Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Passando pelo bairro Bellavista, em Santiago do Chile

Bellavista, Santiago do Chile

Bellavista, Santiago do Chile. Ruas calmas durante o dia.

A caminho do Cerro (morro) San Cristóbal, decidimos ir a pé do Hotel Presidente, localizado no bairro de Providencia , em Santiago do Chile, passando pelo Parque Balmaceda e o bairro Bellavista.  Uma caminhada e tanto, mas chegamos lá  conhecendo um pouco mais esta agradável cidade.

Bellavista é um bairro relativamente novo.  Só no século 20 ganhou sobrados e ruas bucólicas.  Bastante arborizada, durante o dia as ruas são tranquilas, mas à noite é que tudo se transforma para virar um bairro de badalação com bares, restaurantes, teatros, casas de show e assim por diante.  Foi lá que o poeta chileno e ganhador do Prêmio Nobel de Literatura, Pablo Neruda, foi morar com a sua terceira mulher, assim como é um preferido lugar de moradia de artistas.

Chile Santiago bairro Bellavista (14)

Até lembra um pouco El Caminito de Buenos Aires com suas casas coloridas e mesas postas nas calçadas, mas não fale isso para os chilenos, a rivalidade com os argentinos é grande, o que é inverso com os brasileiros que são bem recebidos.  Na época da minha visita à capital do país, a maioria dos turistas eram brasileiros. Era moda viajar ao Chile, não tanto quanto agora, ao que me parece. Afinal, Chile é logo aí, não tão longe de avião e tem neve, até na primavera, época em que viajamos e lucramos com as visitas às estações de esqui, pois com o fim de temporada, estavam abertas para visitação geral a pé, inclusive pelas pistas. Valeu a pena pois ainda tinha bastante neve e não tão gelado assim.

Lá no bairro há um mini-shopping chamado Patio Bellavista com bares, restaurantes e várias lojas de souvenirs.  Foi lá que compramos os nossos quadros que decoram a casa até hoje. Negociando bem, até que os preços foram razoáveis e couberam bem na bagagem.

Após a visita ao Cerro Cristobal que fica no fim da Calle (rua) Pio Nonno e Constitución, ainda encontramos restaurantes abertos, mesmo no meio da tarde, embora com cardápio reduzido, e pudemos matar a fome com duas variedades de pollo (frango). Muito bom!

(fotografia de/photos by Rogério P.D. Luz – clicar nas fotos menores para ampliar)

Chile Santiago bairro Bellavista (08)

Chile Santiago bairro Bellavista (13)

 

Chile Santiago bairro Bellavista (15)

Patio Bellavista

Chile Santiago bairro Bellavista (11)

Chile Santiago bairro Bellavista (09)

Parque Balmaceda

O parque projetado pelo paisagista Oscar Praiger foi construído logo após a crise mundial de 1929, nos planos de geração de empregos. Inicialmente chamava-se Parque Japonês, depois Parque Britânico e finalmente em 1945 para o nome atual.

O parque tem o nome do monumento a José Manuel Balmaceda, presidente do Chile entre 1886 e 1891, localizado no extremo sul, por onde há a ponte de travessia para o bairro Bellavista.

Chile Santiago Parque Balmaceda (01)

Chile Santiago Parque Balmaceda (02)

O parque tem o nome do monumento a José Manuel Balmaceda, presidente do Chile entre 1886 e 1891

Chile Santiago Parque Balmaceda (03)

Chile Santiago Parque Balmaceda (06)

 

Rio Camacho

Passando pela ponte sobre o Rio Camacho você chega ao bairro Bellavista, vindo do Parque Balaceda e a Avenida Providencia.

(Wikipedia): O Rio Mapocho (Mapudungun Mapuchuco, “água que penetra na terra”) é um rio do Chile localizado na Região Metropolitana de Santiago.

Possui 110 km de comprimento, nasce na cidade de Lo Barnechea. Flui de leste a oeste, passando pelas cidades de Providencia, Santiago, e Maipú. Deixa a cidade de Santiago e dirigi-se a sudoeste. Encontra-se com o Rio Maipo que desemboca no Oceano Pacífico, próximo a cidade costeira de Llolleo, localizada a aproximadamente 70 quilômetros ao sul de Valparaiso.

Em março de 2007, apenas 61% das águas residuais em Santiago foi tratada, embora este número aumentasse para 71% até o final daquele ano.

O rio Mapocho permanece contaminado por esgoto doméstico, agrícola e industrial e, ao longo de seu curso, por resíduos de mineração de cobre oriundos das várias minas localizadas nos Andes, a leste de Santiago. Há leis que obrigam a indústria e os governos locais a tratar as águas residuais, mas estas são negligentemente aplicadas. Atualmente existem instalações para tratamento de águas residuais e grandes usinas de reciclagem estão em construção. A longo prazo, há planos para a descontaminação do rio e para torná-lo navegável.

Chile Santiago Rio Mapocho (01)

Chile Santiago Rio Mapocho (02)

Chile Santiago Rio Mapocho (03)

 

* Veja na coluna ao lado, em Categorias, outras postagens sobre o Chile, como Valle Nevado, Portillo, Troca de Guardas no Palácio de La Moneda, Igreja de São Francisco, a Catedral de Santiago, Museus …

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.464.678 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Dia de Macau – 24 de Junho de 2022 celebra 400 anos da maior derrota dos holandeses no Oriente, e Manuel V. Basílio nos conta como foi

Dia de Macau – 24 de Junho de 2022 celebra 400 anos da maior derrota dos holandeses no Oriente, e Manuel V. Basílio nos conta como foi

Hoje, 24 de Junho de 2022, comemora-se 400 anos de “A Maior Derrota dos Holandeses no Oriente” na sua tentativa de tomar Macau dos portugueses. Até a transição de soberania de Macau, de Portugal para a República Popular da China, em 20 de Dezembro de 1999, a data era comemorada como “DIA DE MACAU” ou “DIA DA […]

Macau: Bons tempos do Teatro Dom Pedro V recordados por Jorge Eduardo (Giga) Robarts

Macau: Bons tempos do Teatro Dom Pedro V recordados por Jorge Eduardo (Giga) Robarts

1 Aqueles bons tempos de Macau, que já não voltam mais, de peças teatrais com participação de macaenses, são recordadas por Jorge Eduardo (Giga) Robarts na sua página no Facebook. Com autorização do Giga, as imagens foram copiadas e editadas, inclusive seus textos. Fazem parte do seu acervo, bem como, partilhadas por seus amigos dessa […]

Duas histórias de Macau por Manuel V. Basílio: ‘A 1ª viagem portuguesa no sul da China’ e ‘O 1º acordo sino-português’

Duas histórias de Macau por Manuel V. Basílio: ‘A 1ª viagem portuguesa no sul da China’ e ‘O 1º acordo sino-português’

Nesta postagem, divulgamos duas histórias de Macau de autoria do Manuel V. Basílio, publicadas no Jornal Tribuna de Macau-JTM e que foram extraídas dos seus livros: A primeira viagem portuguesa no sul da China O primeiro acordo sino-português Nos artigos abaixo com os textos com ligação direta no JTM , clique em “continue reading” (continue […]

%d blogueiros gostam disto: