Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

Catedral de Buenos Aires onde o Papa Francisco era arcebispo

Com a eleição do cardeal Jorge Mario Bergoglio como Papa Francisco, em 13/03/2013, vou lhes apresentar a Catedral de Buenos Aires, Argentina, onde o novo Pontífice era arcebispo. Localiza-se próximo do centro, ao lado da Plaza de Mayo onde está a Casa Rosada, palácio do governo e palco de manifestações públicas. A região possui muitos prédios históricos e é um ponto turístico imperdível para quem visita a cidade.

(fotografias de/photos by Rogério P.D. Luz)

A Catedral de Buenos Airos, Argentina, onde o novo Papa Francisco era arcebispo

A Catedral de Buenos Airos, Argentina, onde o novo Papa Francisco era arcebispo. Não possui torres assemelhando-se mais a um templo grego. Tem 12 colunas na fachada que representam os apóstolos de Jesus, e seu interior chega aos 41 metros de altura.

(Wikipedia) A Catedral Metropolitano de Buenos Aires é a principal igreja católica em Buenos Aires, capital da Argentina. Localiza-se no centro da cidade, diante da Praça de Maio, na esquina das ruas San Martín e Rivadavia, no bairro de San Nicolás. É a igreja-mãe da Arquidiocese de Buenos Aires.

A Catedral de Buenos Aires foi reconstruída diversas vezes desde suas origens humildes no século XVI. O prédio atual é uma mistura de estilos arquitetônicos, com uma nave e um domo do século XVIII e uma severa fachada neoclássica do século XIX, sem torres. O interior mantém estátuas preciosas do século XVIII, bem como retábulos e uma rica decoração neo-renascentista e neo-barroca. No seu interior se localiza o túmulo de José de San Martín.

buenosaires08.catedral.05.208

Seu arcebispo atual, o cardeal Jorge Mario Bergoglio, foi eleito em 13 de março de 2013 o Papa Francisco. Possui onze dioceses sufragâneas: Avellaneda-Lanús, Gregorio de Laferrère, Lomas de Zamora, Merlo-Moreno, Morón, San Charbel, San Isidro, San Justo, San Martín, San Miguel e Santa María del Patrocinio

A matriz da arquidiocese é a Catedral Metropolitana de Buenos Aires. (Wikipedia)

o altar principal

o altar principal

O chão foi desenhado no ano 1907 e fabricado na Inglaterra com mosaico veneziano.

buenosaires08.catedral.43.257

buenosaires08.catedral.39.252 Mausoléu onde se encontram os restos mortais do General San Martin desde o ano 1880, e a seu lado, os restos do generais Guido e Las Heras, e o simbólico Soldado Desconhecido.

buenosaires08.catedral.38.250

José Francisco de San Martín y Matorras (Yapeyú, 25 de fevereiro de 1778 – Boulogne-sur-Mer, 17 de agosto de 1850) foi um general argentino e o primeiro líder da parte sul da América do Sul que obteve sucesso no seu esforço para a independência da Espanha, tendo participado ativamente dos processos de independência da Argentina, do Chile e do Peru.

buenosaires08.catedral.37.249

Catedral Buenos Aires (104)

Catedral Buenos Aires (105)

Catedral Buenos Aires (103)

buenosaires08.catedral.36.247

buenosaires08.catedral.44.258

À esquerda (foto acima), o altar  com uma imagem conhecido como “Santo Cristo de Buenos Aires” trabalhada em madeira de algarrobo.

buenosaires08.catedral.09.216

buenosaires08.catedral.40.254

buenosaires08.catedral.26.235

buenosaires08.catedral.10.217

buenosaires08.catedral.16.224

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 892.605 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Imagens que trazem saudosas lembranças daquela Macau que não existe mais, mas que permanece viva na nossa memória e nas fotografias a seguir publicadas de forma aleatória, a procurar dar uma descrição a confirmar ou corrigir. O que vale mesmo é o que se diz – recordar é viver! As fotos são dos anos 50 […]

Memórias de Macau de Todos os Tempos (01)

Nesta postagem do que poderia chamar de uma série “Memórias de Macau de Todos os Tempos”, remetendo-me a um vídeo que publiquei no YouTube (vide no final), publico umas fotos antigas recolhidas ao acaso do meu extenso acervo, ora já publicadas no site (inativo) do Projecto Memória Macaense, ou não, e também já republicadas por […]

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca. Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de […]

%d blogueiros gostam disto: