Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

O PCB de Portugal

PCB? Partido Comunista Brasileiro? Em Portugal, num site macaense? Calma, calma, nada disso !!! É o Partido dos Comes e Bebes!!! Bem diferente, ? O seu site com endereço electrónico de nome Gente de Macau, porém na divulgação denominado de Partido dos Comes e Bebes, comemorou neste ano, 3 anos de vida, em 10 de Julho.  Foi fundado principalmente como “ponto de encontro e comunicação, será onde anunciaremos as festas, os encontros …”, conforme consta da apresentação do site. Mas além disso, também fala da terra desta Gente de Macau, com residência em Portugal.

O PCB em si foi fundado em 2002 tendo como princípio, “a idéia de não perder este «capital»(os conterrâneos residentes em Portugal) de convívio para matarmos saudades da nossa comida, da nossa língua (português e cantonense) e do espaço (Macau) que a todos nos uniu e une“.  Democraticamente, numa reunião de 28 pessoas, votaram pela fundação do clube denominado de  PCB naquele ano.  De lá para cá, como dizem “as festas têm sido um sucesso”, sendo amplamente noticiadas no site.

A rigor, pelo número de pessoas envolvidas na sua organização, aliás uma bela organização com vários “departamentos” e tarefas bem distribuídas, até que poderiam tentar pleitear um espaço como clube macaense, tal como existem noutros países. Mas ao que me parece, este não é objetivo do PCB.  Basicamente, a diversão é o objetivo.  Aliás, uma diversão saborosa e porque não dizer, saudável, que já dura 8 anos, e a programar festas gastronomicas que matam saudades de Macau. E nada melhor que, esta reunião de gente de Macau, no sentido literal da palavra, acontece em Portugal.  Esta nossa pátria que provavelmente reúne o maior número de oriundos de Macau, bem como de gente, que de um modo, tem ligação com a terra, mesmo não nascidos lá.  Às vezes fico a pensar, quisera o meu site Projecto Memória Macaense poder se classificar como “um site macaense com residência em Portugal”, tal como o PCB, que bem o pode. Até julgo que em Portugal o PMM poderia desenvolver um melhor trabalho, pois a Macau portuguesa está lá.

Aqui de São Paulo, posso afirmar com toda segurança,  quisera tivessemos aqui uma tal agremiação, democrática, organizada e reunindo tanta gente por tanto tempo, como esses 8 anos, e com objetivos tão saudáveis.  E quisera também que a nossa diminuta comunidade macaense tivesse tanta gente, como a de Portugal. Pois se residisse por lá, por sinal um grande desejo, porém irrealizável neste estágio da vida, certamente eu faria parte do PCB. No entanto, bom ressaltar que amo este País tropical de alegria,  simpatia e acolhedora,  que é o Brasil.

Penso que o PCB e o PMM têm os mesmos objetivos e orientação nos seus trabalhos.  Divulgamos Macau e a sua gente, puramente por convicção e a lealdade à terra natal dos seus fundadores.  Não temos objetivos financeiros nem lucrativos.  Existimos pela nossa terra, nossos costumes, cultura, gente e  senso de preservação.

Assim, os meus votos de longa vida ao PCB e o seu site.  E quem ainda não o conhece, visite – http://www.gentedemacau.com

Abaixo a foto da festa de aniversário do site:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 10/09/2010 por em BLOGS E SITES, MACAENSES, Portugal e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.035.009 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: