Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Vamos ao Encontro (6) – a complicada matemática do subsídio

Esse negócio de subsídio para a viagem ao Encontro sempre dá polémica e até ressentimentos. Ora vamos ver … antes de conhecer o valor do subsídio, a Casa de Macau abre uma lista de inscrições sem compromisso. Daí mais de uma centena de pessoas se inscreve na esperança que venha aquele subsídio miraculoso em que você viaja pagando só seus US$ 50, por exemplo. Na verdade isso aconteceu em 1999, o último do governo português.
Daí vem aquele subsídio genérico em que com ele ou sem ele, dá na mesma, pois resulta lá pelos US$ 100,00, insignificante para uma passagem de US$ 2.100,00 ou mais. Muita gente desiste.
Então vem um adicional em função do alto custo do Brasil para Macau. Mesmo assim, outros desistem, pois o subsídio ainda não é significativo e daí vai …
No final, quando a Casa de Macau é obrigada a dar um prazo final pois tem que dar início à compra de passagens e reserva de hotéis, outros desistem e sobra um número definitivo que irá usufruir do subsídio. A matemática fica assim – valor do subsídio (dividido por) nº de viajantes = valor de subsídio para cada um dos viajantes confirmados e que deram o seu cheque de garantia. Conta simples, não? Mas não é bem assim.
Pois, quando o resultado da conta dá num razoável valor de subsídio, aí começa-se a ouvir vozes de arrependimento tal como “ah … se soubesse que o valor do subsídio iria ser esse, eu não teria desistido”. Mas espera aí … se todos, digo todos ou boa parte deles, pensassem assim e não tivessem desistido, qual seria o valor do subsídio para cada um ??? Teriamos que fazer novamente a conta acima e aí iria dar nos parcos US$ 100 ou pouco mais, talvez US$ 150,00. Aí viajariam ???
Pois, quanto mais gente confirmada, menor o valor do subsídio para cada um. Não há milagre !!!
Obviamente que seria ideal e ótimo que todos pudessem viajar a Macau pagando uns US$ 50 ou US$ 500,00, digamos, mas para isso, teria que vir um subsídio astronómico, lá sei, dos seus US$ 150 mil por aí. Mas não é isso. O tempo das vacas gordas acabaram e ainda temos que dar graças a Deus que, mesmo com a mudança de governo, ainda somos prestigiados pelo governo da RAEM. Alguém imaginava que seria assim ???
Mesmo assim, o número de pessoas de São Paulo que viaja para o Encontro, pouco mais de 70, já é um bom número, considerando que em 2001, foram 2, isso mesmo, o presidente e o vice, e em 2004 cerca de 40. O ideal que o número de viajantes chegasse nos seus 150, tal como aconteceu em 1999, mas para que fosse possível para os bolsos deles, teria que vir um subsídio similar da época, mas como disse, hoje, isso já não é mais possível por razões óbivas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 08/11/2007 por em Encontro 2007.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.560.173 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Macau 2023: Procissão de Nossa Senhora de Fátima, tradição mantida

Macau 2023: Procissão de Nossa Senhora de Fátima, tradição mantida

Não poderia este blogue deixar de fazer mais um registo histórico de uma tradição mantida na Macau do ano de 2023, hoje, território da República Popular da China. Assim, o nosso colaborador, Manuel V. Basílio, macaense residente em Macau, nos dá o relato, com fotos, sobre a procissão de Nossa Senhora de Fátima realizada no […]

Macau de 1962: saiba quem ocupava cargos no Governo da Província e em Repartições Públicas

Macau de 1962: saiba quem ocupava cargos no  Governo da Província e em Repartições Públicas

Páginas digitalizadas do Anuário de Macau, Ano de 1962, o que aparentemente foi o último da série, ficamos aqui a conhecer quem eram as pessoas que ocuparam cargos no – Governo da Província e Repartições Públicas. Mesmo passados mais de 60 anos, agora que estamos na década com início em 2020, muitos nomes ainda estão […]

Dia de Macau – 24 de Junho de 2022 celebra 400 anos da maior derrota dos holandeses no Oriente, e Manuel V. Basílio nos conta como foi

Dia de Macau – 24 de Junho de 2022 celebra 400 anos da maior derrota dos holandeses no Oriente, e Manuel V. Basílio nos conta como foi

Hoje, 24 de Junho de 2022, comemora-se 400 anos de “A Maior Derrota dos Holandeses no Oriente” na sua tentativa de tomar Macau dos portugueses. Até a transição de soberania de Macau, de Portugal para a República Popular da China, em 20 de Dezembro de 1999, a data era comemorada como “DIA DE MACAU” ou “DIA DA […]

%d blogueiros gostam disto: