Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

7 anos do Projecto Memória Macaense

No próximo dia 5 de Junho, o PMM vai fazer aniversário.  Serão 7 anos desde aquele dia que, entusiasmado mas com um propósito simples e um internauta novato, decidi montar um site para expor coisas antigas de Macau “guardadas numa gaveta”. Daí só restou evoluir com novos temas. Um trabalho persistente baseado num ideal e independência editorial, e porque não, de uma iniciativa e trabalho individual, sem ter que discutir decisões de publicações com ninguém, nem sofrer interferência externa.

Só que o formato do site envelheceu, pois é de antes de 2003 e o provedor Lycos Tripod tem insistido para que todos migrassem para os novos formatos da Webon.  Fiz uma experiência do novo formato com o site MacaenseBR, assim que foi lançado pelo provedor.  Mas foi muito difícil de manipular.  Muitos problemas e desconfigurações.  Não aderi à migração como muitos outros donos de sites, e assim, o provedor teve que manter o formato antigo para quem não desejasse migrar.

Fiz novamente uma outra experiência recentemente e não encontrei muitos problemas.  Melhorou bem.  Por isso, ao invés de construir novo site para o PMM num outro provedor e mudar o endereço electrónico, o que daria um trabalho enorme, quase impossível para curto prazo, decidi fazer a migração para o novo formato neste mês de Junho.  O que irá acontecer? Sinceramente não sei.  Penso que terei muito trabalho para reorganizar muita coisa (fotos, quadros, textos etc. etc.).  Espero que não vire uma desorganização total e passar madrugadas para reconstruir. Mas será preciso, pois não consigo mais ter prazer em mexer no PMM com este formato antigo.  Está ultrapassado demais.  Constatei isso ao construir o MacaenseBR, meu outro site (veja outra postagem sobre ele), que já utiliza os formatos modernos.  Tem alguns recursos a mais, embora não tão versátil como o antigo do PMM, mas te força a organizar melhor as coisas, embora ainda carece muito disso, o que terei que fazer ao longo do tempo.

No entanto, o novo formato do provedor do PMM não me agrada pela sua forma de construção e os templates disponíveis.  Penso que a migração será o primeiro passo, para me dar tempo de construir um novo portal no provedor Viviti, o mesmo do MacaenseBR, o que mais me tem agradado nas pesquisas .  Assim, provavelmente, a médio prazo (6 meses ou mais), o PMM mudará de novo de visual e desta vez com novo endereço electrónico que será pelo seu nome completo.  Não o fiz na época por achar que seria comprido demais, mas acho que não era o raciocínio certo.    Com as mudanças, aos poucos o PMM se actualizará no seu conteúdo e editorial em novas páginas, talvez preservando as publicações antigas, pelo bem da memória.

Isto tudo explica que ao fazer 7 anos, o PMM não desiste, não joga a toalha ou pensa em fechar, embora alguns motivos o conduziam a esta actitude. Para superar isso, era mais importante pensar na satisfação pessoal em ter uma publicação que satisfaça o seu autor, independente de qualquer análise de produtividade ou de efeitos. É importante poder pensar que tenho um portal PMM activo, e não ficar lembrando dele com tristeza ou mágoa se o fechasse.  E assim o PMM segue o caminho de modernização, renovação da sua aparência e disposição do seu conteúdo, já pensando em fazer aniversário de 8 anos em 01/Junho/2011 já com um portal totalmente renovado e moderno. Que Deus me dê saúde e disposição para isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 02/06/2010 por em Projecto-Memória-Macaense e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.223.050 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: