Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Aulas de português no Macau Cultural Center em Fremont – Califórnia

Com o recomeço das aulas de português do ano 2014 no Macau Cultural Center (Centro Cultural de Macau) em Fremont, no Estado da Califórnia, nos EUA, a cerca de 580 km de Los Angeles, publico aqui o relato de um dos seus dois professores José Luís da Silva, que foi enviado ao Jornal Tribuna de California.

Vale a leitura pela importância dada à iniciativa de lecionar o português, língua oficial dos macaenses, mesmo que nem todos o falem, mas devido às suas origens e formação portuguesa, desde a instalação dos portugueses em Macau a cerca de 440 anos.

O texto foi enviado por Henrique Manhão, presidente da Casa de Macau USA (EUA), que além de avisar que o próximo esforço é o ensino do mandarim, informa que publicação a respeito também saiu no jornal católico de Macau – O Clarim – na edição de 30/01/2014.  Segundo o Henrique, o outro professor é Aurélio Dias Ferreira, imigrante de Moçambique, cujos pais são de origem portuguesa e chinesa. Vejamos:

Centro Cultural Macau aula portugues (02)

Texto de José Luís da Silva – Professor de Apoio ao Ensino do Português na Califórnia

No passado dia 6 de outubro iniciaram-se aulas de Língua e Cultura Portuguesas no Macau Cultural Center, em Niles, cidade de Fremont. Esse centro cultural reúne três associações socioculturais macaenses: Lusitano Club of California, Casa de Macau USA e União Macaense Americana (UMA).

O lindo e histórico edifício do MCC foi adquirido pela comunidade macaense local com fundos do Governo de Macau pouco antes da entrega da administração do território à China. Depois de extensa remodelação, a sede do MCC abriu as suas portas, orgulhosamente mostrando na sua fachada o brasão de Macau no qual se lê Cidade do Nome de Deus de Macau – Não Há Outra Mais Leal, e sobressai o escudo de Portugal encimado por uma coroa, além de dois anjos – um com a cruz de Cristo à cabeça e outro com a esfera armilar. Nenhum português poderá passar por Niles, local onde Charlie Chaplin iniciou a sua carreira cinematográfica, e não sentir enorme orgulho ao ver a fachada do MCC, tão genuinamente portuguesa.

A iniciativa para as aulas de Português no MCC partiu dos presidentes das três associações: Henrique Manhão (Presidente da Casa de Macau USA), Maria Fátima Gomes (Presidente da UMA) e Maria Cecília Roliz (Presidente do Lusitano Club of California e do Macau Cultural Center) que desde o início mostraram um enorme interesse em que a língua de Camões fosse ensinada no MCC. Contactaram um dos professores de apoio ao ensino do Português na Califórnia que os ajudou a delinear as aulas, arranjar professor e, com o apoio do Cônsul-Geral de Portugal em São Francisco, Dr. Nuno Mathias, conseguir fundos através da FLAD.

Em setembro de 2013 teve lugar no Macau Cultural Center uma sessão de esclarecimento à qual assistiram mais de trinta pessoas associadas ao MCC. Durante essa sessão, usou da palavra o Dr. Nuno Mathias, a Presidente do MCC e os professores José Luís da Silva e Aurélio Dias Ferreira. Nessa sessão ficou bem claro o compromisso assumido pelos dirigentes do MCC e sócios do centro para que as aulas de Português que iam começar fossem uma iniciativa de sucesso. Foi anunciado que a aula para principiantes seria lecionada pelo prof. A. D. Ferreira e que a aula mais avançada, bem como a componente cultural, ficariam a cargo do prof. J. L. da Silva. Durante a sessão foi lida uma mensagem da Comendadora Dra. Rita Santos, do Fórum para a Cooperação Económica entre a China e os Países de Língua Portuguesa, em Macau, regozijando-se com o início das aulas de Português no MCC e realçando a importância da língua de Camões no contexto das relações exteriores da China.

Inscreveram-se no programa 40 alunos (dos 8 aos 80 anos de idade) que, nas tardes de domingo, têm frequentado as aulas com enorme entusiasmo e gosto de aprender. Em finais de novembro, por motivo do Encontro das Comunidades Macaenses que tem lugar em Macau cada três anos e que este ano teve uma participação muito grande de membros do MCC, houve um intervalo, também para celebrar a quadra natalícia, recomeçando as aulas em janeiro de 2014. Na última sessão de novembro teve lugar um convívio entre alunos, professores e dirigentes do MCC, em estilo de potluck, em que se serviram os mais apetitosos pratos e sobremessas macaenses e portugueses e se provaram vários tipos de vinhos de Portugal. Foi uma oportunidade para celebrar o sucesso do programa e antecipar o que se espera seja um empreendimento cultural duradouro. Foram também entregues a alunos dois prémios patrocinados pela Fundação Jorge Álvares.

É de notar este exemplo de portuguesismo da comunidade macaense que, de uma forma organizada, entusiástica e calorosa, quer manter os laços linguísticoculturais que a ligam à cultura lusíada e que entende perfeitamente que a manutenção do português é essencial para a sua sobrevivência como grupo étnico único no mundo.

Centro Cultural Macau aula portugues (03)

Centro Cultural Macau aula portugues (04)

Centro Cultural Macau aula portugues (01)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 695,652 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: