Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Macau e São Paulo – cidades-irmãs, isto no ano 2000

José Luís de Sales Marques assina o acordo de cidades irmãs - Macau e São Paulo

José Luís de Sales Marques assina o acordo de cidades irmãs – Macau e São Paulo observado por Celso Pitta, Prefeito de S.Paulo

Isto aconteceu em 19 de Junho de 2000: Macau e São Paulo tornaram-se cidades-irmãs com a assinatura do acordo na Prefeitura Municipal de São Paulo.  É também conhecida como Acordo de Geminação de Cidades, embora oficialmente, em São Paulo, o acordo tem a classificação de Cidades-Irmãs conforme nova lei municipal promulgada em 2007.

Para oficialização e assinatura do acordo, o então Presidente da Câmara Municial de Macau-Provisória: José Luís de Sales Marques acompanhado da esposa deslocou-se para São Paulo, tendo visitado a Casa de Macau no dia anterior, conforme postagem neste blog que falou do assunto (clique aqui para ver).

A iniciativa coube ao vereador Edivaldo Estima, já um velho amigo da comunidade macaense, que, com a comitiva de São Paulo, viajou para o III Encontro das Comunidades Macaenses com o projeto já aprovado pela Prefeitura de São Paulo, apresentou-o à Câmara Municipal de Macau, na época com o título “Provisória”, visto a recente transição de soberania de Macau de Portugal para a China em 20/12/1999.

Sales Marques que teve um tratamento especial por parte da Prefeitura local, novamente com a intervenção do vereador amigo, contou com quatro batedores da Polícia que o acompanhou em toda a sua estadia na cidade.  Lembro-me que, fazendo parte da comitiva de carros que acompanhava o representante macaense, com sirenes ligadas interrompia o trânsito para a sua passagem.

Com muita satisfação, sendo um momento histórico para mim, acompanhei e participei de todo o processo na qualidade de diretor cultural da Casa de Macau, na gestão do presidente Armando Ritchie que, na ocasião, estava em Lisboa participando do I Encontro dos Presidentes das Casas de Macau.  Desta forma foi representado pela Vice-Presidenta – Telma Antunes Brito.

Na época o Prefeito de São Paulo era Celso Pitta e a cerimônica foi realizada na sede da Prefeitura com a participação de membros da comunidade macaense e a direção da Casa de Macau, o vereador Edivaldo Estima como patrono do acordo, secretários e diversos deputados e vereadores, entre eles, Alda Marco Antônio no cargo de secretária de Assistência Social, que foi vice-prefeita na gestão passada de Gilberto Kassab.

Pela República Popular da China, o cônsul de São Paulo Li Chunhua foi o seu representante.  Aliás, o cônsul que participou de festas da Casa de Macau na época, depois foi trabalhar no Ministério dos Negócios Estrangeiros da China em Macau, onde, num dos eventos da reunião preliminar para o Encontro das Comunidades Macaenses pude ter o prazer de reencontra-lo, momento em que relembramos os nossos convívios em São Paulo.

Pela documentação, o que se percebe, embora leigo dos procedimentos, que o projeto do acordo foi submetido à Câmara Municipal de São Paulo e com a sua aprovação, foi promulgado pelo Prefeito.  De posse do documento, o seu autor apresentou-o à Câmara Municipal de Macau, e aprovado, coube o presidente viajar para São Paulo para sua assinatura.

Fica aqui a sugestão, ou proposta, ou pergunta: Se Macau é cidade-irmã de São Paulo, por que não, a Macau-RAEM não pode ser cidade-irmã da Macau-RN do Brasil? Há afinidades e ligações.  Seria algo histórico e inédito no mundo, “Macau (China) e Macau (Brasil), cidades-irmãs”.  Dei o passo inicial, porém pelas minhas limitação não tenho como prosseguir para este nível.  Bastaria alguém de competência se interessar pelo acordo e dar o passo para sua concretização.  Julgo que nunca na história houve um acordo assim nominal de duas cidades com o mesmo nome.  Vamos fazer história?

Veja as fotos abaixo que dão uma ideia do que aconteceu no dia da assinatura do Acordo de Cidades Irmãs entre Macau e São Paulo e o texto do documento assinado.  Leia também sobre os objetivos do acordo e a lei de 2007 que o classifica pela sua amplitude como um acordo de cidades-irmãs.

O ACORDO DE CIDADES-IRMÃS – SÃO PAULO E MACAU

(fonte: site da Prefeitura Municipal de São Paulo)

Macau S.Paulo acordo cidades irmãs pag1

Macau S.Paulo acordo cidades irmãs pag2

O Prefeito de São Paulo Celso Pitta chega para o evento

O Prefeito de São Paulo Celso Pitta chega à cerimônia

O vereador Edivaldo Estima, sentado à direita, lê o seu projeto do acordo de cidades irmãs

O vereador Edivaldo Estima, sentado à direita, lê o seu projeto do acordo de cidades irmãs

Sales Marques cidades irmãs S.Paulo Macau (03)

Primeira à direita, Telma Antunes Brito pela direção da Casa de Macau de São Paulo, e como vice-presidenta, acompanha a cerimônia na mesa de honra, tendo ao lado o cônsul da R.P.da China, Li Chunhua

O Prefeito cumprimenta o autor do projeto aprovado pela Câmara Municipal de SP e por ele sancionado.

O Prefeito cumprimenta o autor do projeto aprovado pela Câmara Municipal de SP e promulgado por ele.

José Luís de Sales Marques, presidente da Câmara Municipal de Macau-provisória  discursa sobre o acordo

José Luís de Sales Marques, presidente da Câmara Municipal de Macau-provisória discursa sobre o acordo

Sales Marques cidades irmãs S.Paulo Macau (06)

O Prefeito Celso Pitta discursa sobre o acordo

O Prefeito Celso Pitta discursa sobre o acordo

Após os discursos e aceitação do acordos trocam cumprimentos

Após os discursos e aceitação do acordos trocam cumprimentos

O SIGNIFICADO DE GEMINAÇÃO DE CIDADES (OU CIDADES-IRMÃS) – Wikipedia

A geminação de cidades é um conceito que tem como objetivo criar relações e mecanismos protocolares, essencialmente em nível espacial, econômico e cultural, através dos quais cidades de áreas geográficas ou políticas distintas estabelecem laços de cooperação.

Na Europa, estas paridades são designadas por cidades gémeas ou geminadas, enquanto que no Brasil e nos Estados Unidos se designa normalmente de “cidade irmã”.

Geralmente, as cidades gêmeas têm características semelhantes (demográficas, por exemplo) ou pontos e referências históricas comuns.

Este conceito assemelha-se à prática da correspondência na rede mundial, onde os amigos por correspondência são cidades ou vilas no seu conjunto. Estes acordos levam ao estabelecimento e intercâmbio cultural, partilha de conhecimento, ensino (estudantes) e políticas empresariais entre outras actividades.

Em alguns casos, divisões territoriais mais vastas fazem acordos semelhantes, como é o caso de Xangai e da província de Hainan na República Popular da China e Jeju na Coreia do Sul. Curiosamente as cidades de Paris e Roma são gêmeas e possuem um acordo de aceitarem apenas cidades parceiras, o acordo se resume na frase: Apenas Paris é digna de Roma,apenas Roma é digna de Paris.

José Luís de Sales Marques assina o acordo de cidades irmãs - Macau e São Paulo

José Luís de Sales Marques assina o acordo de cidades irmãs – Macau e São Paulo

Celso Pitta assina o acordo

Celso Pitta assina o acordo

Cidades-irmãs de Macau (Wikipedia)

Macau estabeleceu laços a vários níveis (cultural, económico, político, etc.) com estas cidades-irmãs.

Portugal Lisboa, Distrito de Lisboa, (Portugal)

Portugal Porto , Distrito do Porto, (Portugal)

Portugal Coimbra, Distrito de Coimbra, (Portugal)

Brasil São Paulo, São Paulo, (Brasil)

Suécia Linköping, Östergötland, (Suécia)

Cabo Verde Praia, Praia, (Cabo Verde)

Bélgica Bruxelas (Bélgica) – Convenção de Amizade com esta cidade

Vietname Danang (Vietname) – Convenção de Amizade com esta cidade

Estados Unidos San Francisco, Califórnia, (Estados Unidos) – Memorando Cultural com esta cidade

Troca de presentes

Troca de presentes – Sales Marques oferece

Celso Pitta oferece presente da Prefeitura de São Paulo

Celso Pitta oferece presente da Prefeitura de São Paulo

A secretária de Ação Social Alda Marco Antônio (1ª à direita) ao lado da vice-presidenta da Casa de Macau Telma Antunes Brito

A secretária de Assistência Social Alda Marco Antônio (1ª à direita) ao lado da vice-presidenta da Casa de Macau Telma Antunes Brito

Sales Marques cidades irmãs S.Paulo Macau (20)

Celso Pitta oferece presente à esposa de Sales Marques

Celso Pitta oferece presente à esposa de Sales Marques

Sales Marques conversa com o cônsul da China em São Paulo: Li Chunhua

Sales Marques conversa com o cônsul da China em São Paulo: Li Chunhua

Lei nº 14.471/2007 (São Paulo) – resumo

Consolida a legislação municipal sobre cidades-irmãs da cidade de São Paulo, e dá outras providências.

GILBERTO KASSAB, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, faz saber que a Câmara Municipal, em sessão de 14 de junho de 2007, decretou e eu promulgo a seguinte lei:

Art. 1º

Esta lei consolida a legislação municipal relativa às cidades-irmãs da cidade de São Paulo.

Art. 3º – lei nº 14.471/2007

São oficialmente reconhecidas como cidades-irmãs da cidade de São Paulo, nos termos e condições expressos neste artigo:

I – a cidade de Macau, cidade-província ultramarina de Portugal;

II – a cidade de Córdoba, na Espanha;

III – a cidade de Ningbo, na China;

IV – a cidade de Tel Aviv, em Israel;

V – a cidade de Lima, no Peru;

VI – a cidade de Hamburgo, na Alemanha;

VII – a cidade de Chicago, nos Estados Unidos.

§ 1º O Poder Público Municipal, pelos seus órgãos competentes, promoverá as medidas de sua atribuição necessárias a assegurar o maior intercâmbio e aproximação entre as cidades-irmãs, de que trata este artigo, especialmente no âmbito das relações culturais, sociais e econômicas.

§ 2º O Poder Público Municipal também promoverá, quando isto ainda não tiver sido feito à data da publicação deste artigo, através de convite aos representantes das cidades-irmãs, declaração conjunta de propósitos que será firmada após os encaminhamentos necessários.

§ 3º A declaração conjunta deverá ter por objetivos básicos, entre outros:

I – a busca do fortalecimento dos laços de amizade entre os povos;

II – acordos e programas de ação com o fim de fomentar o mais amplo conhecimento recíproco, para fundamentar os intercâmbios sociais, culturais e econômicos, em especial os relativos à organização, administração e gestão urbana;

III – a troca de informações e a difusão em ambas as comunidades das obras culturais, turísticas, desportivas, políticas e sociais, que respondam a seus respectivos interesses;

IV – convênios, através de programas e projetos de colaboração que se estabelecerão nos diferentes campos de atuação;

V – a facilitação dos contatos entre empresas ou instituições interessadas e os órgãos competentes relativos aos setores responsáveis pelos convênios em cada país;

VI – outros programas de cooperação técnica entre ambas as cidades que poderão ser firmados de acordo com o mútuo interesse das partes;

VII – a realização de acordos bilaterais visando à troca de conhecimentos sobre as raízes étnicas, folclóricas e musicais de cada um dos países nos quais se situam as cidades-irmãs constantes deste artigo;

VIII – a busca do incremento do intercâmbio estudantil entre as escolas municipais, com a instituição de prêmios aos melhores alunos, promoção de viagens de estudos, de turismo popular e a criação de comitês de apoio formados por pais e professores.

(fonte: site da Prefeitura Municipal de São Paulo)

Celso Pitta cumprimenta mmbros da comunidade macaense. Na foto: Adalberto Remédios, Frederico Martins, Angela Colaço, Mariazinha Carvalho, JC Remédios, Ernesto Martins, Célia Luís e Henriqueta Silva

Celso Pitta cumprimenta mmbros da comunidade macaense. Na foto: Adalberto Remédios, Frederico Martins, Angela Colaço, Mariazinha Carvalho, JC Remédios, Ernesto Martins, Célia Luís e Henriqueta Silva

Pitta cumprimenta JC Remedios

Pitta cumprimenta JC Remedios

Pitta cumprimenta Eduardo Ribeiro (Palito), com Celeste Silva à esquerda, Bosco Silva e Alice Airosa

Pitta cumprimenta Eduardo Ribeiro (Palito), com Celeste Silva à esquerda, Bosco Silva e Alice Airosa

Sales Marques cidades irmãs S.Paulo Macau (18)

Vereador Edivaldo Estima tendo ao lado Sales Marques conversa com políticos de São Paulo

Vereador Edivaldo Estima tendo ao lado Sales Marques e esposa, e Clemente Badaraco, em conversa com políticos de São Paulo

Os batedores da Polícia que acompanharam Sales Marques todo tempo da sua estada em São Paulo

Os batedores da Polícia que acompanharam Sales Marques todo tempo da sua estada em São Paulo. Foto tirada na garagem da Câmara Municipal de São Paulo onde Sales Marques foi visitar.

Sales Marques cidades irmãs S.Paulo Macau (24)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 717,478 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: