Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

Memória: festa do Ano Novo chinês de 2007 na Casa de Macau de São Paulo

Passaram-se sete anos apenas. Não tanto tempo assim, mas ao rever fotos antigas das atividades da Casa de Macau de São Paulo, uma constatação chamou atenção, ao que me levou a fazer esta postagem. Rememorar esta festa de Fevereiro de 2007 seria uma forma de homenagear quem já deixou o nosso convívio, tanto por terem alcançado o descanso eterno ou por limitações impostas pela idade avançada.

Na época exercia a função de secretário geral da administração de Júlio Branco, e costumávamos celebrar grandiosamente o Ano Novo chinês. Dentro da programação de 2007, como de hábito, havia a Cerimônia de Chá, na qual ofertava-se uma xícara (chávena) de chá às pessoas idosas de idade acima de 80 anos. Uma forma de respeito e consideração. Em troca, elas davam um “lai si” de valor simbólico à jovem que participava da cerimônia.

Diante do palco, a fila de oito cadeiras estava preenchida por associados que aceitaram participar da cerimônia. Dos oito idosos, a constatação que seis já partiram para o descanso eterno e dois sofrem limitações impostas pela idade avançada. Um momento para reflexão. Um momento para saudar a sua memória.

Vejamos as mais de 30 fotos aqui publicadas, que também contam que houve um desfile e concurso de trajes chineses, a participação da simpática consulesa chinesa que doou lembranças das Olimpíadas de 2008 em Beijing para serem sorteadas, a dança do leão e música com o coral formado por associados:

da esq. Teddy Skinner, Anne-Marie Remedio, Cecília Senna Fernandes, Maria Silva Santos, Angelina Colaço, Larry Skinner, Rigoberto Rosário e Eduardo Sales.

da esq. Teddy Skinner, Marie Remedios, Cecília Senna Fernandes, Maria Silva Santos, Angelina Colaço, Larry Skinner, Rigoberto Rosário e Eduardo Sales.

A cerimônia de chá com as jovens que fizeram as oferendas:

O presidente Júlio "Totó" Branco ofereceu lembranças aos participantes da cerimônia de chá

O presidente Júlio “Totó” Branco ofereceu lembranças aos participantes da cerimônia de chá

A dança de leão por jovens da Casa de Macau em 2007, a receber um “lai si” da consulesa da R.P. da China:

ACM ano novo chines 2007 (03)

ACM ano novo chines 2007 (04)

O coral da Casa de Macau que depois se apresentava pela primeira vez no Encontro das Comunidades Macaenses de 2007 sob a regência de Vainer Dias Gomes

O coral da Casa de Macau que depois se apresentava pela primeira vez no Encontro das Comunidades Macaenses de 2007 sob a regência de Vainer Dias Gomes

Souvenirs das Olimpíadas Beijing 2008 foram doadas para sorteio entre os associados

Souvenirs das Olimpíadas Beijing 2008 foram doados pela consulesa da RPC para sorteio entre os associados

A Mariazinha Lopes Carvalho foi uma das sortudas do sorteio dos souvenirs

A Mariazinha Lopes Carvalho foi uma das sortudas do sorteio dos souvenirs

As participantes do concurso de trajes chineses e o júri na primeira fila, com a participação da consulesa da RPC

As participantes do concurso de trajes chineses

O júri para votar pela melhor das candidatas

O júri para votar pela melhor das candidatas que contou a participação da consulesa da RPC

Marie dos Remedios ao centro foi a vencedora do concurso e a Isabela Ramos e Angelina Colaço se classificaram em seguida

Marie dos Remedios ao centro foi a vencedora do concurso e a Isabela Ramos e Angelina Colaço se classificaram em seguida

ACM ano novo chines 2007 (34)

A festa foi motivo de um artigo meu no Jornal Tribuna de Macau. Veja:

Isto foi em 2007. Serve para nos lembrar que a comunidade macaense em São Paulo ainda é bastante numerosa.  Talvez apenas entre 10 a 20% dos seus membros ainda têm alguma ligação com a Casa de Macau.  É pouco. Muito pouco! Andamos muito esparramados por aí. Cada um com seus motivos. Algo que ao longo do tempo pela frente se deve criar mecanismos, meios de relacionamento e condições de consenso para reverter este quadro. É uma tarefa árdua mas possível se houver boa vontade e condições para superação. “Nada está perdido, tudo se consegue transformar. Depende de nós”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 27/01/2014 por em Ano Novo chinês 2007 e marcado .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 882.578 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de Macau de Todos os Tempos (01)

Nesta postagem do que poderia chamar de uma série “Memórias de Macau de Todos os Tempos”, remetendo-me a um vídeo que publiquei no YouTube (vide no final), publico umas fotos antigas recolhidas ao acaso do meu extenso acervo, ora já publicadas no site (inativo) do Projecto Memória Macaense, ou não, e também já republicadas por […]

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca. Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de […]

Uma foto, uma memória de 63 anos atrás em Macau

Uma foto, uma memória de 63 anos atrás em Macau

No almoço especial do Ano Novo chinês realizado na Casa de Macau de São Paulo em 18 de Fevereiro de 2018, o macaense José Noronha, 83 anos, andava a mostrar uma foto antiga para algumas pessoas que tinham mais ou menos a sua idade. Procurava ele matar as saudades dos velhos tempos em Macau. Macaense […]

%d blogueiros gostam disto: