Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

A Livraria Portuguesa

A questão do fechamento da Livraria Portuguesa, aquela visita obrigatória para todo imigrante macaense que retorna à terra natal, está a se espalhar por toda a comunidade macaense e portuguesa, especialmente por via Internet.
Toda vez que voltava a Macau, ia visitá-la. Era para ver as novidades dos cds, como já comprei diversos além de livros para a minha biblioteca particular, bem como, sentia-me bem por lá. Matava as saudades!
Li as reportagens a respeito no JTM e recebi vários e-mails de convocação para assinatura de um abaixo-assinado apelando pela sua preservação.
Junto a todos para fazer este apelo, entendendo justas as justificativas pelo que o estabelecimento representa para todos nós.
Não sei exatamente qual o motivo real para o seu encerramento e venda. À distância, lemos e ouvimos, mas vale o apelo – preserve a Livraria Portuguesa pelo que ela representa para toda a comunidade, não só pelo seu conteúdo, mas também pela parte física que é o seu prédio !!!
A propósito, fico a pensar que as instalações da Casa de Macau não pertencem à nossa Associação. A propriedade não é nossa. Vivemos de uma forma de “aluguel (aluguer) gratuito” … espero que o agravamento da crise mundial e as grandes perdas financeiras de todas as empresas e instituições, não venham a nos afetar. Não seria bom ver o caminhão (camião) de mudança na porta, para nos levar a lugar nenhum. Salvo erro meu, São Paulo tem a Casa de Macau mais bonita e mais ampla do mundo, porém tem um detalhe, que ainda vou constatar, a Casa de Macau de São Paulo é a única do mundo que não tem uma sede própria. Como se diz, é bonito mas não é nosso!!! Como todo o cidadão anseia por uma casa própria para deixar de viver de aluguel, também gostariamos de ter a nossa casa própria !!! Mas quero crer que sempre prevalecerá a boa vontade como tem-se mostrado.
Mas é bom que saibam disso, pois pelo que constatei muitos desconhecem ou têm interpretações equivocadas e mal explicadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 08/03/2009 por em Livros.

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.303.061 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Hércules António e suas filmagens dos anos 50 e 60

Foi graças a um dvd distribuído por um dos seus filhos, que possibilitou ao Projecto Memória Macaense – PMM montar diversos vídeos filmados por Hércules António que nos trazem velhas e memoráveis lembranças daquela Macau antiga que mora no coração dos macaenses e daqueles que tiveram vivência no território. Os vídeos publicados no YouTube nos […]

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

“Macau linda” música adaptada por J. J. Monteiro, foi interpretada por Rubye de Senna Fernandes

No livro “Meio Século em Macau” de J. J. Monteiro (José Joaquim Monteiro) composto por dois volumes, nas últimas páginas do Volume II estão as letras da canção “Macau (linda)”, que infelizmente não temos a gravação e nem se sabe se houve, talvez nos arquivos pessoais de algum macaense ou familiares. Trata-se de uma música […]

Brasão de Armas de Macau

Brasão de Armas de Macau

Os Brasões de Macau portuguesa são todos inspirados nos estilos heráldicos tradicionais da Europa. O primeiro brasão de armas de Macau foi usado até ao final do século XIX. É apenas constituído pelas armas de Portugal cercado pela inscrição Cidade do Nome de Deus, Não Há Outra Mais Leal. O segundo brasão de armas foi […]

%d blogueiros gostam disto: