Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Uma super loja de artesanato brasileiro em Foz de Iguassu

Tucano em dolomita preta e calcita laranja com base em ametista. Preço R$ 42.504,00 (cerca de US$ 19.300 ou MOP 155.000)

Tucano em dolomita preta e calcita laranja com base em ametista. Preço R$ 42.504,00 (cerca de US$ 19.300 ou MOP 155.000)

Em Dezembro de 2012 viajamos novamente para Foz de Iguaçu para passar o Natal, repetindo 2009.  Hospedamos no Hotel Panorama, localizado na Avenida ou Rodovia das Cataratas, como da última vez, e que será assunto de outra postagem.

A 3 minutos do hotel, no km 11 da mesma via, que em 2009 ignorei, está situada uma loja de artesanato que, apesar do tamanho da construção, pensava que era uma loja simples tal como se veem muitas na cidade turística, como apregoa o nome estampado na fachada.  Desta vez, precisando comprar pesos argentinos para pagar o bilhete de acesso às Cataratas do lado da Argentina, pois os hermanos não são muy amigos com turistas estrangeiros e só aceitam a moeda deles, sem casa de câmbio no local, por indicação, fomos para essa loja – Três Fronteiras – fazer o câmbio.

Qual a minha surpresa, ao entrar na loja, considerada uma das maiores do gênero na América Latina, foi ver o seu tamanho e enorme quantidade, além de grande variedade de produtos de artesanato e de pedras preciosas brasileiras, sem contar com uma ampla sala de chocolates caseiros.  Troquei o dinheiro e fiquei de voltar para uma visita detalhada.

O que surpreende na loja fundada em 1983, é a grande variedade de artesanato em pedra brasileira com preço de um carro novo do básico ao sofisticado, expostos como se fosse mercadoria comum. São cerca de 4.000 itens provenientes de diversas partes do Brasil, conforme explica o seu site.  Explica-se que é um ponto de parada de excursões de turistas de todas procedências, além do que vende via internet para o mundo todo.

(*Importante: as conversões do real em dólar americano (US$)s e em pataca de Macau (MOP) são em valores aproximados, podendo variar para mais ou menos.  Base da cotação média apurada em fim de Dezembro/2012 em Foz de Iguaçu: US$ 1,00=US$ 2,20 / US$ 1,00=MOP 8,00.  Os valores são apenas ilustrativos, devendo confirmar com a loja o valor comercial definitivo. A publicação desta postagem tem mera função de contar o que o autor viu no seu passeio turístico como curiosidade, não havendo qualquer ligação com a loja e não recebeu e nem tem qualquer expectativa por remuneração.  Site da loja Três Fronteiras Artesanatos: www.tresfronteiras.com.br)

Conforme informação (não confirmada) a árvore em pedra brasileira (?) foi vendida por US$ 150.000l para um chinês via internet, e o frete custará cerca de US$ 10.000.  É algo impressionante vendo de perto.

Conforme informação (não confirmada) a árvore em pedra brasileira (?) foi vendida por US$ 150.000 para um chinês via internet, e o frete custará cerca de US$ 10.000. É algo impressionante vendo de perto.

Detalhe da árvore acima

Detalhe da árvore acima

Conforme informações no local, os chineses e os alemães destacam-se como grandes compradores.  Devido a crise econômica em diversos países, a nacionalidade dos compradores está mais seletiva.  Para atendê-los, o site informa que são mais de 70 vendedores na sua maior parte bilingues, inclusive falando chinês-mandarim.

uma super loja de artesanato e de pedras brasileiras

uma super loja de artesanato e de pedras brasileiras

Arara em calcita laranja com base em ametista. Peso 127 kgs. Preço R$ 57.865,50 ou cerca de US$ 26.300,00 (cerca de MOP 210.400)

Arara em calcita laranja com base em ametista. Peso 127 kgs. Preço R$ 57.865,50 ou cerca de US$ 26.300,00 (cerca de MOP 210.400)

As fotografias dentro da loja são autorizadas conforme esclarecido com os vendedores, aliás muitos turistas se encantam com as peças expostas e fotografam livremente.

caixa com árvore petrificada com mais de 200 milhões de anos

caixa com árvore petrificada com mais de 200 milhões de anos

a loja Três Fronteiras

a loja Três Fronteiras

Explica-se o nome Três Fronteiras, pois existe um ponto turístico com marco donde se avista do Brasil, o território da Argentina e do Paraguai. Publicarei posteriormente postagem a respeito.

a ala do chocolate caseiro

a ala do chocolate caseiro

Foz Iguaçu 3 Fronteiras Artesanato (18)

Casal de papagaio em calcita laranja com base em ametista. R$ 31.500,00 (ou cerca de US$ 14.300 ou MOP 115.000)

Explica uma vendedora que a loja vende produtos do Brasil inteiro, facultando o turista a compra de artesanato do Nordeste, por exemplo.

Pedra ametista em sua forma natural.  Ao fundo, o Api Rosário Jr., que viajou conosco, comprando apetrechos musicais para seus arranjos musicais

Pedra ametista em sua forma natural. Ao fundo, o Api Rosário Jr., que viajou conosco, comprando apetrechos para seus arranjos musicais

Uma prateleira que parece comum, só que, vejam os preços!

Uma prateleira que parece comum, só que, vejam os preços!

uma mesa com 4 bancos, de árvore petrificada

uma mesa com bancos, de árvore petrificada

Aguia de dolomita preta com base em ametista. R$ 52.734,50 ou cerca de US$ 24.000 (cerca de MOP 192.000)

Águia de dolomita preta com base em ametista. R$ 52.734,50 ou cerca de US$ 24.000 (cerca de MOP 192.000)

Ametistas

Ametistas

tronco de uma árvore petrificada

tronco de uma árvore petrificada

Casal de araras rosa mais base ametista. Só R$ 92.918,00 (cerca de US$ 42.240 ou MOP 338.000)

Casal de araras rosa mais base ametista. Só R$ 92.918,00 (cerca de US$ 42.240 ou MOP 338.000)

clicar nas fotos para aumentar

Um comentário em “Uma super loja de artesanato brasileiro em Foz de Iguassu

  1. Pingback: Artesanato brasileiro e pedras preciosas de uma super loja em Foz de Iguaçu | Cronicas Macaenses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.113.569 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Por medidas de precaução em função da pandemia do novo coronavírus Covid-19, a celebração do Dia de Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Maio, foi diferente no mundo todo. Até que em Macau a celebração contou com a participação limitada de fiéis na missa realizada na Igreja de São Domingos, mais que no Santuário […]

Por detrás da foto oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019

Por detrás da foto oficial do Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2019

A sessão fotográfica nas Ruínas de São Paulo é tradição já há vários Encontros das Comunidades Macaenses, e não foi exceção na edição Macau 2019. Aconteceu no dia 26 de Novembro, uma terça-feira, por volta das 16 horas. Ao que parece, uma tradição chinesa em Macau, a foto oficial reuniu os participantes do Encontro de […]

Ruínas de São Paulo e as ruas de acesso à principal atração turística de Macau

Ruínas de São Paulo e as ruas de acesso à principal atração turística de Macau

Após 9 anos de ausência, desde o Encontro das Comunidades Macaenses de 2010, já no segundo dia da chegada a Macau para a edição de 2019, por saudades fomos visitar as Ruínas de São Paulo, mesmo sendo um Sábado quando se espera uma multidão de turistas do Continente da China que costumam congestionar as vias […]

%d blogueiros gostam disto: