Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Um passeio em Monte Verde, Minas Gerais

Monte Verde julho 2014 (15)

Monte Verde e a Serra de Mantiqueira

A 164 km de São Paulo, Monte Verde, no estado de Minas Gerais, fica quase que a mesma distância de Campos de Jordão da capital paulista. E para lá fomos passear no último fim de semana para a casa de campo dos meus sobrinhos.

Saindo de São Paulo, você pega a Rodovia Fernão Dias, agora duplicada com duas pistas de cada lado e piso em bom estado.  Entra na cidade de Camanducaia e logo já pega uma estrada interna de 28 kms que termina em Monte Verde.  Até uns tempos atrás era uma estrada de terra esburacada e perigosa.  Hoje já está totalmente asfaltada, de pista única, sem radar e o piso em bom estado mas sem acostamento, exigindo uma certa cautela na direção pelas sucessivas curvas, subidas, descidas e precipícios. Na ida parecia uma eternidade diante da expectativa da chegada, mas na volta o percurso pareceu mais curto demorando cerca de meia hora.

A cidade tem uma única avenida comercial e turística onde tem variado e interessante comércio, além de restaurantes e bares bem diversificados para todos os gostos. Um lugar agradável, embora para os moradores há também comércio popular em outras ruas saindo da via turística.  Era sábado quando fomos passear pela cidade e estava bastante cheia de gente, a maioria turistas.  Percebi várias pousadas próximas e dentro do centro, que se estendem por toda a região. Uma fartura para todos os gostos e bolsos, além de diversas casas para aluguel por temporada ou final de semana, embora as preços não pareciam tão amigáveis assim.

Diferente de Campos de Jordão, saindo das poucas vias asfaltadas do centro para acessar às casas de campo e pousadas mais afastadas, o acesso aos morros é feito por estradas de terra, muitas precárias e mal conservadas.  Os carros de passeio poderão sofrer com o piso irregular batendo o fundo, sendo mais confortável com SUVs, tal como o Pajero, Ecosport, Duster etc., embora em dias de chuva os 4×4 serão abençoados.

Comparado com o passeio que fiz a Campos de Jordão, encontrei em Monte Verde mais casas característicos de chalés suíços e menos construções modernas.  Essas casas-chalés que podem ter até três pisos são o charme de Monte Verde, que fazem a gente sentir o clima de montanha e uma paz de espírito nesse lugar que se diz de baixa criminalidade.

Vejam algumas das fotos que fiz nos dois dias de pernoite, e mais adiante leia um histórico de Monte Verde extraído da Wikipédia:

(fotografia de/photos by Rogério P.D. Luz – clicar nas fotos menores para ampliar)

Monte Verde julho 2014 (24)

Monte Verde julho 2014 (22)

Monte Verde julho 2014 (19)

Um bom ponto para contemplar o por do sol com vista livre, porém estava nublado no dia …

Monte Verde julho 2014 (26)

 

Monte Verde julho 2014 (25)

Monte Verde julho 2014 (14)

Monte Verde julho 2014 (06)

 

MONTE VERDE – Minas Gerais

segundo a Wikipédia

Monte Verde é um distrito do município de Camanducaia, no estado brasileiro de Minas Gerais. Fica no extremo sudoeste do estado, na Serra da Mantiqueira, a 484 km da capital, Belo Horizonte, a 164 km de São Paulo e a 459 km do Rio de Janeiro. Tem acesso pela Rodovia Fernão Dias, parte da BR-381, com os 30 km finais (da sede do município ao distrito) em estrada íngreme. Outra opção de acesso é a estrada de terra que liga Monte Verde ao distrito de São Francisco Xavier, no município de São José dos Campos, estado de São Paulo, com acesso pela Rodovia Monteiro Lobato (SP-50).

Monte Verde está a 1554 metros de altitude. Seu clima é tropical de altitude (Cwb, segundo a classificação climática de Köppen-Geiger), com características de clima subtropical devido a seu relevo montanhoso. Mesmo em baixa latitude, 22º51’47” S, sua temperatura atinge valores negativos no inverno (Julho). Seus verões são amenos e chuvosos e seus invernos são frios e pouco secos.

Em sua paisagem se destacam árvores da Mata Atlântica, como o ipê e o carvalho,[carece de fontes] mas também possui vegetação de áreas subtropicais, como o pinheiro-do-paraná (araucária), cedros e outros.

Se fosse um município, Monte Verde seria o segundo do Brasil com sede mais alta, atrás apenas de Campos do Jordão, no estado de São Paulo (a 1628 metros de altitude). Seu acesso é difícil para quem vem dos estados do Norte ou do Rio de Janeiro, não havendo estrada direta para o distrito. Somente cruzando o estado de São Paulo, ou vindo de Belo Horizonte, a Rodovia Fernão Dias fornece o melhor acesso (a partir de Camanducaia).

Com vocação turística e ótimas pousadas, Monte Verde tem como característica principal a natureza exuberante e o frio na temporada de inverno. Se Campos do Jordão é a suíça do estado de São Paulo, Monte Verde é a do estado de Minas Gerais, tendo recebido significativo afluxo de imigrantes europeus. A altitude contribuiu para que se estabelecesse um elo climático e cultural com a origem desses imigrantes.

Uma curiosidade é que apesar de estar na região intertropical, Monte Verde e Extrema apresentam climas semelhantes ao temperado, sendo Monte Verde, a que detém a maior latitude e altitude mesclada a proximidade das massas atlânticas e de sua vegetação rica, o que favorece uma umidade maior, tornando essa estância climática a mais fria do estado, com frequentes fenômenos como a geada e até a precipitação de neve podem ocorrer no mês de julho (esporádico). Atualmente, Maria da Fé é considerada a cidade mais fria de Minas Gerais, porém se Monte Verde se tornar município, Maria da Fé poderá perder seu status.

Já que Monte Verde ainda não se emancipou do município de Camanducaia, quem toma o seu lugar como o segundo município mais alto do Brasil é a cidade de Senador Amaral, também localizada em Minas Gerais e na mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas.

Monte Verde é conhecido pelo seu clima frio e temperaturas abaixo da média da região. Isso dá-se pelo fato de estar localizada em um dos pontos mais altos da Serra da Mantiqueira. Em certas épocas como maio, junho e julho, a temperatura em Monte Verde pode estar até 4 graus célsius mais fria do que em regiões próximas apenas alguns quilômetros. O recorde da mínima absoluta e de -5°C

Clima, relevo e vegetação

Monte Verde possui um clima Tropical de Altitude, apresentando verões suaves amenizados pela altitude da Serra da Mantiqueira e pela alta pluviosidade da estação. Seus invernos são secos e frios, (submetidos a forte geadas), devido à redução de chuva ocorrida durante o outono entre o fim de março até o fim de junho. O outono e a primavera são estações de transição entre o inverno e o verão e vice-versa.

Monte Verde possui ainda o aeroporto mais alto do Brasil, situado a 1560 metros de altitude.

Monte Verde julho 2014 (33)

Na avenida há vários centros comerciais com comércio variado, como artesanato, decorações, louças, souvenirs etc

Casas de pasto com grande variedade de queijos e vinhos, afinal de contas, estamos em Minas Gerais

Casas de pasto com grande variedade de queijos e vinhos, afinal de contas, estamos em Minas Gerais

Monte Verde julho 2014 (23)

Monte Verde julho 2014 (35)

Monte Verde julho 2014 (11)

Monte Verde julho 2014 (16)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 10/07/2014 por em Monte Verde e marcado , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 706,627 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: