista completa. Um belo trabalho do Joaquim.

Achei isto tudo muito interessante, pois ao contrário da guerra do Vietnam americano, este Vietnam português tem pouquissima divulgação. Vê-se o mínimo de fotos, vídeos e nenhum filme (que seja do meu conhecimento).  Quanto ao mérito da guerra, isso já é um outro assunto que oportunamente pode ser conversado.  Apenas que o importante na vida, é o respeito a autodeterminação dos povos, e como sempre digo, se seria inaceitável que no Algarve tivesse uma península colonizada por chineses, também não caberia na China ter uma península colonizada por portugueses.  Só que no meio dessa história toda, criou-se um povo – macaense – fruto dessa colonização, e desde criança criamos ou nos foi criado um sentimento português, enraizado ao longo do tempo, que nos faz sentir a transição e o fim do império português nessas bandas que perdurou cerca de 440 anos.  Nada fácil !!! Belas lembranças e muitas saudades … e justamente tinha que acontecer na nossa geração, a fazer-nos presenciar tudo isso … !!! Vale por poder presenciar o acontecimento histórico e fazer parte dela que as futuras gerações irão contar, mas sentimentalmente, nada recomendável.

O Rui, que serviu o Exército Português, em Portugal, lembra no e-mail: “foi assim que eu também deixei Portugal, a caminho de Macau, depois de ter-me alistado como voluntário, em Julho de 1961, onde jurei bandeira em entroncamento“.

2 comentários em “A guerra colonial de Portugal

  1. rui francisco
    28/09/2011

    Caro amigo Rogério e para aqueles que lerem esse comentário,

    Eu, vivi e senti na devida altura(o ambiente de uma partida para o Ultramar de tropas portuguesas) com tanta gente(familiares dos militares e povo português) no cais de Alcântara
    um dos muitos e incontáveis embarques do NIASSA e outros paquetes.Muitos partiram e muitos não regressaram.Paz à alma de todos que deram a vida por PORTUGAL.E melhores cumprimentos e um abraço fraterno a todos os portugueses espalhados pelas 7(SETE) partidas do mundo.

  2. rui francisco
    27/09/2011

    Obrigado Rogério pela gentileza de publicar e dar conhecimento a muitos portugueses e comunidades de lusofonia espalhadas pelo mundo fora, essa passagem histórica gravada em “video clip”(embarque de tropas portuguesas para o ULTRAMAR PORTUGUÊS prá guerra colonial) e de MACAU EU fui o ÚNICO VOLUNTÁRIO APTO PARA TODO O SERVIÇO MILITAR APÓS INSPECÇÃO MÉDICA NA CLÍNICA MILITAR DO QUARTEL GENERAL DE MACAU (enquanto a grande maioria dos macaenses e um grande número de PORTUGUESES quer de PORTUGAL quer no estrangeiro se FUGIAM(por todas as vias e possibilidades) para o ESTRANGEIRO para se livrarem e FUGIREM DO SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO que na altura era exigido a um cidadão português. Mas só visto e vivido ao vivo naquele ambiente porque havia de tudo NUMA DESPEDIDA em que se viam MUITOS FAMILIARES e amigos MAIS CHEGADOS DOS MILITARES QUE PARTIAM PARA a guerra CHORAREM E A GRITAREM ALI NO CAIS DE ALCÂNTARA COM A TROPA A ENTRAREM NO NAVIO “NIASSA”.E EU(RUI FRANCISCO) ESTAVA LÁ(FOI EM SETEMBRO DE 1961).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 20/09/2011 por em Forças Armadas, PORTUGAL e marcado , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.317.239 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: