Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Somos mais portugueses ou mais chineses? Divagando por aí …

Macaense é isso aí … sempre na maior das dúvidas!!! Afinal, somos mais portugueses ou somos mais chineses??? Você tem certeza? Certeza absoluta na sua resposta?
Pra começar, vamos lá !!! Quando vamos viajar para outro país, se tivesse, numa suposição, 2 passaportes, o português e o chinês. Acho que não precisa dizer que você lá vai correndo para a sua gaveta, e pronto!!! O passaporte da Comunidade Européia, o português, logo será verificado se está dentro da validade. Aí somos portugueses 100%, sem hesitação …
Digamos, chega lá em São Francisco, nos EUA, na terra das 3 associações macaenses reunidas sob a denominação MCC-Macau Cultural Center, será que você irá procurar um portuguese-town para almoçar aquele bacalhau, tentando ser coerente com o seu passaporte CE? Que nada, macaense, você vai correndo para o chinatown, pois ali estão os melhores cozinheiros chineses que emigraram para a terra do Tio Sam. Aí somos mais chineses !!!
E na casa do macaense? Até que achamos um galo do Barcelo, alguns azulejos portugueses com gravações de Portugal, Fátima e lá vai … mas, a maioria dos enfeites que decoram a sua estante, são chineses. Até santo china e Buda tem, embora seja católico.
Mas, de repente, há uma partida de futebol com o selecionado português e tocam o hino nacional “Lá vamos, cantar o hino …”. Logo você se levanta em sinal de respeito e patriotismo, põe a mão no peito, canta junto, e lágrimas de saudades até podem escorrer pelo seu rosto. Português patriota não?
Mas,novamente, após a partida em que Portugal ganha a partida e você deu pulos de alegria, é exibido um filme português, mas antes passam os comerciais. Aí você com o controle remoto vai mudando de canal para dar uma olhada, enquanto não começa o filme. Daí depara que também acaba de começar um filme chinês no HBO, daqueles de kung fu, falado em cantonense … ah, dúvida, volta para o filme português do Manuel e Maria, ou fica nesse daí produzido em Hong Kong? Olha lá a opção de coração? Acho que fica no chinese movie … sim ou não?
Um dia, vai passear em Lisboa, desabafa nos bacalhaus, caldo verde, carneiro, peixada, etc! Mas, num passeio pelo orla marítima, passa por Estoril, ah … que tal uma paradinha naquele restaurante chinês que tem Tim Sum? Não resiste, hein?
E a história vai por aí e tanta coisa para comparar. O caso é que o macaense, por mais que ostente o seu nome comprido português, carregue consigo o passaporte português, orgulha-se do seu BI português, morre de saudades dos tempos antigos de pré-transição, torce pelo Benfica etc etc, acaba sempre pendendo pelos costumes chineses, especialmente a comida. Se for natural de Macau, nasceu no meio de 95% da população chinesa. Precisa explicar mais?
Obviamente que não estou a generalizar, nem posso dizer que todos pensam assim, mas que pitorescamente vê-se com freqüência.
Macaense sã assi … sempre meio a meio !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 01/07/2009 por em MACAENSES.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.303.045 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: