Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Brasil: Hipismo Rural e a Prova de 3 Tambores

Num passeio de fim de semana, fui a Ibiúna, município do Estado de São Paulo, a 70 kms da capital paulista, e pude viver um interessante ambiente country no Rancho Oeste.  Realizava-se lá uma prova de 3 tambores de hipismo rural com premiação e  lá fui munido do meu equipamento fotográfico com teleobjetiva zoom.  Aproveitei para almoçar no seu restaurante caseiro que servia uma boa feijoada brasileira, saborosa!

Mas, o que é Prova de 3 Tambores? O portal country Super Bull Brasil nos conta que é geralmente uma prova feminina, embora no dia, havia também competição separada para os homens, e explica:

O esporte está cada vez mais presentes nas festas do peão e feiras agropecuárias, sendo apreciado pelos espectadores e conquistando cada vez mais adeptos e fãs. 
Com provas atrativas e campeonatos organizados, as competições de Três Tambores, distribuíram mais de 1 milhão de reais (cerca de US$ 560 mil) em 2010. 
Tracionalmente no Brasil, os campeonatos são disputados na maioria por mulheres, e por isso o esporte é considerado um dos mais charmosos do segmento. E as mulheres vêm provando que possuem a habilidade que o esporte exige. 
Em 2011, foi a primeira vez que o Mundialito de Três Tambores foi disputado no Brasil, e o esporte uniu homens e mulheres em uma única competição. O evento foi realizado durante a Festa do Peão de Barretos e o Brasil ficou com a terceira colocação com Rafaela Laturraghe e Ronildo Morais. 
Com o esporte em franco crescimento, organizadores, associações e competidores esperam que o esporte se torne olímpico a partir de 2016.

AS REGRAS

A prova dos Três Tambores alia habilidade, precisão e velocidade, onde três tambores são dispostos na arena de forma triangular, montando assim o trajeto que será feito pela competidora.

Dada a largada pelo juiz (pista liberada), a competidora parte em direção ao primeiro tambor contornando-o numa volta de aproximadamente 360 graus; seguindo para o segundo e terceiro tambores em uma seqüência estabelecida, repetindo a manobra. Após o terceiro tambor, segue em disparada para o local de partida, fechando o tempo, ao passar na fotocélula. Ganha a prova quem completar o percurso no menor tempo possível. A cada tambor derrubado será acrescido cinco segundos ao tempo final como penalidade.

(fotografia de Rogério P.D. Luz)

Prova feminina

Prova feminina

Prova feminina

Para os amantes de fotografia e com equipamento no mínimo semi-profissional com teleobjetiva de 200 a 300mm é uma boa pedida para tirar fotos tais como estas, que captam a areia espalhar-se-se com o galope ou freada do cavalo para contornar o tambor.

que curva mal feita, o cavalo seguiu reto ...

este foi penalizado com o acúmulo de 5 segundos por ter derrubado o tambor

Após passar pelos 3 tambores, é preciso cavalgar a toda velocidade para chegar ao ponto de partida e conseguir fazer o percurso em menos tempo

Houve também uma prova de dupla que consistia em um competidor, de pé em cima do tambor, ter que pular no cavalo que for contornar o tambor e sentar-se atrás do cavaleiro.  É uma prova divertida pois não é nada fácil e veja estas cenas hilariantes que consegui captar:

ai ai ai ... não deu e caiu, ainda bem que a areia é fofa !!!

este até que conseguiu, mas do jeito como ficou pendurado atrás do cavaleiro, a sua parte íntima deve ter ficado bem dolorida ...

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.037.190 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: