Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

O Encontro confirmado e uma Reverência

Acho que todos já devem estar sabendo que, o Encontro das Comunidades Macaenses será realizado em Macau, no período de 28/11 a 05/12/2010. No dia 27/11 haverá uma recepção de boas vindas.
Vamos esperar que o evento possa contar com uma boa participação da comunidade mundial macaense, bem como dos residentes de Macau. A participação do Brasil é sempre uma incógnita, quanto ao número de pessoas que integrarão as comitivas de São Paulo e do Rio de Janeiro. Numa pesquisa preliminar, constatei que os preços das passagens aéreas giram em torno de US$ 2.000 via Canadá e de US$ 2.200 a US$ 2.800 via Europa para a época do Encontro. Certamente estes preços podem variar para menos, quer pelas promoções ou nº de bilhetes, ou será para mais, se a aquisição for próximo da data de embarque ??? Cá por mim, pelos custos, vezes 2, ou seja para casal, até penso se será possível a minha participação, pois, no total, poderão girar em torno de US$ 8.000, ou mais, com gastos pessoais/hotel e uma parada na Europa. Vamos ver mais para frente.
Uma Reverência – Sempre nesta ocasião do Encontro, tal como em 2007, tenho que lembrar e destacar que, se ainda hoje temos Encontros, já passados 10 anos da transição, é devido aos macaenses residentes em Macau. São aqueles macaenses que, mesmo diante das incertezas da transição, lá permaneceram. São eles que garantem a existência macaense em Macau em todos os sentidos, e que têm o reconhecimento dos Chefes de Executivo, o Governo da RAEM e da RPC. Nós macaenses da diáspora, que lá não permanecemos por motivos variados, temos que revenciar e homenagear os macaenses residentes. Tanto que é justo ver a Casa de Macau dos EUA a homenagear o Dr. José Manuel Rodrigues, que mais conhecemos como Chai Chai, pelos Encontros, a instituição do Conselho das Comunidades Macaenses, a Confraria da Gastronomia Macaense e tantas outras iniciativas. Os méritos também devem ser extensivos à sua equipa de trabalho e colaboradores pelos esforços deles.
Que não haja outra interpretação desta citação, pois o que é justo, é justo. Alguém teria que fazer, outros poderiam fazer, você poderia ter feito, mas quem fez é o que importa !!!

2 comentários em “O Encontro confirmado e uma Reverência

  1. Aldevina Souza-Carroll
    21/07/2010

    I must be the only Macaense who lives in New Zealand, I’ve been here over 20years and have yet to meet another Macaense. Anyway, I am very much interested in finding out more about “The Encontro”. I would really like to be part of it. and would be grateful if you would keep me informed of its progress. Thanking you.

    • Olá, a princípio o Encontro continua marcado para as datas informadas no post. É a informação que tenho. No site do Conselho das Comunidades Macaenses nada consta a respeito. Vamos esperar que realmente aconteça o Encontro.
      Hi, I belive that the dates informed in my post about the Encontro haven’t changed. In the official site – http://www.apim.org.mo/ccm – you don’t see any announcement about the Meeting. Let’s hope it will happen. Anyway you can get more information through this email – encontro_macaense@apim.org.mo or contact your nearest Casa de Macau in Australia – http://www.casademacau.org.au/ Best Regards

Deixe uma resposta para Aldevina Souza-Carroll Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 01/04/2010 por em Encontro-Macau-2010 e marcado , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.341.286 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Em Macau, três novos livros de dois autores em língua portuguesa

Em Macau, três novos livros de dois autores em língua portuguesa

O livro de poemas “Pétalas ao Vento” lançado a título póstumo de José Maria Bártolo e outras recentes obras do Manuel V. Basílio, “Sítios com Histórias”, em dois volumes, foram lançados oficialmente em 5 de Novembro de 2021. A sessão de lançamento realizada no Instituto Internacional de Macau-IIM, foi presidida por Rufino Ramos, seu secretário-geral […]

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

%d blogueiros gostam disto: