Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Memórias de Macau: Travessa do Paiva

Foto: M.V. Basílio

Foto: M.V. Basílio

Detalhes da Travessa do Paiva, em Macau, aquela que fica ao lado do Palácio do Governo, é o que M.V. Basílio, residente do ex-território português na China, recorda ao postar a foto dessa via pública no Facebook. Depois complementa com novas fotos explicativas para enriquecer esta postagem, pelo que este blog agradece o valioso contributo do amigo:

Macau Travessa do Paiva de M Basilio c10

Placa toponímica da Travessa do Paiva (foto M.V. Basílio)

TRAVESSA DO PAIVA

textos de M.V. Basílio

A Travessa do Paiva (em homenagem a Francisco José de Paiva) começa entre a Rua Central e a Rua de S. Lourenço e termina na Avenida da Praia Grande, junto ao Palácio do Governo. Na esquina onde termina a Rua Central, sensivelmente em frente da Rua da Imprensa Nacional, existiu um grande prédio, de dois pisos, o qual foi a residência de Miguel José de Arriaga Brum da Silveira, que, em princípios do século XIX, desempenhou as funções de Ouvidor em Macau, uma autoridade da Coroa Portuguesa que superintendia todos os ramos administrativos públicos. O Ouvidor de Arriaga, como é conhecido, foi uma figura preponderante da época, com grande capacidade governativa, tendo chegado a Macau em 22.06.1808 e aqui faleceu, após prolongada doença, a 13.12.1824.
Ainda me lembro desse prédio, antes de ser demolido, quando ali funcionava o Colégio de S. José.

Macau travessa do Paiva mapa Google

Fotos e textos explicativas também de M.V. Basílio

Foto abaixo: Pelo que sei, esse edifício foi originalmente construído para as instalações da Imprensa Nacional, mas como as grandes máquinas impressoras não podiam entrar pela porta principal, a mudança não se efectuou. Depois, foi utilizado por alguns serviços públicos, designadamente os da Administração do Concelho de Macau. Após a transição, a esse edifício de dois pisos foram acrescentados mais quatro, passando actualmente a funcionar os Serviços de Apoio da Sede do Governo.

Macau Travessa do Paiva de M Basilio c11

Foto: M.V. Basílio

Foto abaixo: O actual edifício construído no terreno resultante da demolição da casa de Arriaga. A foto mostra a esquina entre a Rua Central e a Travessa do Paiva:

Macau Travessa do Paiva de M Basilio c12

Foto: M.V. Basílio

Outro aspecto do actual edificio, para dar uma ideia quanto à dimensão do terreno ocupado pela casa de Arriaga:

Macau Travessa do Paiva de M Basilio c13

Foto: M.V. Basílio

Travessa do Paiva, vista de cima, em direcção à Avenida da Praia Grande:

Macau Travessa do Paiva de M Basilio c14

Foto: M.V. Basílio

Travessa do Paiva, vista em direcção ao edifício da Imprensa Nacional (ao fundo, pintado de amarelo), actualmente designado por Imprensa Oficial:

Macau Travessa do Paiva de M Basilio c15

Foto: M.V. Basílio

CASA DO GUARDA

Jeeps do Exército português durante o motim de 1, 2, 3 em 1966, saem da Travessa do Paiva

Jeeps do Exército português durante o motim de 1, 2, 3 em 1966, saem da Travessa do Paiva (imagem extraída do vídeo da AP)

Foto acima e as duas abaixo: CASA DO GUARDA – Essa casa era designada por “casa do guarda”, onde permaneciam alguns militares, incluindo landins, em serviço ininterrupto de guarda ao Palácio, sendo um deles destacado para junto da entrada ao Palácio. Depois da demolição dessa casa, esse espaço não foi devidamente reaproveitado, até que, durante a administração do Governador Carlos Melancia, foi aí colocada uma coluna de granito, com uma carpa no topo,  como se vê no lado direito da primeira foto desta postagem. Diziam que era por motivos de “fung shui”, mas esse amuleto não produziu o desejado efeito, por não haver água para a carpa sobreviver (por M.V. Basílio).

Macau anos 50

Macau anos 50

Macau Palacio do Governo e Travessa do Paiva anos 50.foto do Pantera

Foto do saudoso “Pantera” de Macau

Foto publicada por Angela Henriques Lisboa no Facebook, vendo-se do lado esquerdo a parede da casa do Arriaga

A Travessa do Paiva em foto publicada por Angela Henriques Lisboa no Facebook de procissão em Macau, vendo-se do lado esquerdo a parede da casa do Arriaga

Travessa do Paiva em gravura de George Smirnoff. A casa de Arriaga no lado direito.

Travessa do Paiva em gravura de George Smirnoff. A casa de Arriaga no lado direito.  O edificio ao fundo, onde actualmente está a Imprensa Oficial, era o edificio da Alfândega Chinesa (conhecida por alfândega pequena), estando a alfândega grande localizada na Rua de N. Sª do Amparo (tudo já demolido). M.V.Basílio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 20/01/2016 por em Travessa do Paiva e marcado , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 663,176 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Viajar ao passado de Macau, dos belos tempos dos anos 60 e 70, é o que nos proporciona o vídeo “Macau 70”, produzido pela RTP Rádio e Televisão Portuguesa. A comemorar 70 anos, a RTP disponibilizou no seu website os arquivos para consulta ‘on-line‘ e Macau está presente numa das suas seções. Na apresentação do […]

%d blogueiros gostam disto: