Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Descanse em paz, João Bosco Quevedo da Silva

Estando a 3.000 kms de São Paulo, na Macau do Brasil, recebo a triste notícia do  falecimento do meu cunhado João Bosco Quevedo da BoscoSilva, nesta data de 27 de Maio de 2013, que estava internado no Hospital do Cancêr.

Peço uma oração pela paz da sua alma, e dedico a ele a excelente receptividade e sucesso dos contactos havidos aqui na Macau brasileira, que infelizmente no mesmo dia contrastaram com a tão triste noticia do seu falecimento

Descanse em paz amigo cunhado que o acompanhei na emigração para o Brasil em 1968. Até um dia …

* Agradecimentos às mensagens no Facebook na página pessoal, grupos Conversa entre a Malta e Ver para Crer, de: Augusto Pina, Geraldo Viana de Souza, Nico Fernandes, António Capitulé, Rui Francisco, Manuel Yuen, Mércia Boyol, Acaio Assumpção, Zeca Ferreira, António Amante, Anabela Robarts Estorninho, José dos Remédios, Henrique Manhão, Maria Nascimento, Carlos Dias, Arlete Carion, Celestina Rocha, Isabel Manhão, Luís Machado, José Moreira Alves, José Carion Jr. , Arnaldo Martins, Nel Sousa, Hugo Silva Jr., Mário António Lameiras, Paula Borges, John Braga, José Baptista, Robalo Alves, Zito Chai, Domingos Rosa Duque, Paulo Barros, Lídia Martins, Jorge Coimbra, Bernardino Ferreira, Miguel Senna Fernandes, Luís Nunes, Maria João Ferreira, Daniel António, Ângela Henriques, Estela Silveira Machado, Alberto Carion, Filomena Dacosta, Carla Luz Silva, Hugo Silva Jr., Luís Gageiro, Rita Maria da Rocha, Fernando Duque, Juvenal Calvário Clemente.

Notícia publicada no Jornal Tribuna de Macau

DESAPARECEU UM GRANDE DESPORTISTA MACAENSE

31 Maio, 2013

O hoquista macaense João Bosco Quevedo da Silva faleceu no Brasil, no dia 27, soube o JTM. João Bosco nasceu em Macau em 1937 e talvez fosse o desportista macaense (hóquei em campo e futebol) mais notório do século passado. Estudou na Escola Comercial Pedro Nolasco e aos 16 anos já integrava a selecção do Hockey Clube de Macau. Em 1956, como a maioria dos macaenses da época, emigrou para Hong Kong onde trabalhou até 1967 no “Hongkong and Shanghai Banking Corp” e, por isso, na década de 60 liderou a equipe do Clube Recreio de Hong Kong na conquista de vários títulos. Em 1964 foi mesmo o capitão da selecção de Hong Kong que disputou os jogos Olímpicos de Tóquio. Participou também dos Jogos Asiáticos em 1966. Em 1967 emigrou para o Brasil (São Paulo), onde conquistou inúmeros títulos em equipas de Hóquei formada por macaenses emigrantes. Aos familiares que estão dispersos por Macau e Brasil, o JTM apresenta as suas mais sentidas condolências.

5 comentários em “Descanse em paz, João Bosco Quevedo da Silva

  1. geraldo fernando viana de souza-(fernando)
    30/05/2013

    Obrigado Rogério Macaense pela resposta,Há um proverbio que diz,a felicidade é um substantivo abstrato,que com o decorrer do tempo, nos mostra á realidade dos fatos,foi o tempo que nos proporcionou este momento de felicidade entre Macau-China e Macau-Brasil,tornando-se, realidade o sonho deste bravo interlocultor Rogério,que muito bém tem representado a comunidade Macaense, e que em Macau-Brasil não foi diferente,cumpriu e muito bém o seu papel de representante da comunidade Macaense,todos que fasem parte desta comunidade estão de parabéns pela eficiência do Rogério e sua esposa Mia.Abraço Fernando-Macau-Brasil

  2. Geraldo Fernando Viana de Souza-(Fernando)
    28/05/2013

    quanto ao falecimento do senhor João Bosco Quevedo da Silva,as nossas condolências aos familiares do João Bosco e à família macaense, fiquei um pouco pesaroso ao ouvir a Mia no telefone recebendo a notícia e ao mesmo tempo transmitindo ao seu esposo Rogério sobre o falecimento do senhor João Bosco, podemos dizer que a Macau da China está de luto, estendo-se este luto à Macau do Brasil, que a porta da casa do descanso eterno esteja aberta para que tu Jõao Bosco possa descansar em paz. Fernando -Macau-RN,-Brasil.

    • Obrigado macauense Fernando pela bela mensagem ao macaense João Bosco. Que sirva de exemplo para a integração da Macau-Brasil com a Macau-China (ex-portuguesa) e pela memória do Bosco. Muito agradecido ao Fernando e aos macauenses pela recepção e extrema simpatia. Pelo sucesso da ligação entre as duas Macau! Rogério

  3. Augusto Pina
    28/05/2013

    Caro Rogério….lamentamos partida do Bosco. Em nome de todos da Casa de Macau do Rio de Janeiro transmita aos familiares nossos sentimentos. Que descanse em Paz Bosco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 27/05/2013 por em João Bosco Quevedo da Silva e marcado .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.342.443 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Em Macau, três novos livros de dois autores em língua portuguesa

Em Macau, três novos livros de dois autores em língua portuguesa

O livro de poemas “Pétalas ao Vento” lançado a título póstumo de José Maria Bártolo e outras recentes obras do Manuel V. Basílio, “Sítios com Histórias”, em dois volumes, foram lançados oficialmente em 5 de Novembro de 2021. A sessão de lançamento realizada no Instituto Internacional de Macau-IIM, foi presidida por Rufino Ramos, seu secretário-geral […]

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

%d blogueiros gostam disto: