Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Festividades chinesas contadas em Portugal na Fundação Casa de Macau

(no título acima, lê-se FUNDAÇÃO, uma falha do provedor americano que não previu o Ç nesse espaço)

Só mesmo em Lisboa! Por isso que falo, Portugal é a origem da Macau que vemos hoje, e é bom ver iniciativas como esta da Fundação Casa de Macau, a falar das festividades chinesas da nossa terra significativas tanto para aqueles que lá residiram, nasceram ou que tenham interesse por conhecê-las.  Os portugueses lá estiveram, se misturaram com o povo chinês de uma forma ou outra, e lá se formou uma gente chamada Macaense, portanto, os costumes chineses também fazem parte da cultura de toda essa gente.

Veja o comunicado recebido por e-mail:

CICLO DE TERTÚLIAS – 2012

Macau e as festividades tradicionais, recordadas ao fim da tarde, ao sabor de um chá chinês.

Na primeira terça-feira de cada mês, evocamos uma festividade, revemos imagens antigas, relemos textos, partilhamos memórias.

Abril – «Ching Ming» (por recair na semana Santa, esta tertúlia realizar-se-á na segunda terça-feira, dia 10 de Abril)

Maio – «Tin Hau»

Junho – «Dragão embriagado»

Julho – «Barcos Dragão»

Setembro – «Espíritos Famintos»

Outubro – «Bolo Lunar»

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 27/03/2012 por em Portugal e marcado , , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.019.703 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: