Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Ouro Preto: Igreja de São Francisco de Assis

Uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo

A Igreja de São Francisco de Assis localizada na cidade histórica de Ouro Preto, Brasil, Patrimônio Mundial pela UNESCO, é uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa do Mundo, classificação recebida em 2009.  Revi-a 30 anos depois na minha viagem no início deste mês de Agosto de 2012.  É uma obra prima do barroco brasileiro com inovações arquitetônicas de Aleijadinho e pinturas do Mestre Athayde.  Vejamos o que a enciclopédia virtual Wikipédia descreve a respeito da igreja:

(fotografias de Rogério P.D. Luz, salvo as da parte interna da Igreja com atribuição de autoria específica para cada uma – clicar para aumentar)

Defronte à igreja há uma feira permanente de artesato

A Igreja de São Francisco de Assis, é uma igreja da cidade de Ouro Preto construída em estilo barroco, que constitui uma etapa posterior, na evolução do barroco mineiro.

Sua construção teve início em 1766, com projeto arquitetônico, risco da portada e elementos ornamentais como púlpitos, retábulo-mor, lavabo e teto da capela-mor da lavra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e pinturas de Manuel da Costa Ataíde. Os dois artistas, nascidos respectivamente em Vila Rica (hoje Ouro Preto), e Vila do Carmo (hoje Mariana) são considerados os dois mais importantes nomes da arte colonial brasileira. O forro da nave, em forma de gamela, é totalmente coberto pela pintura de Ataíde, que representa a assunção de Nossa Senhora da Conceição (padroeira dos franciscanos, ordem terceira leiga, que construiu o templo), numa revoada de anjos, de várias faixas etárias – crianças, jovens e adultos – todos mulatos e músicos. Esta igreja é considerada por especialistas como Germain Bazin e Silvio de Vasconcelos, como a obra-prima de Aleijadinho e Ataíde, opinião compartilhada pelo historiador Diogo de Vasconcelos. À época que a igreja foi construída, Ouro Preto vivia o ápice da sua história, por isso a magnitude da construção em diversos sentidos (tamanho, detalhamento, peças de ouro). A construção é um marco religioso, social, artístico da cidade e do estado.

Sobre a magia impactante da expressão barroca, nesta igreja, há um poema de Carlos Drummond de Andrade, publicado em seu livro “Claro Enigma”, intitulado “São Francisco de Assis”, algumas estrofes estão transcritas abaixo:

São Francisco de Assis

Senhor, não mereço isto.

Não creio em vós para vos amar.

Trouxeste-me a São Francisco

e me fazeis vosso escravo.

Não entrarei, senhor, no templo,

seu frontispício me basta.

Vossas flores e querubins

são matéria de muito amar.

Mas entro e, senhor, me perco

na rósea nave triunfal.

Por que tanto baixar o céu?

por que esta nova cilada?

Senhor, os púlpitos mudos

Entretanto me sorriem.

Mais do que vossa igreja, esta

Sabe a voz de me embalar.

Perdão, Senhor, por não amar-vos.

a interessante feira permanente de artesanato defronte à Igreja possui muitos trabalhos feitos em pedra-sabão, entre outros

A fachada da Igreja de São Francisco de Assis:

Portada: o entalhe da fachada de pedra-sabão é desenho de Aleijadinho, mas não se sabe se foi executado por ele ou por seus auxiliares

Óculo: tradicionalmente o óculo é vazado para iluminar a igreja. Esse, concebido por Aleijadinho, é maciço de pedra-sabão. Para suprir a falta de luz, há janelas vazadas nas laterais da igreja.

Torres: Uma das inovações de Aleijadinho são as duas torres recuadas, conferindo maior destaque ao frontispício. Perceba que as torres têm formato de capacete militar. Dizem que a Igreja de São Francisco de Assis, de Ouro Preto, tem o visual de uma igreja militarizada.

Logo à entrada há um artista de primeira qualidade e bom filósofo que faz belas pinturas para venda. Tenha uma conversa agradável com ele e vale a pena comprar as suas belas obras.

O interior da Igreja que infelizmente não se pode fotografar nem filmar, uma pena, talvez desnecessária pois impede o visitante bem intencionado fotografar para lembrar posteriormente da visita.  Há vigilância permanente de monitores.  Assim, coletei fotos de outros fotográfos e da Wikipédia para lhes mostrar como é o seu interior:

O forro da nave, em forma de gamela, é totalmente coberto pela pintura de Ataíde, que representa a assunção de Nossa Senhora da Conceição (padroeira dos franciscanos, ordem terceira leiga, que construiu o templo), numa revoada de anjos, de várias faixas etárias – crianças, jovens e adultos – todos mulatos e músicos. Fonte: Wikipédia

Uma vista panorâmica da nave e nas laterais seis altares mais o central, perfazendo sete altares. As igrejas de Ouro Preto possuem sete altares para ser rezada missa nos sete dias da semana em cada altar. Foto de Eduardo Tropia

Foto de Enzosanctorum

Foto do blog Museu Madre Carmen Sálles

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 953.801 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

‘A promoção do ‘Dia do Patuá’ é um esforço para preservar o dialecto na Comunidade Macaense da Califórnia, nos Estados Unidos da América do Norte’ é o que define Henrique Manhão da Casa de Macau dos EUA. Diz, conciliando com o pensamento de outros membros da comunidade presente, ‘enquanto houver apoio de Macau, o patuá não […]

Recordação de uma festa na Macau de 1953

Recordação de uma festa na Macau de 1953

Jorge Giga Robarts, macaense residente em Portugal, atendendo ao pedido de um conterrâneo, identifica as pessoas que estão numa fotografia enviada, informando ter sido tirada em Dezembro de 1953 em Macau. A 2ª imagem com legenda e que lista as pessoas da foto, foi editada para apenas mostrar o que escreveu quanto à identificação, excluindo […]

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Imagens que trazem saudosas lembranças daquela Macau que não existe mais, mas que permanece viva na nossa memória e nas fotografias a seguir publicadas de forma aleatória, a procurar dar uma descrição a confirmar ou corrigir. O que vale mesmo é o que se diz – recordar é viver! As fotos são dos anos 50 […]

%d blogueiros gostam disto: