Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Artista ucraniano e seus ícones religiosos em (milhões de nós) fios de linho

Um artista da Ucrânia cria suas obras de ícones religiosos com fios de linho, porém em milhões de nós feitos manualmente. Veja o seu belo trabalho que inclusive é efusivamente divulgado por blog que é a favor do status atual do país:

VLADIMIR DENSHCHIKOV – UCRÂNIA

Vladimir Denshchikov

Vladimir Denshchikov

Vladimir Denshchikov é um artista da Ucrânia. Ele cria esses ícones religiosos utilizando fios de linho . Milhões de nós são feitos manualmente pelo artista durante  meses de trabalho árduo . Ele tem praticado esta técnica por mais de 30 anos. Leva 3-9 meses para criar um ícone . Nascido em 01 de julho de 1952 em Kiev, Vladimir Denshchikov foi graduado pela Universidade Kiev.  No teatro tornou-se  ator. Trilhou seu caminho até chegar a ser  diretor artístico do Simferopol Crimea Maxim Gorky Academic russo Drama Theater e desde 2007 ele vem ensinando a atuar e dirigir no Instituto Simferopol da Cultura. Completamente, uma impressionante carreira profissional ! Mas esse artista nacional da Ucrânia é conhecido principalmente por seu hobby único – formando ícones religiosos incrivelmente detalhados, desde os fios de linho, usando uma técnica chamada ” macramé ” .

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (01)

Somente os rostos e mãos dos santos em ícones do Denshchikov são pintados sobre tela, todo o resto é feito de milhões de nós de linho. O artista não utiliza  as ferramentas como agulhas ou crochets para fazer os nós , todos os padrões e os detalhes são feitos diretamente com a mão. O material utilizado para essas obras incríveis é criado pelo próprio artista. Ele pega um pedaço de pano de linho puro ( um tecido associado com a Fé Ortodoxa ) , absorve -o em água e o trabalha, uma corda de cada vez. Ele usa fios de linho entre 0,5 e 2 metros de comprimento,  executando o trabalho entre 3 e 6 meses, em um único ícone de  40 × 50 cm. Pode soar como um longo tempo, mas não podemos esquecer que podem chegar a ter  até nove milhões de nós minúsculos e cada um feito à mão. (ref: por Spooky )

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (02)

Em 2007, Vladimir Denshchikov sofreu um derrame antes de uma estreia teatral o que o levou a passar para um emprego de professor no Instituto Simferopol da Cultura. Enquanto se recuperava desta terrível condição, o artista continuou a trabalhar em um ícone para a igreja de aldeia Malorechenskoye.  Enquanto ele lutava para tecer pequenos nós, sentiu a mão parcialmente paralisada se movendo cada vez mais livremente, como se Deus estivesse guiando-a Ele mesmo. O artista teve uma recuperação milagrosa e continua até hoje a criar maravilhosas obras de arte em macrame.

Fonte: http://noticiasdaucrania.blogspot.com.br/2014/05/vladimir-denshchikov-um-artista.html

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (03)

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (04)

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (05)

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (06)

Vladimir Denshchikov artista ucraniano tela em nó linho (07)

Um comentário em “Artista ucraniano e seus ícones religiosos em (milhões de nós) fios de linho

  1. Claudia
    07/06/2017

    uma obra sem precedentes e digna de ser compartilhada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 08/06/2014 por em Artista Ucraniano e marcado , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.161.766 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 – Recepção de Boas Vindas

A primeira atividade oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019 ocorreu no dia 23 de Novembro de 2019, num sábado, nas dependências do Jardim Infância D. José da Costa Nunes, como já vem acontecendo nos Encontros anteriores. No último Encontro que participei em 2010, o evento foi mais descontraído com apresentação de músicos tanto […]

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Em 2007, visitei o Museu do Grande Prémio de Macau e lá fiz várias fotos. Nesta postagem, o assunto é o piloto Rodolfo Ávila. Venha conhecê-lo melhor. Publicação e fotografias de/photos by Rogério P D Luz Texto extraído da enciclopédia livre – Wikipédia Rodolfo Freitas Silvério de Abreu Ávila nasceu em Lisboa no dia 19 […]

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A foto da estátua Ferreira do Amaral, em Macau, foi objeto de indagação feita ao autor deste blog por MJ Raydor no Facebook, que queria saber da sua história. Por desconhecê-la, coube ao Carlos Dias dar a resposta abaixo com publicação de uma imagem: “Tratava-se da Comissão Organizadora das comemorações de 102º. aniversário da Tomada […]

%d blogueiros gostam disto: