Cronicas Macaenses

Blog-foto-magazine de Rogério P D Luz

Memórias do Carnaval de São Paulo

Hoje os desfiles de escolas de samba do Carnaval de São Paulo alcançaram o lugar que merecem pelo tamanho da metrópole. Pouco ou nada perdem para os do Rio. Mas, nos tempos antigos não tinham recursos e poucos participantes, fantasias discretas, sem falar nos carros alegóricos,

Como imigrante recém-chegado e curioso para ver o carnaval brasileiro que tanto ouvia falar em Macau, ia assistir os defiles que antigamente eram realizados na Avenida São João e depois na Avenida Tiradentes.  Naqueles tempos, o espaço era do povo e todos podiam ir ver o espetáculo na avenida sem pagar nada. Hoje, realizado em recinto fechado, só assiste quem conseguir comprar bilhete, uma missão bastante difícil.

Veja algumas imagens publicadas no site Fotos Públicas, com a fonte atribuída ao arquivo da USP Imagens:

Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé em 1975. Na foto já aparecem as grandes arquibancadas com iluminação adequada e avenida desimpedida. (USP Imagens)

Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé em 1975. Na foto já aparecem as grandes arquibancadas com iluminação adequada e avenida desimpedida. (USP Imagens)

Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé desfilando na Avenida Tiradentes. Aqui aparecem as cabines dos juízes, iluminação feéricas e principalmente plataforma para câmeras de televisão. (USP Imagens)

Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé desfilando na Avenida Tiradentes. Aqui aparecem as cabines dos juízes, iluminação feéricas e principalmente plataforma para câmeras de televisão. (USP Imagens)

Carnaval de Sao Paulo imagens historicas de USP Imagens 07

São Paulo- SP- Brasil- Carnaval na década de 1950. Pato N’água, grande sambista e apitador no Cordão da Camisa Verde e Branco no Vale do Anhangabaú.(USP Imagens)

Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé desfilando em 1974-75 com o tema “Rei por um Dia”. A utilização de figuras reais nos desfiles era uma constante. Elas foram paulatinamente sendo substituídas pela figura do Mestre-Sala e da Porta-Bandeira. (USP Imagens)

Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé desfilando em 1974-75 com o tema “Rei por um Dia”. A utilização de figuras reais nos desfiles era uma constante. Elas foram paulatinamente sendo substituídas pela figura do Mestre-Sala e da Porta-Bandeira. (USP Imagens)

Carnaval de Sao Paulo imagens historicas de USP Imagens 08

São Paulo- SP- Brasil- Desfile da Escola de Samba Camisa Verde e Branco. O personagem da foto é Delegado, famoso sambista carioca pertencente a Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira.(USP Imagens)

Dionísio Barbosa, aos 85 anos, fundador do primeiro cordão carnavalesco paulista, O Grupo Carnavalesco da Barra Funda, mais tarde popularmente chamado de Camisa Verde. (USP Imagens)

Dionísio Barbosa, aos 85 anos, fundador do primeiro cordão carnavalesco paulista, O Grupo Carnavalesco da Barra Funda, mais tarde popularmente chamado de Camisa Verde. (USP Imagens)

Primeiro folguedo negro criado especialmente para desfilar no carnaval paulistano. O cordão do Camisa Verde e Branco. Criado por Dionísio Barbosa. Aqui vemos “Camponeses do Egito”. (USP Imagens)

Primeiro folguedo negro criado especialmente para desfilar no carnaval paulistano. O cordão do Camisa Verde e Branco. Criado por Dionísio Barbosa. Aqui vemos “Camponeses do Egito”. (USP Imagens)

Carnaval de Sao Paulo imagens historicas de USP Imagens 01

São Paulo- SP- Brasil- Grupo de crianças do Cordão do Camisa Verde e Branco na romaria a Bom Jesus de Pirapora em 1925. Havia uma ligação muito grande dos cordões carnavalescos paulistanos e a Festa de Bom Jesus de Pirapora.(USP Imagens)

  • Publicação de fotos de acordo com os Termos de Uso de Fotos Públicas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 31/01/2016 por em Carnaval-fotos históricas e marcado , , .

Autoria do blog-magazine

Rogério P. D. Luz, macaense-português de Macau, ex-território português na China, radicado no Brasil por mais de 40 anos. Autor dos sites Projecto Memória Macaense e ImagensDaLuz.

Sobre

O tema do blog é genérico e fala do Brasil, São Paulo, o mundo, e Macau - ex-colônia portuguesa no Sul da China por cerca de 440 anos e devolvida para a China em 20/12/1999, sua história e sua gente.
Escrita: língua portuguesa escrita/falada no Brasil, mas também mistura e publica o português escrito/falado em Portugal, conforme a postagem, e nem sempre de acordo com a nova ortografia, desculpando-se pelos erros gramaticais.

Pesquise por tema e localidade (ordem alfabética)

Últimas 150 postagens

Estatísticas do blog

  • 1.082.823 hits

Monitoramento de visitas – contagem desde 01/Nov/2011

free counters

Postagens recentes: Blog do Projecto Memória Macaense

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Missa e Te-Deum no Encontro das Comunidades Macaenses-Macau 2019

Como já vem acontecendo nos Encontros das Comunidades Macaenses realizadas em Macau, o programa de 2019 incluía uma missa e Te-Deum na Sé Catedral que foi celebrada no dia 26 de Novembro às 18:00 horas pelo Bispo de Macau, D. Stephen Lee Bun-sang. Uma celebração religiosa e ação de graças para agradecer por mais uma […]

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O hotel em Macau que é uma galeria de arte

O Hotel Casino (Cassino) Lisboa, de Macau, inaugurado em 3 de Fevereiro de 1970, seis anos após o início das obras em 1964, o primeiro dos tempos modernos do outrora território português na China por cerca de 440 anos, e devolvido para a China em 1999, é por excelência uma galeria de arte com peças […]

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

Num período de 52 anos, três encontros de amigos macaenses

O macaense Carlos Cordeiro, hoje residente no Canadá, enviou ao autor deste blog, três fotos que espelham bem o convívio dele com dois amigos macaenses: Fernando Placé e José (Zé) Cabral, num período de 52 anos, de 1967 a 2019. Interessante ver o cuidado de fotografar o momento na mesma posição da foto original de […]

%d blogueiros gostam disto: