Cronicas Macaenses

Blog-magazine de Rogério P. D. Luz, de cara nova

Viagem de carro a Foz de Iguaçu, a cidade das cataratas

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (19)

Cataratas de Foz de Iguaçu, vista do lado brasileiro

Pela segunda vez, desde 2009, viajamos de carro para Foz de Iguaçu, um dos nossos preferidos destinos turísticos, especialmente na época natalina. São cerca de 1.090 kms. de distância, saindo do centro de São Paulo. Noutras duas viagens fomos de avião e alugamos um carro por lá, além daquela que viajamos numa excursão promovida pela Casa de Macau.

Gostamos do jeito internacional da cidade, pois a fronteira da Argentina está logo ali, a 5 minutos de carro do hotel onde costumamos nos hospedar, o Panorama, na Avenida das Cataratas, e um pouco mais distante, a cidade de Ciudad del Este no Paraguai procurada para compras livre de impostos. Fora disso tudo, a cidade é agradável e simpática, oferecendo vários atrativos turísticos que não cansamos de revisitar, ainda mais que alguns passaram por melhorias constatadas nesta viagem em dezembro de 2015.

Veja a seguir pela sequência de fotografias como foi a nossa viagem de dez dias, e em postagens avulsas os locais visitados na lista abaixo:

Postagens publicadas (clicar no título): a) Marco das Três Fronteiras da Argentina

(Fotografia de/photos by Rogério P. D. Luz – clicar nas fotos menores para aumentar)

Rota e Estradas

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (00)

Abaixo: uma parada na Castelo e o forte temporal que pegamos em Palmital e Assis:

A opção de viagem por carro também foi pela decisão tardia de passar o Natal em Foz, além do que o custo total de passagens aéreas compradas na última hora combinadas com as despesas de aluguel de carro ficaria bem mais caras. E ir de carro acabou, por final, sendo uma agradável expectativa pela viagem que proporciona mais flexibilidade e a vista de paisagens rurais pelo caminho. Espero voltar a fazer isso!

Optamos pela rota utilizando a Rodovia Castelo Branco (SP-280 ou BR-374) e depois a Raposo Tavares, ambas totalmente duplicadas, até o município de Assis (SP), e daí pegar a SP-333 seguindo as placas que apontam Londrina (PR), que passando a fronteira dos dois Estados passa a chamar-se de PR-323. É a melhor opção, visto que as duas rodovias são ótimas, sendo a Castelo das melhores do país onde você roda 450 kms tranquilamente com muitos postos de serviços.

Dentro da nossa programação, depois de rodar 650 kms, paramos em Maringá (PR) para pernoite no Hotel Elo e seguir a viagem no dia seguinte. Em 2009 também fizemos a mesma coisa para a viagem não ser tão cansativa, e Maringá é uma cidade moderna e bem agradável que gostamos muito. Após uma boa noite de descanso e o farto café da manhã do hotel, saímos cedo e chegamos no meio da tarde em Foz, dando tempo, depois do check-in, dar um pulo na Argentina e passear pelo seu free shop na fronteira que os hermanos dizem ser “el mejor del mundo” (o melhor do mundo).

Fotos abaixo: esquerda – a fronteira dos estados de São Paulo e do Paraná, e logo em seguida o Rio Paraná. Direita – as estradas do Paraná com bons trechos duplicados têm bom piso. Devem ficar ainda melhores após as obras de duplicação em curso.

Uma pausa em Maringá com estadia no bom hotel Elo e uma foto no terraço com vista da Catedral Metropolina famosa pela suas modernas linhas arquitetônicas.

Maringá (PR)

Maringá (PR)

Hospedagem no Hotel Panorama

É uma tradição hospedarmo-nos no Hotel Panorama que fica na Av. (ou Rodovia) das Cataratas nª 6798, no meio do caminho para o centro e para as Cataratas, e pertinho da fronteira com a Argentina. Enfim, além de estar bem localizado, tem um ambiente familiar que nos agrada. Na fotos, o hotel com uma grande área, tem trilha ecológica e parque aquático:

Passeio no dia da chegada

Após fazermos o check-in no hotel e nos alojarmos no quarto, com o tempo bom e ainda no meio da tarde, já saímos para passear no free shop da Argentina, bem pertinho, como disse, a 5 minutos. E como diz a propaganda:  “El mejor Duty Free Shop del mundo” foi ampliado tendo agora mais lojas.  Neste contato, a constatação: a alta do dólar afugentou muitos fregueses brasileiros. Mesmo a 5 dias do Natal, via-se um público bem menor que das outras vezes, preços altos em reais e para enfrentar a crise brasileira: parcelamento em 6x sem juros e na moeda brasileira.

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (36)

Fotos: Na ponte que liga os dois países, as cores das bandeiras do Brasil e da Argentina pintadas na mureta indicam o limite da fronteira, e nós no shopping center para matar as saudades:

Compras e passeio no Paraguai – Ciudad Del Este – 2º dia

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (35)

Já no 2ª dia da nossa estada em Foz de Iguaçu, fomos ao Paraguai para alguma possível compra na vizinha Ciudad Del Este. Optamos ir por van que se contrata nos hotéis pois é mais confortável. Leva a gente até o shopping de nome da cidade e traz de volta em três horários disponíveis sem ter que nos sujeitarmos aos duvidosos e precários transportes locais ou nos arriscar pela ponte. Com o dólar a R$ 4,10 os preços ficaram nada atrativos e se aproximavam muito da 25 de Março e o comércio praticado por chineses em São Paulo. Alguns produtos simples compensavam e daí compramos dentro das normas e limites legais do Brasil. Os corredores do shopping estavam com pouca gente e dava dó ver as lojas outrora cheias de fregueses sedentos para compras, agora bastante vazias. E, a cidade não melhora, quase sem calçadas e sem conservação, suja e deteriorada, e tudo de ruim que se possa imaginar, mas a gente vai mesmo assim! Fazer o quê? Esse espírito consumista …

Passeio nas Cataratas do lado argentino – 3º dia

O segundo dia foi reservado para passeio às Cataratas del Iguazu, na Argentina, onde você vê de perto as quedas de água vistas à distância no lado brasleiro. É emocionante e é uma visita obrigatória, apesar de bastante cansativa passeando pelo passeio inferior e superior, mas vale a pena, além do que pode ir também até a Garganta do Diabo. Devido às chuvas que têm caído com intensidade, havia muita água e com isso, parte do passeio inferior estava interditado. No passeio superior construíram uma extensão de ponte, que não tinha em 2014, com nova vista do início de uma cachoeira:

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (13)

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (38)

Na volta, antes de cruzar a fronteira, paramos na cidade de Puerto Iguazú para tomar sorvete ou sorvetes, que para mim já é também tradição.  Pelo horário não havia na pequena cidade nenhum restaurante aberto. Têm lá sua tradicional siesta. Primeiro fomos à sorveteria Guido (foto da esquerda), mais simples mas com bons sorvetes, e depois descemos a rua para a filial da famosa sorveteria Fredo. O lanche do almoço ficou para uma lanchonete árabe em Foz:

Passeio nas Cataratas de Iguaçú do lado brasileiro – 4º dia

Após vermos muita água nas cataratas da Argentina, era a vez de vê-las do lado brasileiro, e não cansamos de revê-la todas as vezes que visitamos Foz. Só que desta vez o espetáculo era diferente e espetacular a ver tamanha quantidade de água. Incrível! Dedicamos a tarde para almoçar e descansar no hotel, passeando pelo suas extensas dependências:

Foz de Iguacu Cataratas dezembro 2015 204

Usina Hidrelétrica de Itaipu e Marco das Três Fronteiras do Brasil – 5º dia

Era véspera de Natal, dia 24. À noite tinha missa, papai noel, coral e ceia de Natal no hotel. Criava certa expectativa na gente pois uma das coisas gostosas para passar a data natalina em Foz é este cerimonial no hotel que vivenciámos várias vezes. Na manhã fomos passear na Hidrelétrica de Itaipu que por sorte, devido ao excesso de água pelas fortes chuvas, uma das comportas estava aberta para esvaziar um pouco a represa e foi um belo espectáculo de se ver. Pode-se ver melhorias no tour de ônibus com a abertura de um porto dotado de um bom restaurante na beira da represa com preços aceitáveis  e passeio de barco. Havia também nova opção agora para passeio no planetário logo perto. Fica tudo para uma próxima visita a Foz.

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (42)

Após almoçarmos nas dependências da recepção, rumamos ao  renovado Marco das Três Fronteiras do Brasil, agora sim, decente e um lugar que deverá ser bem agradável após concluídas as obras de restauração. Foi aberto ao público há dois dias, mesmo incompleto valeu a pena pois deu para ver o que está sendo feito. Apenas um detalhe, vai passar a cobrar ingresso quando pronto.

Parque das Aves – 6º dia no Natal

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (43)

Em pleno dia 25, Natal, pode o comércio, shopping centers, lanchonetes e restaurantes estarem fechados, mas os parques como as Cataratas, Itaipu, o Marco ficam abertos, assim como o Parque das Aves, e é para lá que fomos passear. Notamos melhorias e nova arrumação no parque que ficou mais bonito, incluindo uma boa área de descanso no meio da trilha com lanchonete e água de graça para aliviar o calor da selva.

Passeio pela cidade Puerto Iguazu e  o Marco das Três Fronteiras na Argentina – 7º e último dia

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (30)

Poderiamos até ter ido passear no novo Parque de Dinossauros e Museu de Cera, a poucos minutos do hotel, mas preferimos deixar para a próxima visita e atravessamos a fronteira para a cidade argentina de Puerto Iguazu, encontrando uma grande fila de carros, o que nos fez perder quase uma hora até passar pela aduana. Tentamos achar um restaurante para almoçar, mas estavam praticamente todos fechados, exceto um ou outro que abriu mais tarde mas já tinhamos nos convencido a almoçar em Foz. A maioria abre só no fim de tarde pois a noite é bem badalada na cidade argentina vindo muita gente do Brasil. Fizemos umas compras nas barracas da feira e na loja de cosméticos, achando bons preços. Depois seguimos para o Marco das Três Fronteiras argentino (veja postagem), logo ali a 5 minutos do centro, algo que não sabia e me surpreendi pelo bonito lugar que também foi restaurado. Ah, não esquecendo de dizer que voltamos a tomar o caro sorvete da gelateria Freddo que aumentou 20 pesos em dois dias para duas bolas, mas estava gostoso.

Marcos das 3 Fronteiras argentino

Marcos das 3 Fronteiras argentino

A volta com pausa para descanso e pernoite em Palmital, estado de São Paulo

Deixamos Foz de Iguaçu pela manhã na viagem de retorno enfrentando muita chuva pelo caminho  e um bocado de trânsito nos primeiros 200 kms. Após rodar 650 kms, até sentia que podia prosseguir a viagem direto para São Paulo, pois a temperatura estava amena, mas acabamos por decidir na última hora pernoitar num hotel em Palmital para descansar e completar os poucos mais de 400 kms logo cedo no dia seguinte.

Viagem a Foz de Iguacu dezembro 2015 (45)

A pacata Palmital

Anúncios

3 comentários em “Viagem de carro a Foz de Iguaçu, a cidade das cataratas

  1. Pingback: O Marco das Três Fronteiras da Argentina | Crônicas Macaenses

  2. Jorge Robarts
    06/02/2016

    Muito interessante e conheço a Foz de Iguaçu quando por lá passei em 1987…long time ago!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 24/01/2016 por em BRASIL, Foz de Iguaçu 2015 e marcado , , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 673,943 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China). Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com […]

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

O Dia de Portugal na Macau portuguesa de 1973, em vídeo da RTP

Outro vídeo da saudosa Macau sob administração portuguesa nas comemorações do Dia de Portugal em 1973, na época em que o governador era  o general Nobre de Carvalho . Faz parte dos arquivos da RTP Rádio e Televisão Portuguesa que foram disponibilizados ao público no seu aniversário de 70 anos. “Macau, Campo Desportivo 28 de […]

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Vídeo ‘Macau 70’ da RTP mata saudades, assista …

Viajar ao passado de Macau, dos belos tempos dos anos 60 e 70, é o que nos proporciona o vídeo “Macau 70”, produzido pela RTP Rádio e Televisão Portuguesa. A comemorar 70 anos, a RTP disponibilizou no seu website os arquivos para consulta ‘on-line‘ e Macau está presente numa das suas seções. Na apresentação do […]

%d blogueiros gostam disto: