Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P. D. Luz,

Viver a Quinta-Feira Santa

Ontem, Quinta-Feira Santa da Semana Santa de 2013, antecipei o que deveria ser feito à noite após a Missa da Ceia do Senhor e Lava-Pés e na Sexta-Feira Santa, uma antiga tradição de “Correr as Igrejas”, ou simplesmente em atoá, antigo dialecto de Macau (ex-território português na China) “Corê Igreja”.  Lembro-me dos velhos tempos na minha terra natal, nos anos 50 e 60,  em que, muitas vezes na companhia dos meus pais quando criança, cumpríamos este ritual.

Hoje, não saberia dizer se ainda é praticado este antigo costume religioso. No site da cidade de Salvador, na Bahia, Brasil, conta que “na antiga Salvador era costume “correr as sete igrejas” na Sexta-Feira da Paixão, como forma de “confirmar a fé e o jejum, fazer pedidos e agradecer as graças alcançadas”, ou então, em Portugal no site da Rádio Onda Viva: “esta quinta-feira à noite muitos poveiros vão visitar as igrejas e capelas da cidade, numa tradição que faz parte do programa oficial da Semana Santa, organizado pela Confraria do Santíssimo Sacramento”.

Por minha parte, decidi neste ano, ainda na claridade da tarde, visitar algumas igrejas em São Paulo diante da impossibilidade de fazê-lo à noite e na Sexta-Feira Santa. Na minha consciência valia a intenção e a oração, mesmo antecipadamente. Foram cinco, encerrando na Igreja do Divino Espírito Santo onde assisti à Missa da Ceia do Senhor e Lava-Pés, onde fiz algumas fotografias para registrar esta bela cerimônia religiosa que eleva a nossa fé católica. Vamos “correr as igrejas”?

1ª – Igreja de Santo Antônio, na Praça Patriarca, centro de São Paulo. A mais antiga igreja da cidade fundada nas últimas décadas do século XVI e cuja fachada atual data de 1899-1919. Veja postagem sobre a Igreja neste blog.

Quinta Feira Santa 2013 (01)

2ª – Igreja de São Francisco de Assis, no Largo São Francisco, no centro: após a construção no local do Convento São Francisco em 1647, a capela da Ordem Terceira foi construída em 1676.  Restaurada em 2008, desenhos neoclássicos de 1870 foram redescobertos sobre 8 camadas de tinta:

Quinta Feira Santa 2013 (02)

A Igreja de São Fracisco de Assis, de cor amarela, tem como vizinha a Igreja Chagas do Seráfico Pai São Francisco concluída em 1787, encontrando-se atualmente em restauração. Ambas estão tombadas pelo Patrimônio Histórico.

Quinta Feira Santa 2013 (03)

o interior da Igreja de São Francisco de Assis, em São Paulo

A Quinta-Feira Santa marca o fim da Quaresma e o inicio do Tríduo pascal na celebração que relembra a ultima ceia de Jesus Cristo com os doze Apóstolos.

Cristo Morto da Igreja de São Francisco de Assis, em São Paulo

Cristo Morto da Igreja de São Francisco de Assis, em São Paulo

3ª – Catedral da Sé, na Praça da Sé, centro de São Paulo: É um dos cinco maiores templos neogóticos do mundo. Os trabalhos de construção da igreja começaram em 1913 e terminaram em 1954.

Catedral Metropolitana de São Paulo - Catedral da Sé

Catedral Metropolitana de São Paulo – Catedral da Sé

o interior da Catedral Metropolitana de São Paulo, ou, Catedral da Sé.

o interior da Catedral Metropolitana de São Paulo, ou, Catedral da Sé.

4ª – Igreja de São Luíz, localizada na Avenida Paulista: A arquitetura do templo obedece ao puro estilo clássico Greco/Romano. As obras da sua construção terminaram em 1935.

Quinta Feira Santa 2013 (06)

5 ª – Igreja do Divino Espírito Santo, na Rua Frei Caneca, região da Avenida Paulista: Em 1908, oficializava-se a construção da nova Igreja sob a categoria de Paróquia Divino Espírito Santo. Foi aqui que assisti à Missa da Ceia do Senhor e Lava-Pés. Acompanhe a celebração religiosa nas próximas fotos:

Igreja do Divino Espírito Santo, na Rua Frei Caneca, São Paulo

Igreja do Divino Espírito Santo, na Rua Frei Caneca, São Paulo

O início da missa com a Procissão da Cruz seguida por grupo de jovens da Paróquia do Divino Espírito Santo, que depois, participariam da cerimônia de Lava-Pés.

Quinta Feira Santa 2013 (07)O pároco que rezou a missa foi auxiliado por vários ministros(as).

Quinta Feira Santa 2013 (08)

A cerimônia de Lava-Pés da qual participaram doze jovens, seis de cada vez.  A eles foi oferecido um pão italiano consagrado.

Quinta Feira Santa 2013 (09)

A participação dos jovens é importante para continuidade da Igreja Católica. O sacerdote refaz o gesto de humildade de Jesus Cristo e lava os pés de 12 fiéis.

Quinta Feira Santa 2013 (10)

Quinta Feira Santa 2013 (11)

Após a missa, com o Santíssimo Sacramento foi realizada uma procissão pela área da Igreja, sendo após exposto para veneração pelos fiéis. Em algumas igrejas, fica exposto por toda a madrugada.  Daí o motivo para “correr as igrejas”.

Quinta Feira Santa 2013 (12)

A procissão percorreu pelo pátio da Igreja.

Quinta Feira Santa 2013 (13)

O Santíssimo Sacramento carregado pelo pároco retorna à Igreja encerrando a procissão e para ficar exposto aos fiéis para suas orações.

Quinta Feira Santa 2013 (14)

Após a celebração, há uma vigília de oração diante do Cristo Eucarístico, relembrando a vigília de Cristo no horto das Oliveiras, onde foi preso pelos soldados romanos guiados por Judas.

Quinta Feira Santa 2013 (15)

Durante a celebração da missa foi oferecido aos fiéis um pão consagrado e na etiqueta da embalagem constavam os dizeres: “Eu sou o pão da vida: aquele que vem a mim não terá fome” Instituição da Eucaristia 28/03/2013 – Paróquia do Divino Espírito Santo.

Quinta Feira Santa 2013 (16)

*(Fonte de consultas e textos: site da Arquidiocese de São Paulo e Wikipedia)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 892.586 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Imagens que trazem saudosas lembranças daquela Macau que não existe mais, mas que permanece viva na nossa memória e nas fotografias a seguir publicadas de forma aleatória, a procurar dar uma descrição a confirmar ou corrigir. O que vale mesmo é o que se diz – recordar é viver! As fotos são dos anos 50 […]

Memórias de Macau de Todos os Tempos (01)

Nesta postagem do que poderia chamar de uma série “Memórias de Macau de Todos os Tempos”, remetendo-me a um vídeo que publiquei no YouTube (vide no final), publico umas fotos antigas recolhidas ao acaso do meu extenso acervo, ora já publicadas no site (inativo) do Projecto Memória Macaense, ou não, e também já republicadas por […]

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca. Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de […]

%d blogueiros gostam disto: