Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Macau: Santa Sancha em 4 épocas

Em 1995, o livro “Cem Anos que Mudaram Macau”, ainda na época da administração portuguesa,  reproduzia a região de Santa Sancha com uma foto de 1930 e outra da época da sua publicação, com o seguinte texto:

“O palacete de Santa Sancha já não está isolado na zona da antiga chácara. Um conjunto de vivendas destinadas às residências dos secretários-adjuntos e a proliferação de habitações de luxo ao longo da colina da Penha retiram hoje alguma privacidade à residência dos governadores”.

No entanto, essa privacidade foi ainda mais afetada com a nova ponte de ligação Macau-Taipa conforme foto que tirei em 2010.

Santa Sancha em 1925

Santa Sancha em 1925

Santa Sancha em 1995 (foto do livro)

Santa Sancha em 1995 (foto do livro)

Santa Sancha 1995 (foto do livro)

Santa Sancha em 2006 (foto Rogério P.D. Luz)

Santa Sancha em 2010 (foto Rogério P.D. Luz0

Santa Sancha em 2010 (foto Rogério P.D. Luz)

* O livro “Cem Anos que Mudaram Macau” é de autoria de Sérgio Infante, Rogério Beltrão Coelho, Paula Alves e Cecília Jorge”, e edição do Governo de Macau em 1995

* Veja também esta postagem sobre o Palacete de Santa Sancha neste link:  -https://cronicasmacaenses.com/2013/04/15/macau-gravuras-do-palacio-do-governo-palacete-santa-sancha-e-escola-leng-nam/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 01/06/2015 por em BRASIL, Santa Sancha 4 épocas e marcado , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.037.190 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

Receitas de camarões e pimentas recheadas da gastronomia de Macau com Bosco Silva e Alex Airosa

A relembrar a aula de gastronomia realizada na Casa de Macau de São Paulo em 24/02/2008, ministrada pelos chefs João Bosco Quevedo da Silva e Herculano Alexandre (Alex) Airosa, seguem as fotos e receitas de camarões grandes recheados com ervas à moda de João Bosco Quevedo da Silva e pimenta recheada à moda do Alex Airosa. Na época, a coordenação das aulas e elaboração das […]

Procissão do Corpo de Deus em Macau

Procissão do Corpo de Deus em Macau

PROCISSÃO DO CORPO DE DEUS EM MACAU Texto, fotografias e legendas de Manuel V. Basílio (Macau) As cerimónias do Corpo de Deus, ou Corpus Christi, ou mais precisamente, a Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, decorrem habitualmente na quinta-feira seguinte a Domingo de Pentecostes, 60 dias depois da Páscoa, tendo este ano ocorrido no […]

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

“Adeus Macau” na voz de Isa Manhão no Encontro das Comunidades Macaenses de 2010

Não há como não se emocionar ao ouvir a bela canção Adeus Macau, seja qual for o/a intérprete. Possivelmente uma lágrima ou outra poderá escorrer no seu rosto. Alguns associam a canção à transição de soberania de Macau para a China, que em 2019 completa 20 anos. Pode até servir, se quisermos considerar o adeus […]

%d blogueiros gostam disto: