Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Parque Municipal da Colina da Guia, segundo o antigo Leal Senado

Farol da Guia

Farol da Guia

Saudosista, na véspera da transição em 18/12/1999, passei a copiar o que podia do website do Leal Senado, quando ainda mantinha este nome, pois com certeza dois dias depois mudaria de nome.  Uma das páginas copiadas da Divisão de Parques e Zonas Verdes  dava uma descrição do “Parque Municipal da Colina da Guia”.

Leia o texto e veja as fotos que fiz em Outubro de 2006 no meu passeio à Colina da Guia:

Parque Municipal da Colina da Guia
Parque Municipal da Colina da Guia

PARQUE MUNICIPAL DA COLINA DA GUIA

Local: Estrada do Engenheiro Trigo

Fotografia de/photos by Rogério P.D. Luz

Este Parque está situado na maior colina de Macau. O panorama mais vasto, e mais encantador, de toda a cidade e ilhas vizinhas, pode ser observado daqui. Considerada como um dos «pulmões» da cidade, esta Colina há pouco mais de 100 anos apresentava-se como um local penhascoso e inóspito. Um trabalho de arborização, iniciado durante o governo de Tomás de Sousa Rosa (1883-1886), transformou-a totalmente.

O pinheiro do Sul da China (Pinus massoniana) foi utilizado nesta campanha de arborização, tendo originado que na toponímia chinesa, a Colina da Guia seja conhecida por Chong San, isto é, o «Monte dos Pinheiros». A vegetação inicial foi substituída por árvores nascidas de regeneração natural, tornando-se um local de grande riqueza sob o ponto de vista botânico. Vários caminhos de terra batida, permitem apreciar a flora típica da encosta da Guia.

No ponto mais alto da Colina, está a Fortaleza da Nossa Senhora da Guia, construída em 1638. A Fortaleza ocupa uma área de cerca de 800 metros quadrados e foi erguida em redor de uma Capela dedicada a Nossa Senhora da Guia, construída antes de 1622, e onde recentemente foram descobertos e recuperados uns frescos nas suas paredes.

A dominar a Fortaleza está o gracioso e histórico «Farol da Guia», que foi o primeiro a luzir na costa sul da China, a 24 de Setembro de 1865. O farol tem uma forma octogonal e 13,5 metros de altura. Funcionou inicialmente com um candeeiro de petróleo, passando mais tarde, em 1910, a utilizar uma aparelhagem eléctrica de rotação.

A Fortaleza da Guia funcionava como ponto de observação da chegada de navios, ou da aproximação de tufões. Ainda nos dias de hoje os sinais de tufão, feitos em metal preto, são hasteados aqui para aviso da população, sendo guardados à entrada da fortaleza quando não são necessários.

Entre 1920 e 1930, foi construído um complexo sistema de túneis, paióis e abrigos. Os túneis atravessam a parte superior da montanha e ainda podem ser visitados, embora se encontrem actualmente fechados por medidas de segurança.

Macau Farol da Guia (07)

Também nessa época foi aberta, à cota de 52 m, uma estrada em circuito fechado, a Estrada do Engenheiro Trigo, mais conhecida por “Estrada das 33 curvas”. Esta estrada é um dos locais mais procurados pela população pelos amantes do desporto. Desde muito cedo, 5h – 6 h, diariamente se pode encontrar os atletas locais a correr no circuito das “33 curvas” ou a fazer exercício físico no «circuito de manutenção». Ao longo de todo o seu percurso o contacto com a Natureza é constante, existindo, de tempos a tempos, umas pérgulas que convidam ao descanso e relaxamento.

Por necessidade de melhoria do sistema de abastecimento de água a Macau, foi construído nos anos 80 um Reservatório de Água. Para a decoração da sua parede, em betão e situada no circuito de manutenção, em 1996 foi efectuado um painel, com 80 m2, em pedra gravada da autoria do escultor David de Almeida. A obra intitula-se “Viagem” e apresenta uma simbologia inspirada em motivos orientais. Por sua vez o topo deste reservatório, foi transformado num amplo Anfiteatro para espectáculos ou actividades ao ar livre, finalizado em 1997.

O novo teleférico, situado à entrada do Jardim da Flora, tornou o acesso ao Parque, antes feito por escadas, mais rápido e menos cansativo. Este cobre uma distância de 186 m, podendo ser percorrido em pouco mais de 1 minuto. O terminal de chegada á Colina da Guia, ao lado do anfiteatro, dá acesso ao espaço de lazer e recreio recentemente remodelado, que inclui a criação de uma casa de chá, um parque de merendas e aos campos de jogos polivalentes.

ALGUNS DETALHES DA FORTALEZA E FAROL DA GUIA

63.mo.guia

65.mo.guia

VISTA PANORÂMICA DE MACAU DA COLINA DA GUIA – EM 2006

Macau Farol da Guia (14)

Macau Farol da Guia (03)

Macau Farol da Guia (06)

Macau Farol da Guia (08)

53.mo.guia

51.mo.guia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 20/02/2014 por em Colina da Guia e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 683,151 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Viajar ao passado de Macau, dos belos tempos dos anos 60 e 70, é o que nos proporciona o vídeo “Macau 70”, produzido pela RTP Rádio e Televisão Portuguesa. A comemorar 70 anos, a RTP disponibilizou no seu website os arquivos para consulta ‘on-line‘ e Macau está presente numa das suas seções. Na apresentação do […]

%d blogueiros gostam disto: