Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

A Pinacoteca do Estado de São Paulo nos 462 anos da sua capital

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Pinacoteca do Estado de São Paulo

No ano de 2016 em que a cidade de São Paulo completa 462 anos da sua fundação, para saudá-la, uma visita à Pinacoteca do Estado de São Paulo. Um belo museu de artes e obrigatório para turistas e moradores da metrópole.

Localizada ao lado da Estação da Luz e do fatídico Museu da Língua Portuguesa que se espera a recuperação após o incêndio que o destruiu em dezembro de 2015, é de fácil acesso tanto por metrô, trem ou ônibus, além de carro com grande oferta de estacionamentos pagos na região.

Bem conservado e limpo, os espaços são amplos e bem distribuídos para suas exposições temporárias e permanentes. Seu ambiente transmite uma paz de espírito, bom para fugir da agitação da cidade em meio a belas obras de arte, e é excelente para ensaios fotográficos como fiz na minha última visita:

(fotografia de/photos by Rogério P. D. Luz – clicar nas fotos para ampliá-las)

Pedindo permissão à instituição, abaixo reproduzo a apresentação e histórico da Pinacoteca feita no site oficial:

INSTITUCIONAL

A Pinacoteca do Estado é um museu de artes visuais, com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade, pertencente à Secretaria de Estado da Cultura. Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, é o museu de arte mais antigo da cidade. Está instalada no antigo edifício do Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, que sofreu uma ampla reforma com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha, no final da década de 1990.

O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência, do então Museu do Estado, hoje Museu Paulista da Universidade de São Paulo, de 26 obras de importantes artistas que atuaram na cidade como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Antonio Parreiras e Oscar Pereira da Silva. Atravessou seu primeiro século de atividades acumulando realizações e formou um significativo acervo, hoje com cerca de nove mil obras. Passou por uma marcante transformação assumindo-se, gradativamente, como um museu de arte contemporânea, comprometido com a produção de seu tempo, com destacada presença no cenário artístico do País. 

A Pinacoteca realiza cerca de 30 exposições e recebe aproximadamente 500 mil visitantes a cada ano. O primeiro andar recebe as exposições temporárias e o segundo é dedicado a mostra de longa duração de nosso acervo. A área central abriga o Projeto Octógono Arte Contemporânea, e no térreo estão as áreas técnicas, o auditório e a cafeteria. Desde 2006 é administrada pela APAC – Associação Pinacoteca Arte e Cultura.

O foco principal de todo trabalho desenvolvido pela Pinacoteca do Estado de São Paulo é aprimorar a qualidade da experiência do público com as artes visuais por meio do estudo, salvaguarda e comunicação de seus acervos, edifícios e memórias; da consolidação e ampliação desses acervos; e do estímulo à produção artística“.  (Fonte: PinacotecaInstitucional )

Pinacoteca de Sao Paulo 04

Pinacoteca de Sao Paulo 07

Pinacoteca de Sao Paulo 10

Pinacoteca de Sao Paulo 13

Pinacoteca de Sao Paulo 18

 

Pinacoteca de Sao Paulo 21

Pinacoteca de Sao Paulo 20

“Saudade”, 1899, óleo sobre tela, artista: Almeida Junior

Pinacoteca de Sao Paulo 23

Vistas das varandas:

Pinacoteca de Sao Paulo 26

Pinacoteca de Sao Paulo 28

Pinacoteca de Sao Paulo 32

“Mestiço” de Cândido Portinari, 1934

Pinacoteca de Sao Paulo 31

Pinacoteca de Sao Paulo 37

Pinacoteca de Sao Paulo 39

Pinacoteca de Sao Paulo 30

Pinacoteca fica na Praça da Luz. 2 – São Paulo / tel. 11 3324-1000 / Quarta a segunda das 10h às 17h30 com permanência até as 18h. Há cobrança de ingresso de valor simbólico, exceto aos sábados com entrada livre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 27/01/2016 por em Museu, Pinacoteca e marcado , , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 954.860 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Fotoblog do Projecto Memória Macaense

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

O ‘Dia do Patuá’ festejado pela Comunidade Macaense dos EUA

‘A promoção do ‘Dia do Patuá’ é um esforço para preservar o dialecto na Comunidade Macaense da Califórnia, nos Estados Unidos da América do Norte’ é o que define Henrique Manhão da Casa de Macau dos EUA. Diz, conciliando com o pensamento de outros membros da comunidade presente, ‘enquanto houver apoio de Macau, o patuá não […]

Recordação de uma festa na Macau de 1953

Recordação de uma festa na Macau de 1953

Jorge Giga Robarts, macaense residente em Portugal, atendendo ao pedido de um conterrâneo, identifica as pessoas que estão numa fotografia enviada, informando ter sido tirada em Dezembro de 1953 em Macau. A 2ª imagem com legenda e que lista as pessoas da foto, foi editada para apenas mostrar o que escreveu quanto à identificação, excluindo […]

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Imagens que trazem saudosas lembranças daquela Macau que não existe mais, mas que permanece viva na nossa memória e nas fotografias a seguir publicadas de forma aleatória, a procurar dar uma descrição a confirmar ou corrigir. O que vale mesmo é o que se diz – recordar é viver! As fotos são dos anos 50 […]

%d blogueiros gostam disto: