Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Casa de Macau de São Paulo comemora 27º aniversário e o Dia de Macau

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 36

Mais um ano de vida, e a Casa de Macau de São Paulo comemora o 27º ano da sua fundação em conjunto com o Dia de Macau de 24 de Junho, uma data que não é mais celebrada em Macau após a transição de soberania de Portugal para a China em 1999.

A festa realizada no domingo do dia 26 de junho ofereceu aos associados e seus amigos, um cardápio com o tradicional prato da gastronomia macaense – tacho, também conhecido por chau chau pele – que teve a companhia também de outro prato da terra: vaca estufada.

Dentro da programação cultural, o público assistiu à uma peça teatral em patuá (dialeto) de Macau “Anôte na Isquadra (à noite numa delegacia de polícia)”, que foi adaptada para dois personagens (Mariazinha de Carvalho e Armando Sales Ritchie). Esta peça de Miguel de Senna Fernandes, foi apresentada pelo grupo teatral Dóci Papiaçám di Macau no teatro do cassino Venetian em Macau, na celebração do seu 20º aniversário em 2013.

Antes, o presidente da associação macaense Frederico António apresentou a sua saudação e depois o público recebeu a benção de um sacerdote da região. Na parte musical, Brian Coatswith Alexandre cantou a sua versão acústica de “Macau, terra minha”, Tozé ou José de Senna Fernandes, um amante da música dos bons tempos dos anos 60, o Canicha ou Carlos Alberto dos Santos ou de nome artístico Charlie Santos acompanhado por Daniel Maia, autor da canção “Casa de Macau” e que desta vez não conseguiu conter a emoção ao cantá-la, e para finalizar, com a sua voz melodiosa, a Grace Kwan Rosário, que misturou canções americanas e chinesa.

Após cantar os parabéns diante de um bolo de aniversário decorado com a bandeira da associação, os associados foram também servidos como chá de tarde, salgados e doces chineses, batatada entre outras iguarias.

Vale destacar que a Casa de Macau de São Paulo sempre foi fiel à celebração do Dia de Macau de 24 de Junho, de acordo com as tradições e costumes macaenses originários da época da administração portuguesa, durante a qual, a maioria dos associados nasceu ou têm a sua origem de antepassados da época. Isso não se troca só pelo simples fato de ter ocorrido a transição. É importante nessa vida as pessoas serem leais à sua nacionalidade e às coisas nela ligadas. Uma tristeza ver que certos setores ou pessoas que, por cautela ou receio, ou até por apatia, desprezem ou passaram a ignorar as coisas da sua origem, como o Dia de Macau de 24 de Junho, com a troca de governo. Uma data que inegavelmente faz parte da Identidade Macaense, para quem realmente o é ou assim se sente.

(Fotografia de/photos by Rogério P. D. Luz –

clicar nas fotos menores para ampliar)

  • Antes do almoço houve coquetel no jardim e servidos salgados e bolinhos de bacalhau de Portugal:
  • Frederico António saúda, tendo ao fundo, a bandeira de Portugal-pela matriz portuguesa da associação, a histórica do Leal Senado (azul)-antiga bandeira da cidade quando sob administração portuguesa, as bandeiras da associação, do Brasil e a atual de Macau sob o nome da RAEM:
  • O sacerdote da região abençoa a Casa e o público presente:

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 11

  • Da esquerda, o tacho macaense ou chau chau pele e da direita, vaca estufada:

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 25

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 06

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 07

Peça teatral em patuá (dialeto) de Macau, com Mariazinha de Carvalho e Armando Sales Ritchie, hoje residente de Macau em visita a São Paulo:

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 05.1.edit

  • Esq.: Tozé e à dir. Brian Alexandre:

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 03.edit

  • Carlos Alberto Santos/Canicha ou Charlie Santos com Daniel Maia:
  • Grace Kwan do Rosário e Armando Sales Ritchie:
  • Rosa da Cruz, fotógrafa, em ação:

 

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 41

Casa Macau S.Paulo festa aniversario e Dia de Macau 25.06.2016 42

  • Dir.: Regina Braga, secretária da associação:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.279.022 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: