Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Patinação artística ao som do fado ‘Saudades do Brasil em Portugal’ por Carminho

Uma combinação perfeita e sensível. Como combina bem a patinação artística ao som do fado, quando os patinadores querem trazer dramaticidade à sua dança sobre o gelo. Isso aconteceu na exibição do casal de patinadores lituanos Margarita Drobiazko e Povilas Vanagas, na exibição Gala de Oberstdorf ocorrida na Alemanha.

Ao som do fado “Saudades do Brasil em Portugal” que o brasileiro Vinicius de Morais compôs para Amália Rodrigues e magistralmente interpretado por Carminho, o casal campeão mundial de medalha de bronze deslizou pela quadra ao som de ‘saudades’ ricamente assimilado por quem não tem no vocabulário da sua terra palavra tão bela a traduzir tal nobre sentimento, fato que arrancou aplausos da plateia.

patinação artistica Margarita Drobiazko & Povilas Vanagas

Margarita Drobiazko e Povilas Vanagas, (Divulgação)

 

Veja o vídeo da exibição:

Para quem não conhece, Carminho é uma fadista portuguesa natural de Lisboa, e não de sexo masculino como seu nome sugere. Insere-se como uma das belas vozes do fado da atualidade.

Conquistou o coração de muitos artistas brasileiros, tendo gravado com grandes nomes como Milton Nascimento, Chico Buarque e Marisa Monte e recebeu rasgados elogios de Caetano Veloso ao assistir o seu show no Brasil.

Conheça Carminho e veja dois vídeo divulgados no You Tube:

Carminho

(Wikipédia) Maria do Carmo de Carvalho Rebelo de Andrade (Lisboa, 20 de agosto de 1984), conhecida como Carminho, é uma fadista portuguesa. Nasceu numa família de músicos, sendo a sua mãe, Teresa Siqueira, e o seu irmão, Francisco Andrade, também cantores.

Apesar de ter começado a cantar desde criança, só aos 22 anos decidiu fazer carreira musical depois de uma longa viagem pelo mundo que demorou 11 meses que a ajudou a tomar essa decisão. Diz que não precisou de coragem e explica simplesmente que é feliz a cantar o fado.1

Depois de terminar um curso superior de Marketing e Publicidade, Carminho, que não queria ser “marketeer”, resolve empreender uma viagem à volta do mundo – num só ano foi à Índia, à China, Malásia, Singapura, Vietname, Laos, Cambodja, Timor, Austrália, Nova Zelândia, Ilha de Páscoa, Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Uruguai, Brasil – para descobrir ao certo o que podia dar. E dá-se totalmente ao seu próximo fazendo acções humanitárias durante 6 meses em países como a Índia, Cambodja, Peru e Timor-Leste. Quando voltou já tinha a sensação plena de que estava preparada para fazer o seu primeiro disco.

Tem passado por várias casas de fado como A Taverna do Embuçado, Petisqueira de Alcântara e Mesa de Frades. Esteve na Suíça, numa quinzena temática portuguesa e com esse grupo, Tertúlia de Fado Tradicional gravou quatro canções (“Toca Pr’á Unha”, “O Vento Agitou O Trigo”, “Fado Pombalinho” e “O Fado da Mouraria”) do CD “Saudades do Fado”, editado em 2003

Participou nos espectáculos da feira do toiro realizados em 2003 e 2004 em Santarém e aquando das cerimónias de adesão de Malta à União Europeia actuou no país a convite da Embaixada Portuguesa.2

Em 2005 canta num espectáculo, que tem lugar no Teatro Camões, oferecido pelo presidente da Turquia ao presidente Jorge Sampaio. Ainda em 2005 recebe o prémio Amália, na categoria de Revelação Feminina.

Em 2006 colabora nas gravações do disco “O Terço Cantado” que recebe a bênção apostólica do Papa Bento XVI. As músicas são de Ramon Galarza e as vozes são dos irmãos Carmo Rebelo de Andrade e Francisco Rebelo de Andrade (participante no programa “Operação Triunfo” e Festival RTP da Canção).

Carminho participa no filme “Fados” de Carlos Saura de 2007. O disco com a banda sonora inclui a faixa “Casa de Fados” com a participação de Vicente da Câmara, Maria da Nazaré, Ana Sofia Varela, Carminho, Ricardo Ribeiro e Pedro Moutinho.

Em Maio de 2008 participa num concerto de Tiago Bettencourt, também actua na Casa da Música, na Expo Zaragoza 2008 e é convidada para o espectáculo comemorativo dos 45 anos de carreira de Carlos do Carmo, no Pavilhão Atlântico. Nesse mesmo ano interpreta “Gritava contra o silêncio”, excerto de um conto de Sophia de Mello Breyner Andersen, no primeiro disco de inéditos de João Gil.

Em 2009 é apontada pelo site Cotonete como um dos Nomes a seguir no ano.3

O disco de estreia, “Fado”, produzido por Diogo Clemente é editado a 1 de Junho de 2009.

Participa na campanha de 2011 do Pirilampo Mágico gravando o single “Ser Feliz” com Ney Matogrosso. É um dos vários nomes convidados para o disco “Os Fados e as Canções do Alvim” de Fernando Alvim.

Colabora também com Pablo Alborán no tema “Perdonáme” que foi um grande sucesso em Espanha e Portugal e em “Lusa” de Pedro Luís.4

Em Março de 2012 lança o seu segundo disco intitulado “Alma”. A edição brasileira inclui duetos com Chico Buarque (“Carolina”), Milton Nascimento (“Cais”) e Nana Caymmi (“Contrato de Separação”).5

Em Setembro de 2013, Carminho casa-se em Lisboa com o namorado de há cinco anos, o guitarrista, poeta, e produtor dos seus discos Diogo Clemente.

A 27 de Janeiro de 2015, foi feita Comendadora da Ordem do Infante D. Henrique.

A Bia Da Mouraria (EMI Music Portugal)

Chuva no Mar com Marisa Monte

(do álbum “Canto” 2014 /Música: Marisa Monte/Letra: Arnaldo Antunes)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 707,399 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Memórias de S.Paulo 2006 – festa de aniversário da Casa de Macau

Passaram-se 11 anos, não parece muito, mas vários conterrâneos e amigos nas fotos que publico da festa do 17º aniversário da Casa de Macau de São Paulo em 2006, promovida em 29 de julho, não estão mais conosco. Ficaram os bons momentos registrados da boa confraternização. Vale um momento de reflexão para sempre procurarmos um […]

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

%d blogueiros gostam disto: