Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, comemorado em 12 de outubro

Imagem original de Nossa Senhora Aparecida

Imagem original de Nossa Senhora Aparecida

Desde que o Papa João Paulo II consagrou a Basílica de Nossa Senhora Aparecida em 1980, foi decretado a data de 12 de Outubro como feriado nacional em comemoração à Santa, a Padroeira do Brasil. Na data comemorativa milhares de devotos deslocam-se por diversos meios ao Santuário, seja a pé ou de joelhos cavalo, carro, ônibus, moto, caminhão etc. De várias cidades, qual seja a distância, fazem-se romarias que até iniciam o seu deslocamento ao Santuário dias antes.

A Basílica de Nossa Senhora Aparecida, também conhecida como Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, está localizada na cidade de Aparecida, no interior do Estado de São Paulo, Brasil, a 180 kms da cidade de São Paulo. É o segundo maior templo católico do mundo, menor apenas que a Basílica de São Pedro no Vaticano e tem capacidade para abrigar 45.000 fiéis no seu interior.

Também conhecida por “Basílica Nova”, está construída sobre o Morro das Pitas, teve sua terraplanagem iniciada em 1952 e terminada em 1954. Começou a ser construída em 11 de novembro de 1955, pela Nave Norte, e seguiu para a construção da “Torre Brasília, que teve sua estrutura metálica doada pelo então presidente, Juscelino Kubitschek. Terminada a torre, as obras seguiram para a cúpula central, depois, já em meados de 1972, para a Capela das Velas e para a Nave Sul, passando depois para as Naves Oeste e Leste, e as alas intermediárias, finalmente. (Wikipedia)

A torre da basílica mede 100 metros de altura, possuindo 18 andares e seu projeto foi elaborado por Benedito Calixto de Jesus Neto. Há uma passarela, denominada “Passarela da Fé”, que faz ligação entre a igreja velha e a basílica ao qual possui 392 m de extensão, onde há fiéis que esse trecho percorrem de joelhos. (Wikipedia)

Santuario N.S. Aparecida 2014 (122)

 

A seguir uma história resumida de como surgiu a fé por Nossa Senhora Aparecida:

(fonte: site da Canção Nova – http://santo.cancaonova.com/santo/nossa-senhora-da-conceicao-aparecida-padroeira-do-brasil/)

A história de Nossa Senhora da Conceição Aparecida tem seu início pelos meados de 1717, quando chegou a notícia de que o Conde de Assumar, D. Pedro de Almeida e Portugal, Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, iria passar pela Vila de Guaratinguetá, a caminho de Vila Rica, hoje cidade de Ouro Preto (MG).

Convocados pela Câmara de Guaratinguetá, os pescadores Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves saíram à procura de peixes no Rio Paraíba. Desceram o rio e nada conseguiram.

Depois de muitas tentativas sem sucesso, chegaram ao Porto Itaguaçu, onde lançaram as redes e apanharam uma imagem sem a cabeça, logo após, lançaram as redes outra vez e apanharam a cabeça, em seguida lançaram novamente as redes e desta vez abundantes peixes encheram a rede.

A imagem ficou com Filipe, durante anos, até que presenteou seu filho, o qual usando de amor à Virgem fez um oratório simples, onde passou a se reunir com os familiares e vizinhos, para receber todos os sábados as graças do Senhor por Maria. A fama dos poderes extraordinários de Nossa Senhora foi se espalhando pelas regiões do Brasil.

Por volta de 1734, o Vigário de Guaratinguetá construiu uma Capela no alto do Morro dos Coqueiros, aberta à visitação pública em 26 de julho de 1745. Mas o número de fiéis aumentava e, em 1834, foi iniciada a construção de uma igreja maior (atual Basílica Velha).

No ano de 1894, chegou a Aparecida um grupo de padres e irmãos da Congregação dos Missionários Redentoristas, para trabalhar no atendimento aos romeiros que acorriam aos pés da Virgem Maria para rezar com a Senhora “Aparecida” das águas.

O Papa Pio X em 1904 deu ordem para coroar a imagem de modo solene. No dia 29 de abril de 1908, a igreja recebeu o título de Basílica Menor. Grande acontecimento, e até central para a nossa devoção à Virgem, foi quando em 1929 o Papa Pio XI declarou Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil, com estes objetivos: o bem espiritual do povo e o aumento cada vez maior de devotos à Imaculada Mãe de Deus.

Em 1967, completando-se 250 anos da devoção, o Papa Paulo VI ofereceu ao Santuário de Aparecida a Rosa de Ouro, reconhecendo a importância do Santuário e estimulando o culto à Mãe de Deus.

Com o passar do tempo, a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi crescendo e o número de romeiros foi aumentando cada vez mais. A primeira Basílica tornou-se pequena. Era necessária a construção de outro templo, bem maior, que pudesse acomodar tantos romeiros. Por iniciativa dos missionários Redentoristas e dos Senhores Bispos, teve início, em 11 de novembro de 1955, a construção de uma outra igreja, a atual Basílica Nova. Em 1980, ainda em construção, foi consagrada pelo Papa João Paulo ll e recebeu o título de Basílica Menor. Em 1984, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) declarou oficialmente a Basílica de Aparecida Santuário Nacional, sendo o “maior Santuário Mariano do mundo”.

Santuario N.S. Aparecida 2014 grupo

As imagens da nossa última romaria ao Santuário em abril de 2014

(fotografia de/photos by Rogério P.D. Luz – clicar nas fotos menores para amplias)

Optamos por fazer a romaria em dia de semana, com menor movimento de romeiros, numa terça-feira e voltamos para São Paulo em pleno dia 1 de maio, no contra-fluxo de trânsito de quem viajava para o feriado prolongado do dia do trabalho. Pernoitamos na fabulosa Pousada do Seminário do Bom Jesus que agora o restaurante abre para almoço e jantar, um conforto a mais.

Um passeio obrigatório para quem conhece ou não o Santuário: o Morro do Presépio. Rende sempre boas fotos.

Santuario N.S. Aparecida 2014 Presepio (108)

O presépio e ao fundo a cidade de Aparecida

A Basílica. Gosto de fotografá-la quando tem pouca gente, especialmente no final da tarde em dia de semana. O sol já próximo do horizonte produz luzes que iluminam apenas um lado.

Santuario N.S. Aparecida 2014 (101)

Santuario N.S. Aparecida 2014 (136)

Santuario N.S. Aparecida 2014 (123)

As estátuas dos doze Apóstolos. Foram instaladas nas colunatas em agosto de 2011. De acordo com  o site Gaudium Press “O projeto foi inspirado na estrutura da Basílica de São Pedro no Vaticano e foi idealizado pelo reitor do Santuário Nacional, padre Darci Nicioli e pelo Missionário Redentorista Padre Ronoaldo Pelaquim, o mesmo que concebeu o Morro do Presépio. As obras, que medem quatro metros cada uma e pesam quatro toneladas, são de autoria do artista plático Alexandre Morais que também foi o responsável pela criação das estátuas que compõe o Morro do Presépio.

Santuario N.S. Aparecida 2014 (116)

Santuario N.S. Aparecida 2014 (133)

 

A Capela das Velas é um espaço especial, com suportes próprios para o acendimento das velas em agradecimento pelas graças alcançadas.

Santuario N.S. Aparecida 2014 Capela Velas (17)

 

É noite na Basílica. Assista à missa das 6 da tarde e depois aprecie a basílica iluminada. É linda. E se precisar fazer a sua oração em silêncio total e na solidão, não há hora melhor. Aliás, há tours guiados noturnos na basílica.

Santuario N.S. Aparecida 2014 (130)

Os romeiros posam para uma foto de lembrança e imagem no caminhão

A passarela de fé de 500 metros que liga a basílica nova à basílica velha.

Santuario N.S. Aparecida 2014 (120)

Na passarela uma vista panorâmica da cidade

Na passarela uma vista panorâmica da cidade

A Basílica Velha. De acordo com o site do Portal do Vale: ” conhecida como Basílica Velha, a Matriz Basílica de Nossa Senhora Aparecida é ligada à Matriz Velha por uma passarela de 500 metros. Seu estilo barroco é marcado por duas torres e sinos.  Os degraus de pedra da entrada do templo estão gastos e marcados pelos pés de milhões de fiéis que visitam o lugar todos os anos.
O templo já passou por reformas e ampliações que estão sendo registradas nas diversas datas cravadas em suas imponentes paredes externas. No interior da Igreja o altar-mor e o retábulo foram esculpidos em mármore de Carrara, na Itália. Os púlpitos e as talhas ornamentadas foram esculpidos em cedro.

Santuario N.S. Aparecida Basilica Velha 2014 (301)

Praça de alimentação no Centro de Apoio ao Romeiro. Você tem muitas opções de restaurantes que servem principalmente comida pesada por quilo, ou preço único podendo comer à vontade. A 2ª opção acaba sendo a melhor pois a diferença de preço é pouca e come-se à vontade a grande variedade de comida. Mas como alternativa tem lanches como do McDonald. Nos fins de semana é custoso achar uma mesa vaga devido ao grande volume de gente, embora se adiantar ou atrasar o almoço fica mais fácil.

Santuario N.S. Aparecida 2014 pessoais e gerais (204)

Em dia de semana é tranquilo

O comércio no Centro de Apoio ao Romeiro. É impossível não comprar algo ou muito. São imagens sacras, terços, bijuterias medalhas, quadros, enfeites etc etc a preços razoáveis e aceitáveis. Perde-se um bom tempo vendo as lojas.

Hospedagem na Pousada do Seminário Bom Jesus. É um lugar dos mais agradáveis de Aparecida para se hospedar. Fica perto das basílicas, tanto a pé como de carro. Um lugar místico e que também inspira religiosidade, confortável e limpo, preços dentro da média, amplos espaços com belo jardim, agora ainda melhor com restaurante a servir tanto o almoço como o jantar, com boa comida e fartura, embora seja opcional na diária. Consulte o site no http://www.pousadadobomjesus.com/index.php

Santuario N.S. Aparecida 2014 Pousada Bom Jesus (220)

O Santuário em imagens preto&branco

Santuario N.S. Aparecida 2014 pb (03)

Santuario N.S. Aparecida 2014 pb (06)

Santuario N.S. Aparecida 2014 pb (13)

A Basílica Velha

A Basílica Velha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 641,576 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Viajar ao passado de Macau, dos belos tempos dos anos 60 e 70, é o que nos proporciona o vídeo “Macau 70”, produzido pela RTP Rádio e Televisão Portuguesa. A comemorar 70 anos, a RTP disponibilizou no seu website os arquivos para consulta ‘on-line‘ e Macau está presente numa das suas seções. Na apresentação do […]

As estórias de Margarida Ribeiro ambientadas em Macau e na China

As estórias de Margarida Ribeiro ambientadas em Macau e na China

Acompanhada do macaense Delfino Ribeiro, a escritora madeirense Margarida Ribeiro em 29 de dezembro de 2005  visitou a Casa de Macau de São Paulo no dia da festa de Natal. Na ocasião, quis presentear a comunidade macaense com o seu livro de estórias “A Mui” ambientado na China e em Macau “terra maravilhosa onde a vida tantas vezes confunde […]

%d blogueiros gostam disto: