Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Pequenas recordações de Macau (01)

Estudei no Seminário de São José e, interessante, que nas 4ªs. feiras, (ou seria na 5ª.?), não havia aulas. Daí, muitas vezes, nos anos 60, tipo 1964, em diante, reunia com os meus amigos António (Tony) Canhota, António Mendonça (Fei Lou), eventualmente, José Pinto e David Baptista (chivit), na minha casa na Calçada do Tronco Velho nº 15, e lá ensaiávamos como a banda (grupo) The Rockers. Até gravamos umas canções no meu gravador de rolo Panasonic, que tenho até hoje. Gostávamos de cantar Gloria, Hang on Sloopy, With a Girl Like You, etc. Com os nossos pobres instrumentos, faziamos muito barulho, pensando que estavamos fazendo estilo para os estudantes da Escola Comercial que subiam a calçada para o estabelecimento localizado no topo, ao lado da Igreja Santo Agostinho. Diziam as más línguas que a gente era rafeiro (tipo porcaria …. hehehe), e tenho que confessar, a gente se esforçava mas não era nada sério. Mais por brincadeira.
Para melhorar os nossos instrumentos, eu sonhava ganhar no Pá Kap Piu e jogava, mas nunca deu em nada. Na época, diziam que quem acertava o prémio maior, dava azar na vida. Dava certo receio mas não impedia sonhar e jogar. Depois quando terminei o curso secundário, a minha mãe levou-me para Hong Kong e no Tom Lee, comprou-me uma guitarra elétrica Thompson que tenho até hoje e está bem conservada, uma relíquia. Vim saber depois, que a minha mãe teve que até emprestar dinheiro para comprar-me o presente. Obrigado mãe Maria Marcelina Dias da Luz. A gente quando é criança nunca sabe, nem consegue medir o esforço dos adultos para comprar o nosso presente. Quem em Macau, naqueles tempos, não recorreu a agiotas para emprestar dinheiro? Lembro-me bem de uma senhora chinesa que fazia isso, da sua fisionomia marcante, quando acompanhava a minha mãe para pagar a dívida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 06/03/2009 por em MACAENSES, MACAU, Macau-memórias, Memória Macaense e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.223.042 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: