Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

10 Anos do Projecto Memória Macaense, em 05/Junho/2013

PMM.logo_1a_copy[1]

Ilustração desenhada e oferecida por Rigoberto Rosário Jr. “Api”

Há 10 anos atrás, com o clicar do botão “publish to web” (publicar na internet), um site macaense – Projecto Memória Macaense (PMM) – era criado em 5 de Junho de 2003.  Numa época em que não havia Facebook, Orkut, ou sites e blogs sobre Macau eram raros, muito mais daqueles que falavam de uma gente Macaense, o PMM era novidade. Foi 1ª página nos três diários de língua portuguesa, o Jornal Tribuna de Macau, Hoje Macau e Ponto Final.

Para mim, seu autor, realizava o sonho de poder construir sózinho um site, graças à nova tecnologia que permitia a qualquer leigo, sem conhecimento da complicada linguagem html, trabalhar apenas com o Word e inserir fotos em jpeg e música MP3. Na época era novato na informática e aprendia “errando” ou “apanhava para aprender”.  Foi difícil, mas havia muita força de vontade, pois afinal de contas, os macaenses, como eu, amargavam as saudades dos tempos antigos de pré-transição.  Ainda custavam a se acostumar com os novos tempos da RAEM, da Macau agora chinesa.

Olhar para as fotos antigas, ou meros bilhetes de cinema esquecidos numa gaveta, dos Cines Capitol ou Apollo, e sentir aquela necessidade de compartilhar essas memórias com os conterrâneos, era um dos vários motivos para criação de um site do género “memória“. Ou então, o sentimento de que com a transição da soberania de Macau, de Portugal para China, poderia significar o fim da raça macaense e que era necessário contar ao mundo que lá no outro lado do mundo, em relação ao Brasil onde era a “sede do site”, existe uma gente macaense, fruto da presença portuguesa por cerca de 440 anos. Ainda, por final, um site dedicado à memória dos meus pais e irmãos macaenses falecidos no Brasil, um site para a diáspora macaense.

Passados dez anos, o PMM não é mais novidade e até perde importância diante do democrático Facebook, onde todos podem publicar suas memórias facilmente, ou então pelos incontáveis blogs que falam de Macau de todas as maneiras e de todos os tempos.  Até poderia ser deletado com outro simples toque no botão “delete this site (deletar este site)”, mas tenho um defeito: não sei me desfazer das coisas que gosto ou que demorei muito para construir.  Sou do tipo ‘apegado às coisas’, um saudosista. Com um pequeno custo mensal vou mantê-lo até chegar o meu dia de partir desta vida.  Pelo menos, esta é o meu pensamento hoje!

No entanto, devido à mudança no programa construtor de páginas do provedor Tripod, os arquivos antigos e novos não conseguem ser carregados (upload).  A única solução dada por eles é de deletar as imagens e inclui-los novamente.  Isso demoraria meses.  Vivo assim o dilema de ter o PMM inativo na nova versão do site (www.memoriamacaense.org/projectomemoriamacaense), pois a velha (www.memoriamacaense.org) no mesmo provedor mas de um programa antigo, não sofre este problema.  Ou faço isto, ou construo um novo site noutro provedor com outro domínio, com o nome completo do site.  Difícil é conciliar o trabalho de construir novo site com a atualização permanente do blog Crónicas Macaenses, que atribuo como uma extensão do PMM, além do meu trabalho profissional.  Alguma coisa terá que ser feita, pois quero o PMM vivo com atualizações, mesmo que esporadicamente. Que Nossa Senhora me ilumine!

Meus agradecimentos a todos pelas visitas, pela colaboração e contributos com materiais e textos ou palavras de apoio e estímulo, ao Instituto Internacional de Macau e ao Dr. Jorge Rangel pelo Prémio Identidade 2011, à Comissão Organizadora dos Encontros e ao Dr. José Manuel Rodrigues pelo apoio às viagens a Macau para trabalho do site, ao Rigoberto Rosário Jr “Api” pelo logo do PMM, à TRADISOM e José Moças e aos autores e intérpretes pelo consentimento para divulgar suas músicas e vídeos, e enfim, a você, caro amigo (a), que me desculpe, se bem colaborou ou consentiu a publicação de suas obras, e não citei seu nome, pois a coisa mais complicada do mundo é divulgar agradecimentos com risco de omissão involuntária de colaboradores.

Muito obrigado pelos comentários e curtidas no Facebook e neste Blog

Comentários neste blog

Rui Francisco: Parabéns Rogério pela grande data 5 de Junho de 2013 10 ANOS do Início PROJECTO MEMÓRIA MACAENSE e muita coisa de Macau e dos MACAENSES ensinou ou contou àqueles(a maioria) da malta que está espalhada pelo mundo e outros que nunca ouviram falar de Macau e dos Macaenses.

Licínio Pessoa Cadima (blog PPM 3124 – http://ppm3124.blogspot.com.br/): Várias vezes aqui vim ao longo destes anos, para mitigar saudades! Através deste site encontrei alguns amigos de que não tinha noticias havia muito tempo. Apesar de não ser macaense, sou casado com uma natural desse território, o que me liga e de que maneira a ele! Aqui venho só para lhe dar os meus sinceros parabéns e que Deus lhe dê saúde e muita vontade para continuar com este belíssimo trabalho!

Comentários e Curtidas (Gosto) no FACEBOOK

– Mia Luz:  Parabéns pelo trabalho! nao desista nunca! homem sem memória é homem sem história!Parabéns pelo sucesso do seu trabalho.

– Nico Fernandes: Muitos parabéns pelo belo trabalho.

– Acaio Assumpção: Meus parabéns. Faço votos para que comemores por pelo menos mais 10 anos

– Filomena Dacosta: também eu Rogério…parabéns

– Augusto Pina: Parabéns pela idéia e consequentemente pela obra. Muitos anos de vida a ambos.

– Isabel Cunha Manhão: WOW! Fantástico! Parabéns pelo 10º. Aniversário!

– Henrique José Manhão: Meu caro Rogério, Venho, por este meio, em meu nome pessoal e da malta da Casa de Macau(USA) Inc felicitar o amigo Rogério pelo dez anos de valioso trabalho pela causa macaense, publicando e divulgando notícias e novidades da sua gastronomia, do patuá, das suas festas , das actividades culturais, e principalmente das lembranças do nosso querido Macau, sempre ilustradas com fotografias..

Excelente trabalho na cobertura de tantos Encontros da Comunidade Macaense e os dois recentes Encontros, dedicados aos jovens macaenses .

Sou um leitor assíduo do teu WEDSITE. Agradeço a tua colaboração por tudo que envio, relacionado com a Casa de Macau da Califórnia . Como o tempo passa. Pareceram-me que dez anos evaporaram-se num abrir e fechar de olhos.

Caro Rogério. Muitos parabéns.

– Jorge Coimbra Parabéns meu caro. Que o Projecto se mantenha por muitos e muitos anos. Grande abraço.

– Mário António Lameiras: O site Projecto Memória é espectacular. É com frequência que visito o site, porque gosto e há sempre algo novo que nos interessa. Parabéns Rogério pelo magnífico trabalho, que tem sido fantástico e merecedor dos maiores encómios. Um forte abraço!

– Mario Antonio Lameiras Rogério isso tudo é fruto da sua dedicação e persistência. Abraço!

– Jorge Basto: Sinceros parabéns! Agora em diante com essa experiência de 10 anos, vai ser mais simples, creio eu

– Curtiram: Sonny Fernandes, Jojo Amarante, Falamau da Silva, Hugo Silva Jr., Rita Maria da Rocha, Rogério Beltrão Coelho, Margarida Luz, Maria Guiomar Lima, Delano Pereira.

Projecto Memoria Macaense 10 anos (01)

Projecto Memoria Macaense 10 anos (02)

Projecto Memoria Macaense 10 anos (03)

Anúncios

5 comentários em “10 Anos do Projecto Memória Macaense, em 05/Junho/2013

  1. rui francisco
    05/06/2013

    Parabéns Rogério pela grande data 5 de Junho de 2013 10 ANOS do Início PROJECTO MEMÓRIA MACAENSE e muita coisa de Macau e dos MACAENSES ensinou ou contou àqueles(a maioria) da malta que está espalhada pelo mundo e outros que nunca ouviram falar de Macau e dos Macaenses.

  2. rui francisco
    06/06/2013

    Nós só com belas palavras de apoio e já não é mau mas infelizmente muitos nem isso.

  3. Várias vezes aqui vim ao longo destes anos, para mitigar saudades! Através deste site encontrei alguns amigos de que não tinha noticias havia muito tempo. Apesar de não ser macaense, sou casado com uma natural desse território, o que me liga e de que maneira a ele! Aqui venho só para lhe dar os meus sinceros parabéns e que Deus lhe dê saude e muita vontade para continuar com este belissimo trabalho!

    • Obrigado Licínio, seja sempre bem-vindo a este blog e futuramente ao novo e definitivo portal macaense do Projecto Memória Macaense

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 696,944 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: