Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Curtas do Encontro 2010

A 22 dias do início do Encontro, logo aí, na expectativa do Programa Definitivo, o evento se reveste de muita importância para a comunidade macaense. Uma parte da Diáspora se desloca para Macau, é recebida pelo Chefe do Executivo que oferece uma recepção num dos eventos, significando que continua a prestigiar a nossa comunidade.  O detalhe –  é o novo Chefe do Executivo.  Respiramos aliviados pela continuidade, novamente reafirmada em recente encontro com a personalidade máxima de Macau no fim do mês passado.

Já até se fala em possível novo Encontro de Jovens.  Muito bom, pois significa também a continuidade. Tomara que aconteça e que novos jovens tenham oportunidade de conhecer a terra, um possível revezamento daqueles que já foram noutra vez. É preciso envolver um maior número de jovens para ampliar o horizonte de idéias e possíveis líderes da comunidade no futuro.  Quantos mais jovens envolvidos, mais chances da comunidade macaense ter uma vida mais longa.

Mesmo que a comunidade macaense dos residentes não esteja em peso nos convívios, tal como gostaríamos, talvez olhasse que a romaria da diáspora acaba despertando novas manifestações de apoio e simpatia.  Lembro das palavras do antigo Chefe do Executivo, em visita a São Paulo, “sejam bem-vindos a Macau” e “Macau é a vossa terra”.  Essas manifestações positivas, de um modo, colaboram bem em quebrar aquele receio do período pré-transição, quando muitos de nós, acabamos por deixar a nossa terra diante das incertezas.  Vários já tomaram o rumo “de volta à terra”.

Várias vezes vivi nas minhas visitas a Macau, manifestações da população chinesa enaltecendo o facto de ser um “filho da terra”. Lembro especialmente um episódio em que eu, a quebrar a cabeça para lembrar palavras em cantonense, uma pena que perdi boa parte do meu chinês por falta de uso constante, fui consolado “não tem importância, fale devagar, afinal você é um filho da terra”.  Posso falar muito pouco o chinês-cantonense, mas em contrapartida, entendo bastante bem. Então, isso emocionou-me.

Quanto ao último evento do Encontro – Festa de Encerramento – perguntaram-me  que achava se se chamasse de – Festa de Confraternização e Encerramento do Encontro de 2010.  Disse que achava uma boa idéia, pois no fim das contas, é o que realmente acontece. É o dia de saudades dos momentos vividos no evento e as pessoas se soltam mais, se divertem e se confraternizam.  Há nesse dia algo mais especial, como despedidas, abraços, umas conversas a mais, expectativa pelo Encontro de 2013, etc etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 05/11/2010 por em Encontro-Macau-2010.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.262.539 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: