Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Montevidéu, Uruguai, próximo porto do Costa Victoria

Fotografias de/photos by Rogério P.D. Luz

Se comparado com Hong Kong (China, ex-colônia britânica) que tem 1.104 km2 para uma população de cerca de 7 milhões de habitantes, o Uruguai é um paraíso pois nos seus 176.215 km2 habitam por volta de 3,5 milhões de pessoas.  Há espaço e terra de sobra.  Na capital Montevidéu habitam 1,7 milhões pessoas, ou seja, quase a metade da população do País, mesmo assim, passeando pela cidade vê-se pouca gente.  Para quem mora em São Paulo, a cidade é um sossego e tanto.

No roteiro do cruzeiro de Natal de 2011 do navio Costa Victoria, após Buenos Aires, Montevidéu era a próxima parada. Em 2010, quando fiz o mesmo cruzeiro natalício pelo MSC Armonia, o porto uruguaio era Punta Del Este ao invés dele.  Numa outra postagem falarei a respeito dessa chique cidade praiana, que é um luxo só, e refúgio da elite brasileira e argentina.

Tal como Buenos Aires, a capital uruguaia de Montevidéu é uma cidade plana basicamente. Apesar de exigir alguma atenção pelos pequenos delitos, como carteiristas ou batedor de carteiras, é uma cidade tranquila, para não dizer, um mar de tranquilidade.  Praticamente dois dias inteiros de turismo é o suficiente para desfrutar os atrativos da cidade, como a gastronomia, passeios e turismo, compras etc. Faz fronteira com o Brasil no lado sul e em geral é um turismo barato.

No meu caso, estive lá com a minha esposa há cerca de 30 anos atrás e só voltei agora pelo cruzeiro marítimo.  Contratei no navio um tour pelos principais pontos turísticos.  Durou umas horas, até mais que o esperado, pois na volta não deu tempo de passear a pé pelo centro velho e o mercado próximo do porto para umas compras de souvenirs. Paciência, fica para a próxima.  O caso é que o navio partiu no fim do dia da chegada.

Esta é Praça (Plaza) de Independência no centro.  A estátua é do General Artigas de 1923, herói nacional pela sua luta para independência do Uruguai.  Antes de se tornar independente, o País era ocupado pelo Brasil, ainda na era colonial dos portugueses.  Segundo a Wikipédia, Montevidéu conquistada por Portugal em 1817, tornou-se capital da Província Cisplatina do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve em 1821. Pertenceu ao Brasi durante o reinado de D. Pedro I, chegando a receber o título de Imperial Cidade através do alvará de 15 de abril de 1825, mas logo conquistou a sua independência na chamada Guerra da Cisplatina, em que recebeu o apoio da Argentina. Com a independência (1828) passou a ser capital do Uruguai.

O prédio à direita é o Palácio Salvo, um belo edifício inaugurado em 1925 que já foi o maior da América do Sul.Próximo ao Palácio Salvo está o Teatro Solís, inaugurado no ano de 1856, no qual é possível fazer visitas guiadas em horários determinados.

Esta imponente construção é o Palácio Legistativo que começou a construir-se em 1908 e foi inaugurado no dia 25 de agosto de 1925, em comemoração do centenário da Declaração da Independência. O local abriga senadores e deputados.

À entrada do Palácio Legislativo pode-se apreciar trabalhos artísticos de artistas nacionais

A urna com os restos mortais do herói nacional pela independência, General José Artigas, e sua guarda de honra. Este magnífico salão está totalmente recoberto em mármores e granitos nacionais, que foram extraidos de pedreiras dos departamentos de Lavalleja e Maldonado e do departamento de Canelones, respetivamente. Este salão divide simetricamente ao edifício, de um lado a Câmara dos Senadores e do outro a dos Deputados

Em passeios turísticos, os monumentos das fotos acima e abaixo são parada obrigatória para fotos.  Simbolizam o desbravamento do Uruguai para povoamento.

Do alto do pequeno monte está a Plaza de La Armada onde se pode contemplar a imensidão o Rio de La Plata que separa o Uruguai da Argentina, que de tão extensa e larga não se consegue ver a terra do outro lado, parecendo mais um mar.  Também tem a visão da orla marítima de Montevidéu e sentir a paz e tranquilidade da cidade, que uma simples colisão de carros se torna um fato curioso e até causa “congestionamento” de uns metros que para seus padrões já é significativo.

A orla marítima num trecho onde não é plano, com uma pequena elevação.

Na partida do navio rumo a Porto Belo, em Santa Catarina, Brasil, às 17 horas, pode-se contemplar a cidade e seu prédio modernista do setor de Telecomunicações.

Navios de guerra da Armada Uruguaia.  Ao fundo o centro velho que possui vários prédios históricos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.074.679 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Como já vem acontecendo nos Encontros das Comunidades Macaenses realizadas em Macau, o programa de 2019 incluía uma missa e Te-Deum na Sé Catedral que foi celebrada no dia 26 de Novembro às 18:00 horas pelo Bispo de Macau, D. Stephen Lee Bun-sang. Uma celebração religiosa e ação de graças para agradecer por mais uma […]

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O Hotel Casino (Cassino) Lisboa, de Macau, inaugurado em 3 de Fevereiro de 1970, seis anos após o início das obras em 1964, o primeiro dos tempos modernos do outrora território português na China por cerca de 440 anos, e devolvido para a China em 1999, é por excelência uma galeria de arte com peças […]

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

O macaense Carlos Cordeiro, hoje residente no Canadá, enviou ao autor deste blog, três fotos que espelham bem o convívio dele com dois amigos macaenses: Fernando Placé e José (Zé) Cabral, num período de 52 anos, de 1967 a 2019. Interessante ver o cuidado de fotografar o momento na mesma posição da foto original de […]

%d blogueiros gostam disto: