Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Passeio em Natal-RN, praias urbanas e Via Costeira

Praia de Areia Preta em bairro nobre da Via Costeira

Praia de Areia Preta em bairro nobre da Via Costeira

(fotografia de/photos by Rogério P.D. Luz – clicar nas fotos menores para ampliar)

Na nossa viagem a Natal, no Estado do Rio Grande do Norte, dedicamos um dia para ir ao Litoral Norte para conhecer a praia de Genipabu, que foi objeto de postagem neste blog.  O plano era percorrer a Via Costeira, que é a avenida beira-mar que liga os dois extremos da cidade, visitando antes a Fortaleza dos Reis Magos e depois atravessar a famosa Ponte pênsil Newton Navarro, um dos seus cartões postais.

Via Costeira. Ao fundo, Natal, região de Ponta Negra

Via Costeira. Ao fundo, Natal, região de Ponta Negra

Percebi que as praias ao longo de bom trecho da Via são semi-desertas, além de difícil acesso ou que não se percebia de carro em movimento, servindo mais aos poucos hotéis instalados ao longo dela.  Era sexta-feira! Do lado esquerdo fica o Parque das Dunas, que imaginava ser mais montanhoso, além do acesso a ele ser fechado pela avenida. Interessante que se parece não incentivam o uso dessas praias, pois não há estacionamento e poucas baias para você dar uma parada para ver paisagem.

No fim da Via, você vai se deparar com a bela Praia de Areia Preta, imponente com vários prédios altos e de luxo, considerada região nobre, Mas também mostra um contraste social, tendo atrás deles habitações populares do bairro Mão Luíza.

Praias desertas na Via Costeira

Praias semi-desertas na Via Costeira. Praia Barreira d’Água

Seguindo adiante, você está na conhecida Praia dos Artistas que dá impressão ser também um local nobre pelo nome, mas é uma região que inspira certos cuidados, como li na internet, bem como senti embora passando de carro com brevíssima parada, que logo surgiu um flanelinha.

No final desta longa avenida beira-mar está o acesso à histórica e bem cuidada Fortaleza dos Reis Magos, que vale uma visita, pois tem bela paisagem para fotos, como poderão se certificar em postagem específica deste blog.  Só que o acesso para o Forte não tem sinalização adequada, o que me obrigou a dar duas grandes voltas e consultar bem o mapa impresso e o GPS.

Vista do Morro do Careca na Via Costeira

Vista do Morro do Careca na Via Costeira. Praia da Barreira d’Água

Depois de atravessar a Ponte Newton Navarro, logo à direita no final dele, está o acesso a outra praia urbana: Redinha, que é mais frequentada por moradores da região. Depois de uma breve parada para fotos, seguimos para Genipabu que é objeto de outra postagem.

Praia de Redinha com vista para a Ponte Newton Navarro

Praia de Redinha com vista para a Ponte Newton Navarro

Veja a seguir o que a Wikipedia descreve da Via Costeira e de Natal:

Vista da Fortaleza dos Reis Magos

Vista da Fortaleza dos Reis Magos

VIA COSTEIRA (Wikipedia)

A Avenida Senador Dinarte Mariz, também conhecida como Via Costeira, é uma via expressa e litorânea de aproximadamente 10km que faz a ligação entre as Zona Sul e Leste da cidade do Natal no estado brasileiro do Rio Grande do Norte.

Localizada entre o Oceano Atlântico e as dunas do Parque das Dunas, a Via Costeira também pode ser considerada uma praia ou a continuação da Praia de Ponta Negra. O lado da praia é tomado por hotéis luxuosos de 4 a 5 estrelas, e alguns poucos restaurantes; o outro lado é totalmente tomado pelo Parque das Dunas – uma ampla área verde preservada pelo IDEMA.

É uma praia bastante calma, geralmente frequentada apenas pelos hóspedes dos hotéis próximos. Foi construída em 1985 pelo então governador José Agripino para ligar as praias urbanas à zona sul de Natal, dando início ao projeto turístico da cidade com a construção do primeiro hotel da Via Costeira, o Natal Mar Hotel de propriedade do empresário Sami Elali.

A Via Costeira é um dos sete pontos da “Área Especial de Interesse Turístico” do litoral, por isso, a praia é vigiada 24 horas por dia por algumas das 23 câmeras instaladas ao longo do litoral de Natal.

O Parque das Dunas na Via Costeira. Acesso fechado com alambrados. A entrada é pelo Bosque.

O Parque das Dunas na Via Costeira. Acesso fechado com alambrados. A entrada é pelo Bosque.

Natal vista do acesso à Fortaleza dos Reis Magos

Natal vista do acesso à Fortaleza dos Reis Magos. Lagoa da Praia do Forte

NATAL – RIO GRANDE DO NORTE (Wikipedia)

Natal é um município brasileiro, capital do estado do Rio Grande do Norte. Pertence à Mesorregião do Leste Potiguar e à Microrregião de Natal. Com uma área de 167,263 km², é a segunda capital brasileira com a menor área territorial (maior apenas que Vitória), fazendo desta a sexta maior capital do país em densidade populacional, distando 2 507 quilômetros de Brasília, a capital nacional.

Fundada em 1599, às margens do Rio Potenji, a cidade é conhecida mundialmente e conta com importantes monumentos, parques e museus e pontos turísticos, como o Teatro Alberto Maranhão e a Coluna Capitolina Del Pretti, no Centro Histórico, além de outras atrações como a Ponte Newton Navarro, o Museu Câmara Cascudo, o Parque da Cidade, o Museu de Cultura Popular, o Parque das Dunas, a Catedral Metropolitana e praias como Ponta Negra e dos Artistas, e eventos de grande repercussão, como a Feira Internacional de Artesanato (FIART), o Carnatal, as festas juninas e as comemorações natalinas. É também conhecida como a “Capital Espacial do Brasil”, devido às operações da primeira base de foguetes da América do Sul, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, atualmente localizada no município limítrofe de Parnamirim.

Praia de Areia Preta

Praia de Areia Preta

Historicamente, a cidade teve grande importância durante a Segunda Guerra Mundial em 1942 durante a Operação Tocha, já que os aviões da base aliada americana se abasteciam com combustível no lugar que hoje é o Aeroporto Internacional Augusto Severo, sendo classificada como “um dos quatro pontos mais estratégicos do mundo”. Abriga três das sete maravilhas do Rio Grande do Norte: a Fortaleza dos Reis Magos, o Frasqueirão, o Morro do Careca. A capital potiguar será também uma das doze sedes da Copa do Mundo de 2014.

De acordo com a estimativa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2012, sua população é de 817 590 habitantes, sendo o vigésimo município mais populoso do país. Sua região metropolitana, formada por Natal e outros nove municípios do Rio Grande do Norte, possui uma população de quase 1,4 milhões de habitantes, formando a quarta maior aglomeração urbana do Nordeste, a décima sexta maior região metropolitana do país e a 388ª maior do mundo

Natal vista da Fortaleza dos Reis Mags

Natal vista da Fortaleza dos Reis Magos. Praia do Forte

Natal é um município brasileiro, capital do estado do Rio Grande do Norte. Pertence à Mesorregião do Leste Potiguar e à Microrregião de Natal. Com uma área de 167,263 km², é a segunda capital brasileira com a menor área territorial (maior apenas que Vitória), fazendo desta a sexta maior capital do país em densidade populacional, distando 2 507 quilômetros de Brasília, a capital nacional.

Fundada em 1599, às margens do Rio Potenji, a cidade é conhecida mundialmente e conta com importantes monumentos, parques e museus e pontos turísticos, como o Teatro Alberto Maranhão e a Coluna Capitolina Del Pretti, no Centro Histórico, além de outras atrações como a Ponte Newton Navarro, o Museu Câmara Cascudo, o Parque da Cidade, o Museu de Cultura Popular, o Parque das Dunas, a Catedral Metropolitana e praias como Ponta Negra e dos Artistas, e eventos de grande repercussão, como a Feira Internacional de Artesanato (FIART), o Carnatal, as festas juninas e as comemorações natalinas. É também conhecida como a “Capital Espacial do Brasil”, devido às operações da primeira base de foguetes da América do Sul, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, atualmente localizada no município limítrofe de Parnamirim.

Historicamente, a cidade teve grande importância durante a Segunda Guerra Mundial em 1942 durante a Operação Tocha, já que os aviões da base aliada americana se abasteciam com combustível no lugar que hoje é o Aeroporto Internacional Augusto Severo, sendo classificada como “um dos quatro pontos mais estratégicos do mundo”. Abriga três das sete maravilhas do Rio Grande do Norte: a Fortaleza dos Reis Magos, o Frasqueirão, o Morro do Careca. A capital potiguar será também uma das doze sedes da Copa do Mundo de 2014.

Praia após a dos Artistas

Praia do Meio após a dos Artistas

De acordo com a estimativa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2012, sua população é de 817 590 habitantes, sendo o vigésimo município mais populoso do país. Sua região metropolitana, formada por Natal e outros nove municípios do Rio Grande do Norte, possui uma população de quase 1,4 milhões de habitantes, formando a quarta maior aglomeração urbana do Nordeste, a décima sexta maior região metropolitana do país e a 388ª maior do mundo

Natal via costeira praias urbanas (15)

Praia do Forte

Ponte Newton Navarro vista da Areia Preta

Ponte Newton Navarro vista da Areia Preta

Farol da Mãe Luíza na Praia da Areia Preta

Farol da Mãe Luíza na Praia da Areia Preta

Praia da Redinha com as dunas da região de Genipabu ao fundo separadas por um rio

Praia da Redinha com as dunas da região de Genipabu ao fundo separadas por um rio

Praia da Redinha

Praia do Meio

Praia do Forte

Praia do Forte

Praia do Forte

Ligação da Praia do Meio com a Praia do Forte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 671,750 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Viajar ao passado de Macau, dos belos tempos dos anos 60 e 70, é o que nos proporciona o vídeo “Macau 70”, produzido pela RTP Rádio e Televisão Portuguesa. A comemorar 70 anos, a RTP disponibilizou no seu website os arquivos para consulta ‘on-line‘ e Macau está presente numa das suas seções. Na apresentação do […]

%d blogueiros gostam disto: