Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Conhecer Macau: Centro Ecunémico “Kum Ian”

Nos meus passeios fotográficos em Macau, por ocasião do Encontro das Comunidades Macaenses de 2007, fiz um ensaio, ainda não publicado, do Centro Ecunémico “Kum Ian” que foi inaugurado há 14 anos, antes da transição da soberania de Portugal para a China.

Vamos fazer o passeio e saber um pouco da sua história? Vem comigo … ah, inclui fotos do entorno, visto a partir do Centro!

(fotografias de/photos by Rogério P.D. Luz – época: 2007)

Centro Ecunémico Kum Ian

Centro Ecunémico Kum Ian

O Centro Ecunémico Kum Ian foi a última obra arquitetônica do Governo português antes da transição, tendo sido inaugurado pelo Presidente de Portugal Jorge Sampaio e o Governador Vasco Rocha Vieira a 21 de Março de 1999.

mo.kumian.04.766

Vejamos o que o website da Fundação Jorge Álvares descreve sobre esta obra da arquiteta portuguesa Cristina Leiria:

O Centro levou três anos a ser projectado e construído nas águas do Rio das Pérolas e representa a última obra pública, arquitectónica, escultórica e cultural realizada em solo Chinês com o alto patrocínio da Administração Portuguesa de Macau e da Unesco.

Cristina Leiria concebeu este projecto a partir da Deusa Kun Yam – Divindade que consubstancia o amor, a misericórdia e a compaixão – reforçando a sua mensagem de solidariedade e de aproximação entre as pessoas, quer religiosas, quer ateias ou agnósticas.

O impacto da escultura da Deusa, com 20 metros de altura, fundida em 50 toneladas de bronze, erigida sobre uma cúpula de betão simbolizando a Flor de Lótus, o Centro Ecuménico, pode ver-se a vários quilómetros de distância da terra e do mar. Para a sua edificação foi necessário um trabalho de assoreamento, em frente aos novos aterros do Porto Exterior de Macau, em plena Foz do Rio das Pérolas, na construção de uma ilha artificial ligada a terra por um istmo com 65 metros.

O Centro Ecuménico visa perpetuar o respeito mútuo e a amizade entre todos os povos e civilizações, constituindo, nas palavras de Cristina Leiria, um espelho de tolerância religiosa e do pluralismo cultural, características multisseculares de Macau.”

mo.kumian.19.802

Dizem as boas línguas que o rosto tem certa semelhança com uma Santa da Igreja Católica

Dizem as boas línguas que o rosto tem certa semelhança com uma Santa da Igreja Católica

O espaço tem até um bar ap ar livre

a estátua de Kun Iam em bronze com 20 metros de altura, e a base em forma de flor de lótus que mede 7 metros de altura e 19 metros de diâmetro, composta por 16 pétalas

O Centro tem 2 pisos: o primeiro piso é uma sala polivalente onde fica também o balcão de venda de lembranças. O segundo piso é uma cave que inclui uma sala de contemplação e uma pequena biblioteca. (MGTO)

O interior do Centro

O interior do Centro

mo.kumian.14.787

O interior da sua base, em forma de flor de lodão, é um centro ecuménico onde se podem obter informações sobre o Budismo, Taoismo e Confucionismo. A entrada é gratuita. (MGTO)

mo.kumian.13.785

teto

No interior pode-se ver vários tipos de estatuetas

No interior pode-se ver  umavariedade de estatuetas

mo.kumian.16.791

Esta fazia parte dos trabalhos do projeto

A parte oposta do Centro que dá vista para o Rio das Pérolas

A parte oposta do Centro que dá vista para o Rio das Pérolas …

... que proporciona estas vistas

… que proporciona estas vistas

mo.kumian.06.771

mo.kumian.08.774

Na época, em 2007, o casino da MGM (prédio colorido) estava ainda para ser inaugurado

mo.kumian.01.760

A estátua fica numa ilha artificial

Situada no Porto Exterior, esta estátua, dedicada à deusa Kun Iam (deusa da Misericórdia) tem 20 metros de altura e foi trabalhada em bronze

Situada no Porto Exterior, esta estátua, dedicada à deusa Kun Iam (deusa da Misericórdia) tem 20 metros de altura e foi trabalhada em bronze

Defronte à estátua fica o NAPE que significa uma região construída sobre aterros

Defronte à estátua fica o NAPE que significa uma região construída sobre aterros

NAPE

NAPE

Prédio do NAPE

Prédio do NAPE

* Textos explicativos coletados dos websites do Turismo de Macau o Centro Ecunémico de Kun Ian e de Fundação Jorge Álvares. As fotos são exclusivamente do autor deste blog Rogério P.D. Luz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 673,943 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Viajar ao passado de Macau, dos belos tempos dos anos 60 e 70, é o que nos proporciona o vídeo “Macau 70”, produzido pela RTP Rádio e Televisão Portuguesa. A comemorar 70 anos, a RTP disponibilizou no seu website os arquivos para consulta ‘on-line‘ e Macau está presente numa das suas seções. Na apresentação do […]

%d blogueiros gostam disto: