Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Portugal: Viagens Marítimas no Oriente

Museu Maritimo-Viagens Marítimas no Oriente (02)

Folheto do Museu Marítimo de Macau impresso na administração portuguesa, traz um resumo das viagens marítimas no Oriente empreendidas pelos portugueses no Século XVI:

VIAGENS MARÍTIMAS NO ORIENTE

As linhas da expansão portuguesa no Oriente após a conquista de Malaca em 1511, dividem-se por duas zonas distintas: o Pacifico e o Extremo Oriente.

Partindo de Malaca em 1511, António de Abreu levou a cabo a primeira expedição portuguesa em águas do Pacifico. Tinha como missão reconhecer o explorar as Molucas tidas como um dos principais centros produtores de cravo e noz-moscada. A armada percorreu a costa norte de Java e do Bali, Combock, Sumbava, Flores, Solor, Vitava, Buro, Geram, Banda e Amboíno.

Os primeiros contactos luso-chineses tiveram lugar em Calecut onde os Portugueses se instalaram numa feitoria que fora da China a Chinacoti. De Malaca, onde os juncos chineses costumavam ancorar, partiu em 1513,  Jorge Álvares que logrou estabelecer contactos comerciais sucessivamente em Tamau, Liampó e Sucheu.

Liampó. porto situado na embocadura do rio Chekiang em frente à costa japonesa, costumava servir de ancoradouro e ponto de comércio para Portugueses e Japoneses por volta de 1540. Para esse porto, proveniente do Sião, se dirigia no ano de 1543 o junco de António da Mota que, segundo a tradição, uma violenta tempestade desviou e fez ir dar à ilha de Tanegashima onde desembarcaram na praia de Nishimura Ko-Ura.

Museu Maritimo-Viagens Marítimas no Oriente (03)

Museu Maritimo-Viagens Marítimas no Oriente (01)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.142.806 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Rodolfo Ávila no Museu do Grande Prémio de Macau em 2007

Em 2007, visitei o Museu do Grande Prémio de Macau e lá fiz várias fotos. Nesta postagem, o assunto é o piloto Rodolfo Ávila. Venha conhecê-lo melhor. Publicação e fotografias de/photos by Rogério P D Luz Texto extraído da enciclopédia livre – Wikipédia Rodolfo Freitas Silvério de Abreu Ávila nasceu em Lisboa no dia 19 […]

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A estátua Ferreira do Amaral no aniversário da Tomada de Passaleão em 1951

A foto da estátua Ferreira do Amaral, em Macau, foi objeto de indagação feita ao autor deste blog por MJ Raydor no Facebook, que queria saber da sua história. Por desconhecê-la, coube ao Carlos Dias dar a resposta abaixo com publicação de uma imagem: “Tratava-se da Comissão Organizadora das comemorações de 102º. aniversário da Tomada […]

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Em Macau, celebração diferente do 13 de Maio Dia de Nossa Senhora de Fátima em 2020 devido à pandemia

Por medidas de precaução em função da pandemia do novo coronavírus Covid-19, a celebração do Dia de Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Maio, foi diferente no mundo todo. Até que em Macau a celebração contou com a participação limitada de fiéis na missa realizada na Igreja de São Domingos, mais que no Santuário […]

%d blogueiros gostam disto: